terça-feira, 12 de março de 2013

Por que eu? - Mensagem de Maitreya // Ver, Falar e Evoluir - Por Saul Brandalise Jr.


POR QUE EU?
 Mensagem de Maitreya


PARTE 1

Sempre que estiver sofrendo, passando por privação ou com dificuldade de elevação, a alma, em sua escuridão grita e diz: "Por que eu? O que eu fiz para merecer isto?"

Se a alma estivesse no estado de bem-aventurança permanente e felicidade, sem contenda ou problema, não haveria aprendizado porque esses estados não permitem isso. Quando há paz e felicidade, só existe isso. O propósito da alma no plano terrestre é crescer e expandir, se elevar ainda mais alto, e se libertar para sempre do plano terrestre.

Por exemplo, durante a encarnação pode-se experimentar períodos de luta, de perda de emprego, de restrições financeiras, ou de ataque de todos os que estão ao redor. Quando isto acontece, o Eu normalmente passa na frente e começa a reclamar bem alto:
"Por que eu?", sendo esta uma pergunta costumeira.

Tudo é visto de um ponto de vista negativo. Raramente a experiência é vista como uma oportunidade para mudar, para sair de uma situação de estagnação, ou para avançar para coisas maiores e melhores.

Sim, tudo que vem na forma de dificuldade é uma bênção só se você conseguir vê-la.

Há muitos anos o meu canal passou uma situação muito difícil em que ela perdeu seu negócio e seu casamento ao mesmo tempo, e até se viu mudando do país em que ela vivia. Ela recebeu um aviso, através de uma leitura que isto poderia ocorrer, quando ocorreu, ela só conseguia enxergar negativamente. Até no aeroporto, esperando para deixar o país, ela ainda estava negativa, dizendo: "Não consigo ver nada para mim no novo país."

A negatividade dela em relação à situação a impedia de ver seu futuro e as oportunidades que estavam lá. É por isso que ela não conseguia "ver". Nove meses depois ela tinha uma nova vida, um programa de rádio bem popular, uma nova carreira em jornalismo, e muita felicidade. Sua jornada para outro país lhe trouxe muito sucesso e alegria, muito mais do que se ela tivesse ficado onde ela vivia.

PARTE 2

Muito frequentemente o gênero humano olha para o negativo quando as coisas acontecem ao invés de olhar para o positivo. Você sempre teme o pior, normalmente porque isso é tudo que a vida lhe proporcionou no passado e porque você só permitiu o negativo na sua vida.

Tente não deixar a adversidade desapontar você.
Quando ela vem, considere-a um amigo que pode lhe dar um trampolim para uma situação melhor ou até uma vibração mais alta.

Não há acidentes, tudo acontece por uma razão. Pode ser triste deixar coisas para trás, avançar, passar dificuldade (como você a vê), e ter frustração em sua vida, mas todas essas questões permitem o crescimento de sua alma, se a alma permitir que as mudanças aconteçam e não ser contra a mudança. Quanto mais você vai contra, mais dificuldade você irá encontrar.

Se você olhar a situação como uma época de crescer, avançar e expandir sua vida, é isso que você irá atrair para a sua energia porque seus pensamentos irão criar sua realidade.

Se você olhar as mudanças com medo, dúvida ou qualquer outra emoção negativa, então é isto que você vai atrair para a sua energia - uma situação negativa.

PARTE 3

Cada alma nesta vida passará por felicidade e alegria, tristeza e mágoa, tudo isto é planejado para ajudar a alma crescer e avançar. Frequentemente a adversidade pode ser o resultado de ações da vida passada ou porque a alma escolheu que era hora de crescer.

Um exemplo disto é a história de um casal norte-americano na Itália, cujo filho foi baleado e morreu. Eles não permitiram que a morte do filho fosse uma experiência negativa. De fato, eles doaram os órgãos do filho para que outros pudessem viver. Na hora do sofrimento, eles não pensaram neles, mas nos outros, uma verdadeira saída do negativo.

Na próxima vez que você estiver passando por uma pequena dificuldade ou privação, ao invés de dizer: "Por que eu?" pergunte-se: "Que ocorrência maravilhosa se realizará por causa disto?” e então deixe que aconteça.
Você saberá!

Maitreya

Fonte:
http://www.maitreya-edu.org/blog  
Tradução para De Coração a Coração:
SELENE - 668475, MEC


Ver, Falar e Evoluir
 Por Saul Brandalise Jr.


Interessante este trinômio: Ver, Falar e Evoluir.
São palavras de altíssimo teor de Energia.
Ora, se Energia é Vida, precisamos prestar atenção de forma adequada a elas.

Existem algumas maneiras de podermos ver e assim interpretarmos o que se descortina em nossa volta: certamente com os olhos. Obviamente com o Sexto Chakra. Fatalmente com ambos, olhos e chakra, agregados de nossos sentimentos, valores e emoções. Portanto, VER é complexo. E os sábios afirmam que cada um vê o que tem capacidade de assimilar dentro de seus conhecimentos desta e também de vidas passadas.

Lembre-se deste ditado: pior cego é aquele que não quer ver.

Já é diferente com o falar: algumas pessoas falam simplesmente porque escutaram ou leram. Repetem sem a mínima avaliação sobre as consequências de suas palavras. Meu papagaio também o faz. Quando me vê ele diz: Ôi... porque eu o ensinei. Se não lhe dou imediata atenção ele acrescenta: Pega, pega, pega, pegaaaaaaaaaa...

Muitas pessoas se parecem com este animal.
Repetem o que escutam sem fazer qualquer tipo de análise em cima do reflexo de suas palavras.

Poucos sabem da força de uma palavra e que cada uma possui energia própria.
Nalgumas, confesso, a energia é neutra, mas em sua maioria elas manifestam os dois campos: Negativo e Positivo.

Precisamos ficar atentos para este ponto, porque faz muita diferença em nossas vidas o que faço com o meu quinto chakra, o da comunicação. Se o maltrato, estrago a glândula tireóide e depois as consequências levarão meu corpo físico a engordar.

Evoluir. Este é o ponto.
Prestar atenção no que e como vejo.
Prestar atenção no quê, quando e como falo.

Tenho um texto pronto, ainda não publicado, em que meu Mestre ND me alertou sobre o que escrevi. Como sempre ele foi sábio. Pediu para que eu relesse o que havia acabado de escrever. Isso para mim é sinal suficiente de que existem mais coisas no ar do que simplesmente aviões da TAM... depois de estudar o texto, reler várias vezes e analisar o conteúdo eu lhe disse: acho que sei sobre o que o senhor está me alertando. Tem uma afirmação que faço, mas que ainda não estou pronto para assumir... Ele fez que sim com a cabeça.

O texto está hibernando...
Quando eu me sentir seguro de que já domino este ponto em minha personalidade, publicarei.Portanto é preciso zelo, cuidado e consciência dos reflexos em nossas vidas sobre o que causamos em nossas colheitas com as nossas atitudes, com a correta interpretação e assimilação do que vemos e depois o que fazemos com as nossas palavras.

Conheci uma pessoa tida como muito boa. Daquelas que tudo fazem para ajudar os outros e se intrometem em suas vidas de maneira gratuita. Vêem os problemas e ajudam os outros. Fiquei perplexo em ver que ela estava com Alzheimer...

Controlar a vida dos outros, interferir em seu aprendizado causa sérias consequências para nós. Não importa se estamos bem ou mal-intencionados. O Universo não entende isso. Para ele o ato de ajudar o outro, sem ser convidado, é demagogia.

Portanto, é preciso muita cautela no que fazemos com o que vemos, com o que falamos, pois estas atitudes podem interferir diretamente em nossos valores e nos dos outros com os quais convivemos.

As pessoas precisam ser assistidas somente se pedirem.
Caso contrário, teremos que observar e aprender com o que estamos vendo.
Isso é saber ver.

Não custa lembrar que valores são todos os conceitos que cremos como verdadeiros e os aplicamos em nossas vidas.

Ruben Alves escreveu: As crianças não têm idéias religiosas, mas têm experiências místicas. Experiência mística não é ver seres de um outro mundo. É ver este mundo iluminado pela beleza. Quem não muda sua maneira adulta de ver e sentir e não se torna como criança, jamais será sábio.

Não esqueça de considerar que o "criança" do Ruben é em sentido figurado e que na realidade a palavra tem o sentido de pureza.

Na realidade Ver, Falar e Evoluir passam por um caminho muito estreito, que é a nossa interpretação em cima do cenário que se descortina em nossa volta. Não é simples como parece, porque o conhecimento, dizem, não ocupa lugar.

Ocupa sim. Ele pode nos deixar alheios ao que está acontecendo ao nosso redor.
Podemos enaltecer o Ego e com isso perdermos a auto-estima e mergulharmos na vaidade, colocando-nos em uma situação de exclusão do meio em que vivemos e assim estagnarmos a nossa evolução.

É muito ruim interferir na vida dos outros, mas é igualmente péssimo saber e não aplicar o conhecimento em todas as nossas atitudes do dia-a-dia.

A evolução passa balizada pelo saber ver e também controlar a fala.
A evolução é individual e o caminho é solitário.
Não precisamos levar ninguém que não queira ir.

A decisão de estar junto deve ser respeitada como sendo de foro íntimo, exclusivo e ainda sem falsas promessas. Ninguém é metade de ninguém e ninguém é filho de um pai que adestra.

Siga sua alma e o seu coração.

Precisamos, todos, aprender a ver corretamente e a falar de forma adequada para assim ficarmos conscientes de que estamos evoluindo.

Sei que nos veremos
Beijo na alma


Saul Brandalise Jr. é autor do livro: "O Despertar da Consciência" da editora Theus, onde mostra através das narrativas de suas experiências como extrair lições de vida e entusiasmo de cada obstáculo que se encontra ao longo de uma vida.
Colaboração: Nice

MUITA LUZ!
STELA
 
Fonte: http://stelalecocq.blogspot.com.br/2009/10/mensagem-de-maitreya-ver.

Postagens populares

O Blog Filosofia Esotérica Brasil é de mesma autoria do Consciência Estelar, vote para melhor blog!

O QUE PROCURA? ACHE POR AQUI!