domingo, 24 de março de 2013

Papa Francisco e A Profecia dos Papas: Petrus Romanus, o Último Papa.


Deixarei para outros a análise do novo papa, o Papa Francisco. Se será um bom ou mau Papa, não estou muito interessado. Seja como for, ele é um ser humano normal com qualidades e defeitos. Vai acertar e vai errar. Mas melhorar realmente a Igreja Católica, em sua essência? Duvido. 
Tratarei de um assunto mais curioso. Real ou não, que julguem os leitores. Escrevo sobre a chamada Profecia dos Papas, atribuída a São Malaquias. Consiste em uma lista de 112 frases curtas em latim, algumas com alguns acréscimos. Cada uma das frases descreveria um dos papas católicos romanos, começando com o Papa Celestino II (eleito em 1143) e concluída com o último Papa, chamado de "Pedro Romano". No pontificado do último Papa a cidade de Roma seria destruída. 

São Malaquias foi Arcebispo de Armagh, Irlanda, e teve uma visão dos papas futuros em uma viagem à Roma, quando foi recebido pelo Papa Inocêncio II. Durante a estadia, São Malaquias registrou as visões em breves sentenças em forma de enigmas. O manuscrito foi depositado nos arquivos da Igreja, sendo descoberto em 1590. No entanto, a biografia de São Malaquias escrita pelo abade Bernardo de Claraval não faz menção à Profecia dos Papas. A Enciclopédia Católica atual sugere que as profecias são falsificações produzidas no século XVI. Há quem acredite que a Profecia dos Papas foi criada por Nostradamus e creditada a São Malaquias. Seja como for, continua sendo atribuída a São Malaquias, bem como outras profecias, como a precisão da data da morte de São Bernardo e a previsão que a Irlanda seria oprimida pelos ingleses, e, quando libertada, desempenharia papel importante na recuperação da fé na Inglaterra.

A Profecia refere-se ao que seria o 109º papa a partir da profecia, ou seja, o papa João Paulo I, com a seguinte frase: "Salve amore, pater nostro, mediatore sactissimo, presunta victima", que seria: "Salve amor, pai nosso, santo mediador, futura vítima". É ainda acrescentada a frase: "O pastor da laguna; seu reinado será tão rápido como a passagem de uma estrela cadente." Lembro que este papa, considerado um homem justo e compromissado com os bons ideias da Igreja, tentou livrar o Banco do Vaticano da influência da Máfia italiana. Morreu cerca de um mês após assumir. Acredita-se, hoje, que foi envenenado através de um chá. Ou seja, assassinado.

Com as palavras: De Labore Solis Optimo - ou "Excelente Trabalho do Sol.", a profecia fala do 110º papa, ou João Paulo II. Bem, não há como negar que João Paulo II foi um incansável trabalhador em prol das crenças da Igreja e pela paz mundial. Quanto ao 111º papa, o Papa Bento XVI, a profecia o trata como "Gloria Olivae", ou Glória das Oliveiras. O papa Bento foi líder da Ordem dos Olivetanos. A oliveira é um símbolo dos beneditinos, como o era o papa Bento XVI. 
Finalmente, chegamos ao 112º papa, o último segundo São Malaquias. Este seria o recém escolhido papa Francisco. A profecia diz o seguinte: "Tu, in desolacione suprema sede. Ecce Petrus Romanus, ultimus Dei veri Pontifex!" Ou seja, "Na suprema desolação, reinará Pedro Romano, o último papa do Deus verdadeiro!” Ainda é acrescentado: "Apascentará suas ovelhas entre muitas tribulações, e depois disto, a cidade entre sete montes (Roma) será destruída e o juiz terrível julgará o povo". 

Mas o que isso teria a ver com o papa Francisco? Ele seria chamado por São Malaquias de Pedro Romano. Bem, o que se sabe é que Jorge Mario Bergoglio adotou o nome de Francisco, que seria uma homenagem a São Francisco de Assis. Porém, o verdadeiro nome de Francisco de Assis é Giovanni di Pietro (Pedro) di Bernardone. São Francisco nasceu na Itália, em 1182, na época em que ainda fazia parte do Império Romano do Oriente. Seria, portanto, um romano. Há a curiosidade também de que São Francisco, ao iniciar sua nova vida, trabalhou como pedreiro, ajudando a reconstruir igrejas nos arredores de Assis.

Outro ponto é que o papa Francisco veio da Argentina, e o próprio papa comentou: "Foram quase até o fim do mundo para me buscar". Na Profecia de São Malaquias sobre o papa Pedro Romano há um acréscimo feito em 1527 pelo Monge de Pádua, que diz o seguinte: "Ele chegará a Roma de uma terra distante para encontrar tribulação e morte." 

Finalmente, alguns ainda fazem referência ao "Papa Negro", mencionado em algumas profecias como o último papa. Relacionam ao Papa Francisco por ele ser um jesuíta, e, segundo José Oscar Beozzo, estudioso da história da Igreja Católica na América Latina. "Os superiores jesuítas sempre foram chamados de 'papa negro'." Sabemos que os jesuítas usam batinas negras.
Simples coincidências, interpretações forçadas e/ou errôneas ou sutilezas da realidade das profecias? Tudo é possível. Ou não? Mas o tempo deverá nos dizer.

http://artedofim.blogspot.com.br/2013/03/papa-francisco-e-profecia-...

Postagens populares

O Blog Filosofia Esotérica Brasil é de mesma autoria do Consciência Estelar, vote para melhor blog!

O QUE PROCURA? ACHE POR AQUI!