domingo, 24 de fevereiro de 2013

Bem estar e saúde, vivendo em sintonia com o Verão

Verão

O elemento preponderante nesta estação do ano é o Fogo, que ao mesmo tempo aquece e ilumina.
Na primavera vários brotos surgiram, semelhantes entre si, frágeis, exigindo força para sobreviverem e crescerem. Agora, no verão, as coisas ficam claras, diferenciadas. Já sabemos quais brotos conseguiram crescer, quais morreram; em nossas vidas temos consciência de quais são os projetos em que realmente querermos continuar investindo. Temos clareza do que “vale a pena”. 
Esta escolha é feita pelo nosso coração; por mais que a razão nos diga que o caminho x é mais seguro, ou melhor, se nosso coração não está aí, dificilmente teremos êxito. Porém, esta escolha do coração não é cega, passional, mas está ancorada nas necessidades da nossa alma, do nosso centro, e é baseada na intuição – a capacidade de ver mais longe e com mais clareza, além das limitações do ego e da mente racional.
Os meridianos ligados à energia do fogo são coração e intestino delgado. Através da circulação do sangue eles também fazem circular o calor e o entusiasmo por todo o nosso organismo. Sem este entusiasmo não nos seria possível continuar com os projetos que iniciamos na primavera. A generosidade e a compaixão também se relacionam com estes meridianos; costumamos dizer que uma pessoa tem “um bom coração”, ou “um coração de pedra”.
Podemos sentir a energia vital fluindo por estes meridianos quando permanecemos em posturas como: Gomukhasana (a postura da cara da vaca), Baddha Konasana.
Alimentação
O sabor ligado ao elemento fogo é o amargo; devemos ingeri-lo com cuidado durante o verão. Um pouco deste sabor estimula a energia de C/ID, mas seu excesso descontrola o ritmo do coração e a temperatura dos órgãos. 

Frutas e frutos frescos e suculentos, saladas coloridas, de preferência preparadas cruas e temperadas com pouco (ou nenhum) sal, vegetais ligeiramente refogados, ou cozidos no vapor, fazem muito bem a esses meridianos. Como a energia do fogo está ativada, devemos evitar cozinhar demais os alimentos, pois isto ativa ainda mais esta energia, podendo gerar excesso. 
Alimentos amargos, como:jiló, couve, chicória, serralha, catalônia, raditi, escarola, folhas de cenoura, etc... estimulam a energia de C/ID. Como foi dito antes, devemos evitar o seu excesso.
obs : significado de C/ID : C = coração; ID = intestino delgado.

Alimentos anímicos
Estando o coração ligado aos sentimentos, ao calor humano, sua energia harmoniza-se quando convivemos com pessoas amorosas, compassivas, bem como desenvolvemos em nós mesmos estas virtudes. 

Tomar banhos de sol (antes da 11 h e após as 15 h). Contemplar o nascer e o pôr do sol, permitindo maravilhar-se com estes espetáculos, cuidar do aconchego do nosso lar (ter flores em casa ajuda a equilibrar a energia do coração).
As emoções ligadas a esses meridianos são a sinceridade amorosa e serena, a compaixão e a generosidade.
Em desequilíbrio esta energia gera histeria ou uma tristeza permanente (luto).

Alto Verão

Este período corresponde ao final do verão, onde se inicia a passagem das estações de características mais yang (primavera e verão), para as estações mais yin (outono e inverno). A energia vital passa por uma fase de centralização.
Em nós a terra é o centro do corpo: timo, estômago, pâncreas e baço, umbigo. 

É o centro da atividade mental: idéias e opiniões, capacidade de reflexão. É o centro do espaço que nos envolve: carne que reveste os nossos ossos e músculos, que nós dá uma aparência e identidade corporal. 
O elemento desta estação é a Terra; em equilíbrio faz com que fiquemos em paz com quem somos, e nos sentimos em casa onde quer que estejamos, pois sempre estamos em nossa própria casa/corpo/mente.A boca, os lábios, tudo ligado ao comer, mas também ao sorrir, cantar, se comunicar, está ligado à terra. Os meridianos relacionados a esse elemento são estômago e baço-pâncreas. A assimilação daquilo que ingerimos, bem como das experiências que passamos, está ligada a estes meridianos. A capacidade de aceitar as pessoas, “assimilá-las” (compreendê-las), também tem a ver com a energia de E/BP.
Podemos sentir a energia fluindo por esses meridianos quando permanecemos em posturas como o Virasana e principalmente o Supta Virasana.

obs : significado de E / BP : E = estômago;  BP = baço pâncreas

Alimentação
O sabor ligado ao elemento terra é o doce; quando ingerido em excesso gera desequilíbrios nos meridianos de E/BP. É preferível ingerir alimentos naturalmente doces, usando com cautela o açúcar (evitar o açúcar refinado).
Alguns dos alimentos que favorecem estes meridianos: carboidratos complexos, fornecidos por cereais, feijões, tubérculos, raízes, bulbos, cebola, abóbora, nabo, beterraba, maxixe, inhame. Também é bom utilizar temperos: louro, coentro, açafrão, hortelã, cominho, alecrim, sálvia, cravo, canela, etc... As frutas amarelas ou amareladas também são bem-vindas: laranja, lima, maracujá, mamão,... in natura ou em forma de sucos.

Alimentos anímicos
O contato com a terra, seja cuidando de uma horta, jardim, ou mesmo de um vaso de plantas, harmoniza a energia dos meridianos de E/BP.
Caminhadas em ritmo acelerado, por mais ou menos 40 minutos, auxiliam a manter em equilíbrio a energia do elemento terra.
Cuidado com a boca: comer demais e abusar de açúcar são os pontos fracos nesta estação do ano.
Como o alto verão marca a passagem para as estações de energia mais yin, é saudável começar a preparação para esta fase, fazendo períodos diários de meditação, ou tirando alguns momentos do dia para atividades voltadas para a interiorização.
Alguns sinais de desequilíbrio em E/BP são: depressão, tendência exagerada ao isolamento, ansiedade, falta de paciência e de perseverança, pressa constante, comportamento obsessivo, neuroses.

fonte : Grupo Piramidal

SACERDOCE IN AETERNUM SECUNDUM ORDINEM MELCHISEDEC

LORD MELQUISEDEC
O REI DO MUNDO
Guardião do Universo, no Planeta Terra

Provas da existência deste Ser Superior podem estar delineadas até mesmo no ritual de ordenação sacerdotal da Igreja Católica. Consta da existência de Apolônio de Tiana que havia ensinamentos universais, transcendentes que afirmavam:

Tu és SACERDOCE IN AETERNUM SECUNDUM ORDINEM MELCHISEDEC
Tu és um sacerdote eterno, Segundo a Ordem de MELQUISEDEC

Existem diversos documentos e citações de várias seitas iniciáticas que garantem ter sido JESUS CRISTO Grande Sacerdote da Ordem de MELQUISEDEC. Houve um ser enigmático: perfeito e corpóreo, simplesmente etéreo. ELE chegou inclusive a ser comparado à mais alta forma de Consciência Divina. Este Ser Superior habitou e criou no Planeta Terra, um lugar especial, Um Ponto de Luz, Um Portal Oculto, mas extremamente real e verdadeiro. Este lugar foi denominado e recebeu o nome de Shambhala. Os segredos de Shambhala deram origem a estudos, pesquisas e devoções....

Consta das crenças e dos próprios escritos em Latim que - quando O Guardião da Luz se manifesta por alguns segundos – em hora sagrada na Terra, toda a Natureza pára em brilho intenso: é como se o tempo parasse na Eternidade Celestial. Então , nada se ouve, e , em reverência angélica, animais se põem quietos, serenos, e os pássaros nem ao menos gorjeiam. O silêncio preenche o espaço. É meditativo e respeitoso assim como é o Silêncio da Voz de Deus....

Tudo, enfim... silencia. Não se escuta nem o murmúrio dos rios ou o borbulhar das correntezas. Não se percebe ou se consegue ouvir – neste segundo eterno - o farfalhar das folhas, tampouco o rumor e o quebrar das ondas do mar... A Paz Divina é a Sombra Repleta de Luz... é, ao mesmo tempo, harmonia e concórdia do Silêncio. E é neste momento especial, ao nascer de um Ano Novo ou ao principiar de um Natal ou mesmo ao nascer de um filho (a) ou ao raiar ou anoitecer de um dia, que pessoas que atingiram um grau elevado de iluminação e equilíbrio poderão entrar em sintonia perfeita com o Cosmos E irá paira no ar uma sensação como que se tudo houvesse parado e o mundo inteiro ficasse envolto num manto de quietude e de imensa paz.

Narram profetas e inciáticos que até o vento se torna quieto. Nenhuma folha cai, nenhuma pedra rola, nenhum regato murmura, nem ao menos se ouve o murmúrio das fontes. Tudo é Simplesmente Paz... Harmonia... e Imantado Silêncio. Um Silêncio, Quietude, onde se percebe claramente uma vibração sonora, assim como o OM (Aum), permeando e tocando singelamente todas as coisas.

É o momento de GRANDE PAZ. Continuam os profetas e magos: “ aquele momento em que o REI DO MUNDO, o SUBLIME MELQUISEDEC abençoa a vida na Terra e acaba como se fosse uma nova colheita, revitalizando tudo e todos.

Para os mais sensitivos, neste determinado e exato momento cósmico a natureza parece parar... o vento pára de soprar suavemente. E, todos os elementais da Natureza seguem o mesmo caminho: silenciam. Os animais aquietam-se, tudo se torna sereno. E novamente, nos quatro cantos do planeta, os sensitivos e iniciados percebem isto claramente em determinados momentos indemarcáveis, não muito freqüentes. É o único espasmo de tempo onde os galos não cantam.

Para explicar ainda mais esses mistérios,odemos decorrer outra vez da sabedoria oriental. Afirmam os povos da Índia e outros povos que ainda vivem nos planaltos do Himalaia: que este é o momento em que o “Rei do Mundo” fala com Deus.

Na verdade, eles acreditam em outras palavras ser o momento em que Melquisedec, pelos orientais ligados a G. F. B. cujo nome de Sanat Kumara, ponto focal da manifestação divina no nosso Logos Planetário, pronuncia o Som Cósmico, o AUM. Melquisedec é confirmado pelo Amén. E a Sua missão de mentor da Terra perante o Absoluto Deus se cristaliza e energiza em segundo etério, eternidade cósmica, na velocidade da Luz Sagrada, todo o planeta, expressando com perfeição a Parcela Divina de um Deus sem forma, apenas Energia Pura... Voltando a fatos históricos, podemos ilustrar a veracidade da existência de Melquisedec...

Em 1920 um polonês que trabalhava na Rússia, F. Ossendowski foi surpreendido pela revolução bolchevista e teve, então, que empreender uma fuga através da Sibéria, Mongólia, e Tibete. O que ocorreu nesta trajetória, Ossendowsski transformou em um um livro, que se tornou um Best Seller mundial intitulado BESTAS, HOMENS E DEUSES.

Este livro se tornou muito polêmico por envolver revelações inusitadas, coisas fora do comum no mundo ocidental que ele soube e testemunhou durante 18 meses de viagem por aquelas mais recônditas regiões do planeta.

Vamos agora descrever o que Ossendowsky conta naquela obra, entre muitas outras coisas interessantíssimas, é importante citar uma passagem, quando ele estava atravessando a planície perto de Tangan Luc. ...

"O guia da caravana, um homem simples, bruscamente disse: Parem! Desceu do camelo, havendo este, sem qualquer ordem, do guia se deitado. O mongol também se prostrou com as mãos sobre no rosto em sinal de prece e começou a repetir o mantra sagrado do Tibete”
OM MANI PADME HUNG
Imediatamente, os outros mongóis também desceram de seus camelos e começaram a orar “Que será que aconteceu, perguntava a mim mesmo enquanto observava em minha volta o verde brilhante do capim que se estendia até o horizonte, onde um céu sem nuvens recebia os últimos raios do sol. Os mongóis rezaram durante algum tempo, conversaram entre si, e depois de apertar os arreios de seus camelos, prosseguiram a viagem."
Ossendowsky então indagou sobre aquela parada brusca. E um dos guias respondeu: - Senhor notastes como o rebanho de cavalos na planície ficou imóvel? Vistes que até os carneiros se acomodaram ao chão? Notastes que as aves cessaram o vôo e as marmotas pararam de correr e que os cães emudeceram???
E, senhor, O ar vibrou de repente e suavemente trouxe, de longe, as notas de uma canção que penetrou no coração dos homens, dos animais e das aves. O céu e a terra ainda não se movem, o vento não sopra e o sol pára sua trajetória; num momento como esse, o lobo, que está se aproximando sorrateiramente dos carneiros, não continua no seu propósito de rapina, o rebanho de antílopes apavorados para sua fuga precipitada; a faca cai da mão do pastor que está para sacrificar a ovelha, e o voraz arminho deixa de perseguir a confiante perdiz salga. Todos os seres vivos ficam assustados e rezam, esperando que se cumpra seu destino. Foi o que aconteceu agora; e o que acontece toda vez que o Rei do Mundo, em seu palácio subterrâneo, reza procurando saber o destino dos povos da Terra”
Na Bíblia está escrito que Abrão foi abençoado por MELQUISEDEC numa fase de sua vida, . Sabemos que na realidade Abrão recebeu a bênção do REI DO MUNDO numa época em que ele ainda não havia se comprometido, mas a descrição bíblica a respeito desse Grande Ser está mesclada propositadamente com inverdades que visam desviar a pessoa do real sentido do REI DA ETERNA PAZ. Este é um dos muitos pontos em que a Bíblia sofreu alterações profundas.
 Rei da Paz, Rei da Justiça
ESTÁ FEITO ASSIM À SEMELHANÇA DO FILHO DE DEUS
E PERMANECE SACERDOTE PARA SEMPRE

Na Pistis Sophia dos Gnósticos Alexandrinos,
MELQUISEDEC
GRANDE RECEBEDOR DA LUZ ETERNA
Ele recebe a Luz inteligível, por um raio emanado diretamente do Princípio para refletir o mundo, que é o seu domínio. É por isso que Ele também é chamado FILHO DO SOL. Na epistola aos Hebreus, Paulo diz que Melquisedec é o Rei da Paz; que não tem pai nem mãe nem genealogia, que não tem começo nem fim de vida, sendo, portanto feito á semelhança do filho de Deus e permanece sacerdote para sempre. Ele é Jesus Cristo que nunca abandona seus irmãos.
Existem documentos secretos que afirmam haver Jesus Cristo participado de cerimônias de iniciação. Podemos afirmar que sim e também que uma delas ocorreu junto à Ordem de Melquisedec. Por isso é que ser Jesus um sacerdote da Ordem de Melquisedec pode significar a Extensão Cósmica do Próprio Cristo.....
Retornando aos documentos históricos vamos encontrar citações de que A Ordem de Melquisedec é também conhecida pelo nome de ORDEM DO SACERDÓCIO REAL, ou ORDEM DA JUSTIÇA DIVINA. Melquisedec representa a Superior da Justiça Divina na Terra, o máximo do “Reino da Eterna Paz”.
Melquisedec é um Ser que sempre esteve presente neste planeta em todos os ciclos de civilização, sendo, portanto a manifestação perene do próprio PODER SUPERIOR na Terra. Segundo afirmam os orientais é Melquisedec é Quem exerce a função de governo oculto, a Terra nos Santo dos Santos de Shambhala.
MELQUISEDEC SANAT KUMARA
Ocupa assim o mais elevado lugar sagrado de nosso planeta onde se encontra a Tradição Primordial, o lugar onde o desígnio de Deus é conhecido...

Certa vez APOLÔNIO visitou o Reino de Agartha (Shambhala) quando esteve com o Rei do Mundo, MELQUISEDEC. Quando do regresso Apolônio de Tiena introduziu a Eucaristia no seio do Cristianismo. A Eucaristia era um rito praticado na Suprema Ordem de Melquisedec.

O Rei do Mundo é representado por dois atributos essenciais: PAZ e JUSTIÇA. Ele não tem, como diz a Bíblia, genealogia por não ser humano e sim Divino e possuir corpo etéreo.

Diz René Guénon baseado no que pesquisou, e no que disse Saint Yves d'Alveydre num livro intitulado "Missão da Índia" e publicado pela primeira vez em 1910 na França: O nome Melquisedec, ou mais exatamente Melki-Tsedeq, não é outra coisa do que o nome sob o qual a própria função do "Rei do Mundo" se encontra expressamente designado na tradição Judaico Cristã.

A tradição indiana, citada por René Guénon, em sua obra O Rei do Mundo, diz: “Ele é o Manu esse homem vivo que é Melki-Tsedeq, é Manu que continua, com efeito, perpetuamente (em hebreu leôlam), isto é, por toda a duração do seu ciclo (Manvantara), ou do mundo que ele rege especialmente. É por isto que ele não tem genealogia, porque a sua origem é não humana, visto que ele próprio é o protótipo do homem. E realmente ele foi feito à semelhança do Filho de Deus visto que, pela Lei que formula, é para esse mundo a expressão e a própria imagem do Verbo Divino”.

Ainda segundo as tradições da Mongólia, da Índia, do Tibet e de muitos outros povos orientais Melk-Tjedec (= Dharma-Râja) vive em uma "cidade", que é conhecida como o nome de Agartha, segundo muitos situada possivelmente no Himalaia.

Existe um número muito grande de lendas a respeito de "Shambhala" (Agartha), especialmente quanto à sua localização e natureza, assim como sobre o povo e o modo de vida do povo que habita, assim como citações de pessoas disseram haver estado lá.

Entre muitas lendas existe uma que diz que certa vez um caçador se defrontou com um portal escondido numa floresta nas montanhas por onde penetrou e chegou ao reino de Agartha. Ao regressar ele começou a narrar o que houvera visto, então os lamas arrancaram-lhe a língua para que ele não continuasse a falar sobre aquilo que houvera visto, para que não falasse dos "MISTÉRIOS DOS MISTÉRIOS".

Diz a TRADIÇÃO que "os seres integrantes de Agartha possuem todas as forças visíveis e invisíveis da terra, do inferno e do céu, e que tudo podem fazer pela vida e pela morte dos homens. Eles podem ressecar os mares, mudar os continentes em oceanos ou reduzir as montanhas e os mares em desertos. Eles podem fazer as árvores, as sebes e a grama brotarem, sabem transformar em moços fortes os homens velhos e fracos".

O Rei do Mundo conhece todas as forças da natureza, lê em todas as almas humanas no grande livro do destino e reina invisível.

Segundo tudo indica, o clássico romance de J. Hamilton, já transformado em filme, intitulado Shangrilá é uma obra inspirada em tudo aquilo que se diz de Agartha. A história do romance se baseia na existência de um lugar paradisíaco, um lugar de perene felicidade onde as pessoas nem sequer envelheciam, tal como se diz exatamente a respeito de Agartha.

Shangrilá, um mito? Uma lenda?... um vale maravilhoso, encravado entre as altíssimas montanhas do Himalaia, um vale de clima ameno no seio de um mundo coberto de neves eternas onde reina uma eterna paz.

Segundo um outro mito o Reino de Agartha situa-se num mundo subterrâneo que ocupa grande parte do planeta e que somente pessoas dignas podem chegar até ele, como aconteceu com APOLÔNIO e muitos outros.

O reino sagrado de Agartha seria dirigido por Melquisedec, mas há outras fontes que O colocam num nível ainda mais elevado, assim podemos dizer que uma pessoa só pode chegar até onde reina o Rei do Mundo sendo conduzido, é impossível encontrar por si mesmo o acesso, pois certamente não se trata de um local físico na Terra e sim de um plano divino a nível da Terra. Somente pela pureza, pela vibração precisa é que o acesso se torna possível, portanto somente os justos podem chegar até lá.

Muitas vezes os pontífices de Lhasa e de Urga enviaram mensageiros ao Rei do Mundo, mas nunca conseguiram encontra-lo. O "chiang-chumn Barão Ungern mandou o jovem príncipe Puntizig ao Rei do Mundo com uma mensagem, mas ele voltou apenas com uma carta do Dalai Lama. O barão então voltou a manda-lo, mas o jovem príncipe nunca mais voltou”.

Um dos Dalai Lama do Tibet e brâmanes da Índia em certa ocasião escalaram altas montanhas que nunca tinham sido pisadas pelos habitantes da região e encontraram inscrições gravadas nas rochas, mas tudo em vão para alcançar o mundo de Agartha e desvendar o misterioso enigma do Rei do Mundo.

Podemos dizer que qualquer profano jamais chegou até lá. O próprio nome Agartha significa inatingível, inacessível, inviolável, morada da paz. A história de Melk-Tsedeq sem dúvidas é um dos mais importantes enigmas da historia da humanidade.

Certa vez Ossendowsky perguntou a um Lama bibliotecário de um famoso mosteiro, se alguém já havia visto o Rei do Mundo. Ele respondeu que depois da instalação do Budismo no Oriente o Rei do Mundo já havia aparecido cinco vezes durante os festejos do Budismo antigo no Sião e na Índia.

Eis o que disse o Lama: "Ele estava numa esplêndida carroça puxada por elefantes brancos, enfeitados de ouro, pedras preciosas e seda; usava uma capa branca e levava na cabeça uma tiara vermelha, da qual caiam franjas de diamantes que lhe cobriam o rosto. Abençoava o povo com uma maçã de ouro encimada de um cordeiro, então os cegos voltaram a ver, os surdos voltaram a ouvir, os doentes voltaram a andar e até mortos saíram de seus túmulos nos lugares por onde o Rei do Mundo passou” Faz cento e quarenta anos que Ele apareceu em Erdeni-Dzu e depois visitou também os mosteiros de Sakia e Naranchi Kure”.

Em outra ocasião o Hutuktu falou para Ossendowsky: Você vê esse trono? “Numa noite de inverno, chegou um desconhecido que subiu ao trono e retirou seu bachlyk, o ornamento que levada na cabeça. Todos os Lamas então caíram de joelhos, porque, naquele desconhecido, tinham reconhecido o homem que as bulas sagradas do Dalai Lama, do Tashi Lama e de Bogdo Khã estavam anunciando desde muito tempo. A ele pertencia o mundo inteiro e todo os mistérios da natureza eram-lhe conhecidos e ele dominava o destino de todos".

luzescelestiais.br.tripod.com

A CIVILIZAÇÃO PRECISA SE TORNAR CIVILIZADA

Mensagem de Saul
Por John Smallman
Em 06 de janeiro de 2013
A tão esperada Nova Era teve um início auspicioso, pois as energias que ela trouxe com ela espalham-se por todo seu planeta para começar a revitalização essencial de todos os sistemas dele e para encorajar e inspirar a humanidade conforme esta começa a entender o que acabou de ocorrer.
O início de uma Nova Era é um evento de enorme importância e significado para a Terra e para todas as formas de vida que ela suporta com tanta disposição.
Todos os humanos na Terra neste ponto da contínua evolução dela escolheram estar aqui para assistir nesse magnífico processo, mesmo que um grande número deles ainda permanece inconsciente das maravilhosas oportunidades que serão apresentadas para criar novos estilos de vida que elevarão e inspirarão todos vocês conforme a paz, harmonia e abundância substituem os relacionamentos sociais e internacionais desequilibrados e inadequados em que vocês parecem estar enredados por tanto tempo.
Seu futuro realmente é muito brilhante e ficará ainda mais brilhante conforme todos vocês decidirem participar em empreendimentos criativos contínuos que inspirarão enorme entusiasmo pela vida em cada um e em todos vocês.
 
Como recente e frequentemente lhes era dito, esta é uma época maravilhosa para estar encarnado na Terra - porque as energias fluindo elevarão e inspirarão a humanidade a avançar coletivamente para estabelecer um modo de vida harmoniosamente equilibrado que honra a todos no planeta, sem exceção.
Essas atitudes novas e alegres, que vocês começam a adotar, mudarão totalmente sua percepção de si mesmos e de uns dos outros, pois vocês procuram interagir conjuntamente com entusiasmo criativo e visões brilhantes do que o futuro reserva para todos vocês.
 
Os velhos tempos de constante conflito, desacordo e desconfiança estão para desaparecer nas névoas do tempo, perdoados e esquecidos, enquanto vocês gloriosamente avançam para se unir em muitos empreendimentos novos que lhes trarão satisfação inimaginável.
Realmente é correto se referir a estes novos tempos como uma Nova Era porque muito está mudando, muito está em renovação e muito que é completamente novo começa a existir.
 
Os velhos modos, que ensinavam e encorajavam o individualismo robusto como o único trajeto de vida confiável para garantir sua sobrevivência num mundo inseguro e ameaçador, nunca foram válidos.
Eles pareciam funcionar para aqueles que eram fortes e confiantes, mas, na verdade, ninguém era particularmente forte e confiante; eles apenas usavam máscaras para esconder seus medos e ansiedades e normalmente tinham sucesso em convencer os outros de que eles eram invencíveis - até ficar aparente que eles não eram, e outros fingidos e "artistas" mascarados os substituíam.
Agora está crescendo rapidamente a conscientização de que por trás das figuras de autoridade e organizações aparentemente fortes e poderosas há um vácuo, um vazio em que os indivíduos estão constantemente brigando uns com os outros pelo controle.
 
Às vezes parece que uma pessoa forte está no comando, mas isto somente ocorre rapidamente quando a organização em si parece ameaçada; a norma é a disputa constante pelo controle entre grupos e indivíduos dentro da organização.
 
Muitos estiveram conscientes disto por éons, mas o interesse deles estava somente em providenciar a transferência dessa autoridade dos atuais detentores para os novos apoiados por aqueles que exigem mudança.
 
Mas este sentido de consciência recentemente expandido em toda a humanidade está levando à conscientização de que autoridade em forma de agências governamentais e de organizações educacionais, de saúde, políticas, sociais e religiosas é um meio de controlar e reprimir indivíduos e privá-los de seus direitos humanos.
 
O raciocínio constantemente oferecido para justificar essas medidas autoritárias é que elas são essenciais para a segurança da maioria, quando, de fato, a agenda verdadeira é puramente preservar o poder e autoridade daqueles no topo dessas organizações que acreditam que têm um direito inalienável a esse poder e controle.
 
E este é um direito a que eles não têm intenção de renunciar.
Nesta Nova Era as pessoas não mais se sentem automaticamente dependentes daqueles que proclamam a autoridade sobre elas, e como a autoridade somente funciona quando as pessoas em geral a aceitam, a época de agências massivas de controle está acabada.
 
Isto começou a se tornar aparente há mais de trinta anos, quando os Estados da Europa Oriental começaram a se desvincular da União Soviética que então, ela mesma, se desfez.
Este desligamento de estruturas de poder rígidas e inflexíveis continua acontecendo por todo o planeta, e sinais dele estão aparentes em todos os lugares.
 
Às vezes isso parece ameaçar o próprio alicerce da civilização - e, claro, ameaça porque a civilização precisa se tornar civilizada - o que é um conceito muito novo realmente!
Nos tempos anteriores, a civilização significava a repressão e o domínio do fraco pelo forte, que proclamava ter métodos melhores de gerenciar e controlar a sociedade para o bem geral.
Agora a civilização está para retomar o verdadeiro significado dessa palavra: uma sociedade civilizada é uma que respeita e honra todas as formas de vida enquanto continua a promover sua própria educação ao se empenhar na iluminação espiritual de toda a raça humana, mas nunca impondo aos outros suas próprias crenças, julgamentos ou opiniões.
 
Ela oferece estímulo amoroso e assistência a todos que os buscam porque seu único propósito é servir às necessidades de todos os seus membros.
A Nova Era chegou, então se engajem com ela alegre e proveitosamente a partir de seus corações, pois eles se enchem com o Amor do campo divino em que todos vocês estão envolvidos e que está constantemente aumentando o poder e a intensidade de sua presença em suas vidas.
Esperem a felicidade e a satisfação expandirem-se e preencherem suas vidas até não haver uma área nelas onde a mais ínfima sensação de insatisfação permanece.
Com muito amor, Saul.
 
Tradução: Blog SINTESE http://blogsintese.blogspot.com/

QUEM SÃO OS 144 MIL MESTRES ASCENCIONADOS ENCARNADOS?



Por Ergom Abraham 


Existem 144 mil mestres ascencionados encarnados em todo o mundo. Um grande número deles ainda não está totalmente desperto para quem eles realmente são. Mas os “toques” e as ativações estão sendo feitas com muito cuidado para que tudo o corra de forma sincronizada. Existe um plano ou projeto extremamente minucioso nesse sentido. Não quero dizer com isso que seja um processo de encarnação semelhante a dos humanos comuns, porque realmente não é. Muito pelo contrário, é bem diferente. Isso porque, explicando em poucas palavras, apenas uma parte do mental/espiritual desses seres é que se ancoram em um corpo terrestre logo após a criança escolhida nascer. E o espírito que ali deveria ter nascido é transladado para outra oportunidade evolutiva ganhando com isso certas regalias, vamos dizer assim, por ter aceitado participar dessa troca.

Esses mestres então se desenvolvem naquele corpinho até poderem começar sua missão, que, as vezes, isso se dá bem cedo. Mas, devido ao fato de estarem usando um cérebro humano, suas condições são muito limitadas por inúmeros motivos. Um deles é devido às energias de domínio pelas forças involutivas já ancoradas nos corpos humanos desde que nascem. Outra questão delicada é que este mundo de 3D é também extremamente limitado dentro de um processo dimensional, como se estivesse dentro de uma caixa quadrada. Esse limite está relacionado à prisão conceitual de espaço e tempo. Sendo que nenhum desses dois existe na forma que aqui é conhecida. 

Existe, contudo, uma maior parte do seu mental espiritual que continua em dimensões superiores e de lá, ela conduz as experiências da parte que veio para cá. Mesmo dentro disso, existem centenas de detalhes que aqui não serão explicadas agora.

O fato é que, como acabei de dizer, esses Mestres não possuem a mesma liberdade para agirem que teriam em dimensões superiores. Sem falar ao perigo extremo que correm devido aos ataques astrais ou não por parte das forças de domínio. Por isso eles NUNCA se revelam, pois se o fizessem seriam perseguidos e eliminados. Por outro lado, também não querem um monte de seguidores fanáticos nos pés. O tempo de mestres externos já foi, agora é o tempo das pessoas aprenderem a se comunicar com seus mestres internos, que nada mais é do que a sua própria DIVINA PRESENÇA INTERNA, seu EU SOU.

Agora, a partir dessas ativações de energia no planeta, o despertamento de todos eles será muito mais rápido e também passarão a ter mais poderes, dessa forma poderão ajudar de forma muito mais concisa e eficiente.

Todos os seres mais conscientes, devem fazer a sua parte, ajudando o ancoramento da luz dos 144 mil Mestres de Luz encarnados na Terra, que em breve se farão visíveis aos olhos dos iniciados, os filhos de Michael estão despertando e dando início ao processo de limpeza e burilamento da Terra e da sociedade. 

Os guerreiros da luz estão se levantando para sustentar a justiça e a espada dos Arcanjos e dos Elohins.
Com o fim do Ciclo Estelar de 26 mil anos da Terra em conjunção com o momento da ascensão planetária através do alinhamento estelar. Isso não é acaso, e sim matemática sideral, cumprindo seus ciclos cósmicos para a evolução da humanidade da Terra e de outros mundos similares. Milhões de naves como têm sido vistas e fotografadas, estão trabalhando para garantir a estabilidade do processo, e dando a sustentação para o equilíbrio entre as polaridades em harmonia e não da forma desarmônica como a humanidade e os rebeldes tem tentado desvirtuar, com sua negatividade, maldade e horrores, que não são parte da dualidade natural e sim de mentes doentias que se alimentam de pânico e de dor dos mais despreparados. Estejam preparados, pois ainda verão coisas diante dos seus olhos que jamais imaginaram. Se estiverem firmes, ancorados em sua Divina Presença não serão atingidos, mas poderão ajudar a libertar e aliviar dores e sofrimentos. A escolha é de cada um.

Lembrem-se que aqui também tem os FALSOS MESTRES que procuram se passar pelos verdadeiros, enganado os menos preparados.

Portanto, usem vossa capacidade de discernimento, de bom senso e de inteligência. Usem vossa capacidade intuitiva para saberem distinguir o joio do Trigo. Ambos cresceram juntos, mas agora chegou o tempo da colheita. Existem aqueles que serão tirados fora como joio e os que escolheram ser trigo. De qual lado você prefere?

Se escolher o trigo, deverá então assumir as responsabilidade como obreiro dedicado à causa da Luz, se tiver dúvida, é porque você ainda corre o perigo de não saber para irá. Estamos vivendo o momento da maior decisão da sua vida e da vida planetária. E tudo poderá se desencadear a qualquer momento. O dia e a hora nem os Anjos sabem, mas, sabemos que estamos no limiar da Grande Hora X da humanidade. 

Tudo no Universo tem COMEÇO, MEIO E FIM... E UM NOVO COMEÇO...
Nada termina sem que recomece novamente, pois a vida é infinita!


FONTE: http://portalarcoiris.ning.com/group/rededeluz/forum/topic/show?id=2899738%3ATopic%3A961151&xgs=1&xg_source=msg_share_topic

Recebam a Serpente Água no Novo Ano Chinês - 2013 é Ano da Serpente

"Astrologia chinesa tem uma estreita relação com a filosofia chinesa - teoria das três harmonias - céu, terra e água - e usa os princípios do yin e yang e conceitos que não são encontrados na astrologia ocidental."  (Laura Botelho)

Os anos da Serpente: são 1989, 1977, 1965, 1953, 1941, 1929, 1917...

As horas governadas pela Serpente: 9 a.m. às 11 a.m.
Sentido do seu Signo: Sul-Sudeste
Princípio da estação e mês: Primavera - Maio
Corresponde ao Signo ocidental: Touro
Elemento fixo: Fogo
Haste: Negativo
Cor: Azul
Fragrância: Musk
Sabor: Doce amargo
Bebida: Bebidas leves
Condimento: caril
Animal: Pomba
Flor: Camélia
Árvore: Palmeira
Metal: Platina
Pedra preciosa: Opala
Instrumento musical: Violino
Dia do Mês: 22
Número: 16


SERPENTE ÁGUA - 1893, 1953, 2013

Assim como a água escoa através de qualquer barreira, também a serpente nascida sob este elemento fará uma introspecção profunda.

Esta serpente é abençoada de um forte carisma e uma natureza inquisitiva. Sempre muito ocupado e materialista, a serpente da água possui habilidades e um grande poder mental de concentração. Pode impedir a distracção, e desprezar situações sem importância para o planeamento total e eficaz. Nunca perde de vista os seus objectivos ou sai da realidade.

Artístico e bom leitor, a serpente intelectual da água é também prático. É perito em controlar as pessoas assim como as finanças. Não se deixe enganar pela aparência, na realidade esta pessoa particular da serpente tem uma memória longa. Poderia ter a paciência do trabalho combinada com a mordida de uma serpente rei.

Personalidade da Serpente

Todos os nativos deste signo são pensadores profundos, tendem para as perseguições intelectuais e filosóficas, quietamente metódicos e com uma reputação de sabedoria. Ateado o fogo com determinação intensa, odeiam falhar seja no que for.

Ricos em sabedoria e charme, são românticos. O nativo de serpente dará um excelente professor, filósofo, escritor e psiquiatra.

A serpente gosta de resolver as suas diferenças de uma maneira ou de outra. Se falhar e as coisas não puderem ser estabelecidas ou resolvidas pacificamente, então a seguir declarará a guerra.

Diplomático e popular o nativo da serpente tem a arte da sedução. Este signo é um interessante misto gregoriano emparelhado com a introversão, raciocínio intuitivo ligado com a forma de realizar dinheiro ou negócio.

As serpentes são consideradas ser afortunadas com dinheiro e terão geralmente mais do que o bastante para viver a vida em cheio, não obstante a importância que dão ao dinheiro; isto pode ser devido ao facto que as serpentes não gostam de se sentir apertadas ou sem dinheiro. Não são preguiçosas, elas são simplesmente mais activas mentalmente do que fisicamente. As serpentes tendem a deixar para trás um bocado as coisas a fim de as analisar e poder saltar nelas mais tarde. O seu charme, a sua qualidade sedutora confere-lhes uma natureza mais recatada; este signo é perfeitamente feliz se passar um dia inteiro a ler um bom livro e, assim pode  ser confundido como sendo preguiçoso.

A serpente é um tanto insegura e tende a ser um amante ciumento, possessivo, com um comportamento que pode terminar uma boa relação de amor. Apesar destas tendências, a serpente frequentemente prova que é generosa para com quem ama. Ligeiramente perigosa e esperta, a mente filosófica e intuitiva da serpente geralmente substitui a lógica a favor dos sentimentos e instinto. As serpentes confiarão nas suas próprias reacções de coragem e intuições antes de pedirem sugestões aos outros. Isto faz deste signo uma grande mão na aventura de qualquer negócio, possuindo o cuidado e a destreza necessários para prosseguir.

As serpentes são trabalhadores duros (quando vêem uma boa razão para o ser!) e possuidores de uma inteligência afiada. As serpentes têm grandes intuições, uma vez começam vão até ao fim, e esperam o mesmo dos outros. Assim, os seus companheiros de trabalho e empregados terão que saber lidar bem com ele caso contrário poderão sofrer de uma mordedura venenosa.

Em geral a serpente é generosa e gentil, charmosa e apelativa. A serpente deve aprender a ser humilde. Uma vez as serpentes  tornarem-se mais auto confiantes não terão problemas em assumir a sua própria pele.
Finanças: Raramente se têm que preocupar com o dinheiro e são geralmente ricos.

Relacionamento: O gosto elegante pertence-lhes. Podem ser muito ciumentos e possessivos nos seus relacionamentos.

O melhor Sócio : Bois e galos.

Personalidades Serpente: J.F. Kennedy, Pablo Picasso, Edgar Allen Poe
fonte:http://www.hoops.pt/astrologia/serpente.htm

TRECHO DO TEXTO IV CURA DE ORION -ANDRÉ LOURO DE ALMEIDA

http://3.bp.blogspot.com/__pjrCL4SkiM/TNAkAjoCNKI/AAAAAAAABhg/LAHCWUuKfck/s1600/C%C3%B3pia+de+in_orion_grd.jpg
Quando não estás distraído, e és expontâneo, então estás alinhado com o Cristo.
É preciso fundir expontaneidade com FOCO.

O estado de autoreverência anula automaticamente o campo electromagnético contaminado, que anula por sua vez a nossa auto-imagem real.

A autoridade do pedido, permite passar duma imagem repetitiva, antiga, para a autoreverência.
A principal corrente criadora tem de passar de TI para o Centro de TI.
A matriz de controle “quebra”, por uma imagética elevada de Ti.

A tonalidade lápis-lazuli e turqueza tem a função de ajudar o nosso nervo óptico a entrar em ressonância com as energias intraoceânicas, donde emana grande parte parte das energias de Cura.
O vazio é donde emana o Poder – diz Lao Tsé.

Não se contacta Lis isoladamente, só em Grupo. Não se faz um contacto com um Centro Maior isoladamente. Só em Grupo ou em nome dum Grupo. Sem ambição de poder.
O que é a energia do Poder?

É o grau de vibração que conseguimos alcançar.
O 7º subnível do Plano Físico-Cósmico está ligado ao Mental Cósmico, aos Elohim.
O 5º nível- o Fogo Espiritual do Plano Físico-Cósmico, na base da clareza e da compreensão, está unido ao Astral Cósmico – o Coração. Por isso é tão importante dinamizar o nosso corpo causal, o espelho da Mónada para a Personalidade. Quando estamos distraídos, deixamo-nos “ultrapassar” e regredir para trás do corpo causal....


O corpo causal reune a vibração.
O corpo espiritual eleva a vibração.
O corpo monádico preside à Mutação e Transformação dessa vibração.
O grau de Imagética que usamos, é directamente proporcional à nossa distância da Mónada.
Depois do corpo causal reunir e do corpo espiritual elevar, acontece a “ressurreição”, onde desaparecem os véus que nos cegam e isolam.

Quanto mais a pessoa É, mais percebe que tem de SER.
A autoreverência diminui a quantidade de comida que tens de comer, diminui os medos, as horas de sono, a quantidade de energia dispersa em campos que não constroem a vibração da alma, tanto na vida sexual como familiar.

A autoreverência corta o contacto com o campo electromagnético terrestre, impregnado de uma potência controladora que automatiza todo o ser humano, e faz com que o homem não conheça o seu potencial.
Combate-se o medo, cultivando reverência por si mesmo – é sentar-se e encantar-se com tudo aquilo que o ser não compreende de si mesmo, mas sabe que é “superior”. É aprender a amar o Divino em SI.
É saber com QUEM é que as outras forças têm de se enfrentar em nós.
É desenvolver a capacidade de ser célere, ágil, expedito.
É a capacidade de viver e passar à coisa seguinte. Live and Go On.
A nostalgia do que foi bom, é uma forma de Inércia. É preciso cortar constantemente os “espaços mortos” à volta do núcleo criativo.

Há sempre mais para viver....

Quando a nossa coluna vertebral é preferentemente percorrida por energias de fricção, nós temos uma visão distorcida da realidade, e uma incapacidade de contacto a “fibra óptica central”- os Elohim.
Quando a coluna está plena de energia, a côr é um Branco intenso, e devemos deixá-la circular em nós, o que leva à dissipação das redes da matriz de controle.
Quando colocamos a mão direita na testa e a esquerda no occipital, e dizemos o Mantra OKUKA BANAI ITI, estamos a lavar completamente o cérebro, a purificar o nosso cérebro, que é o 1º orgão a ser danificado pela matriz de controle.


OKUKA significa ”venham, estou aberto para que cheguem”
BANAI ITI - são os Filhos do Sol , os Elohim, os B´Nai Elohim
SHIBANA – quer dizer “purifiquem-me”
KIKI é energia
NAGUA é apaziguamento, gratidão, Paz.
OKUKA BANAI ITI
SHIBANA KIKI NAGUA
(Venham, venham, Filhos do Sol,
purifiquem-me com a Energia Superior.
Gratidão e Paz)
Há portanto 3 etapas, 3 níveis a apercorrer:
1º nível a vencer : saber que ESTAR DISTRAÍDO É SER POSSUIDO.
2º nível – praticar o coração: A AUTOREVERÊNCIA ANULA A MATRIZ DE CONTROLE
3º nível - o desapego das coisas criadas : PODER, É AQUILO QUE EMANA DO VAZIO.


O “vazio” é numa escala individual – o atingimento da serenização. Estar sereno, abre as portas para reinos puros e para a compreensão do Cosmos como algo a revelar. É um ponto de partida, não é um ponto de chegada.

Atingir a autoridade do pedido, é fundamental.
As Cidades Intraoceânicas guardam o Corpo Astral Pleiadiano , que é uma vibração de Sentimento, intenso, vasto, oceânico, ou seja, o verdadeiro Corpo Astral do Homem.
O Corpo Astral Pleiadiano pode agir profundamente sobre os outros, irradiando amor em todas as direcções.

Os elementais densos não gostam da autoreverência. Nós não temos carga astral para gerar fúria, por nós mesmos. Os elementais sim. A autoreverência fecha o campo vibratório aos elementais de baixa frequência. Não entram. Ou se entram, nós conversamos com ele, e eles vão-se embora.
90% do que pensamos, são elementais a trabalhar no nosso cérebro.
O AMOR é oceânico. O Corpo Astral Pleiadiano, são “ondas” em contacto com o Oceano Cósmico, guardado por um dos 5 Princípios Superiores.


Esses Princípios têm a ver com MAAT, AN, RA, PTAH. O 5º é METATRON.
Os 5 Princípios, são Mónadas Angélicas. Têm a ver com Sabedoria, Criatividade, Cura, Engenharia Cósmica, Libertação Suprema.
O 8ºRaio é o da CURA CÓSMICA
O 9º Raio é o da CRIATIVIDADE, ALEGRIA CÓSMICA, ARTE
O 10ºRaio é o da SABEDORIA, da TRANSMUTAÇÃO
O 11ºRaio tem a ver com COMUNICAÇÃO
O 12ºRaio é a LIBERTAÇÃO SUPERIOR.


Quando o Corpo Astral Pleiadiano se sobrepõe ao corpo físico, há uma transpiração radiante. Ele é azul-violeta, e entra em ressonância com os oceanos.
O nosso corpo astral é essencialmente azul eléctrico.
A sensação de que as tuas mãos e os teus pés não são teus, é indicadora da presença do Corpo Astral Pleiadiano.

ZMIR – é Luz em movimento, ONTHAR - é Amor, URUWINTEA - é o Vazio.
Esta informação é dirigida à parte do nosso Ser que sabe o que fazer com ela, não à personalidade.
É natural no entanto, que a nossa mente se interrogue até que ponto é possível vivenciar estas experiências.
Esta informação é uma concentração de realidades vinda do Conselho dos Nove, através de Ptah, para o nosso inconsciente profundo. Entra em nós e pode receber um aval maior ou menor da consciência divina, e vai para o inconsciente, onde vai ser metabolizada consoante o ritmo de cada um, para ser devolvida dentro de meses, à superfície da consciência. Um dia, produz “um salto quântico” de dentro para fóra. É dirigida ao psíquico que a vai “digerir”, e depois a alma pega nesta informação e de repente tudo faz sentido, ao re-emergir de dentro de nós mesmos.

MANTRAS PARA OS SELOS
ZMIR ONTHAR URUWINTEA – produz activação do Campo de Cura de ÓRION
A partícula UR, de invocação, nasce no centro do coração. É uma partícula de Fogo que atravessa a Pineal, e é disparada para o Cosmos.
As coisas não acontecem sem o nosso esforço.
Mesmo sabendo Deus as necessidades de cada m2 do Planeta Terra, a elevação da Terra e dos Seres é um acto de CO-CRIAÇÃO, e portanto a nossa parte do trabalho é absolutamente indispensável. Deus não vai fazer esse trabalho por nós. É CO-CRIAÇÃO e não adianta fugir a isto.
É preciso haver trabalho, alinhamento, pedido.
Funciona tudo nas sequências estabelecidas, até que a consciência sinta vontade de saltar etapas e “chegar lá”.

Quando o homem está na “Câmara da Ignorância”, existe uma Lei que diz que o Universo não pode perder nem mesmo os ignorantes, e portanto os pedidos “desalinhados” também são atendidos.
Mas para nós, agora, isso já não funciona assim, porque o Pai quer que os pedidos sejam atendidos dentro da “Câmara da Sabedoria”.

Como é que isso acontece?

É preciso dar tempo, energia própria e concentração, para gerar uma partícula UR.
Dez minutos de concentração dão uma intensidade, até que a energia acumula.
Quando um homem pára ( faz suspensão do fogo fricativo), o fogo Solar avança. Esse fogo Solar gerado pelo Coração começa a acumular-se até atingir intensidade e duração.
A seguir vem a diferença entre magia branca e magia negra. Negra, cinzenta ou Magia de Luz.
É nesse momento que se reveste aquela energia com um pedido, que pode ser um pedido dentro da Co-Criação.

Uma vez “revestida” a energia, fazemos com que esse fogo se erga acima da cabeça e seja “disparado” em direcção ao Alto. É na Pineal que o pedido é combinado com a Vontade.
A geração da partícula UR, faz parte da condição humana. O “ponto” é fazê-la passar pela Pineal.
A preocupação com o assunto tem de ir juntamente com a partícula. Depois o Divino trata dela.
Quando alguém vem pedir ajuda, está a reconhecer que não tem equilíbrio interno suficiente para fazer sózinho o pedido, e vem pedir-nos que o façamos por ele.


Os MANTRAS DOS CHACRAS, são os seguintes.
Chacra Frontal(Metatron) – IXIS INSIGNIAE
Chacra Laríngeo (Gabriel) – AXIS INSIGNIAE
Chacra Cardíaco (Melquizedek) – ONTHAR (3x)
Plexo Solar (Enoch/Ísis) – SEMIRAH SEMIRAH ON
2º Chacra - ZMIR SEMIRAH ON
O Mantra KODOISH, KODOISH, KODOISH, ADONAI TSEBAOTH, pode ser usado em vez de ZMIR ONTHAR URUWINTEA.
SELAH (3x) ou ADONAI – fecha os Chacras, um de cada vez. Corresponde aos 3 níveis da Árvore da Vida – a “casca”, o “miolo” e o “centro”.
http://www.iridia-lumina.org/cura%20orion%205.html
Publicada por Natálys Reys em 14:42
Etiquetas: André Louro de Almeida

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

SAUL - A VIDA NA ILUSÃO É PRATICAMENTE SEM VIDA


A VIDA NA ILUSÃO É PRATICAMENTE SEM VIDA
Mensagem de Saul
Por John Smallman
Em 20 de fevereiro de 2013



A humanidade escolheu coletivamente despertar.

Claro, ela não poderia ter escolhido permanecer dormindo indefinidamente, porque dormir é um conceito ilusório que somente é possível na ilusão, mas ela poderia ter protelado mais a decisão de acordar.

Entretanto, assim que a decisão é tomada, não há possibilidade de revertê-la porque essa decisão iniciou o processo de despertar.

É um pouco parecido com subir a persiana numa manhã ensolarada, permitindo a luz do dia entrar e rapidamente desfazer a névoa do sono.

A total consciência exige sua atenção e ela a tem, enchendo-os com energia e entusiasmo pela maravilha da Vida e de tudo que a torna possível.

Ela é o maior de todos os presentes divinos que seu Pai lhes tem conferido, porque ela torna os outros significativos: sem Vida eles teriam permanecido desconhecidos e não apreciados.

A vida na ilusão é praticamente sem vida, e, consequentemente, a maioria dos presentes de seu Pai para vocês mal é percebida ou é praticamente ignorada.

Quando vocês despertarem, eles imediatamente estarão aí para serem aceitos e sua gratidão por eles desabrochará.

A vida, reengajada dentro da Realidade, lhes oferece perspectivas impressionantes do tipo que vocês atualmente não podem conceber porque o sentido limitado da vida e a consciência que agora vocês experimentam não têm ponto de referência que possa significantemente lhes insinuar a Realidade.

Vocês ainda precisam dar atenção à orientação que lhes é oferecida por aqueles dos reinos espirituais, aconselhando-os a se liberar das distrações dominadoras com que a ilusão se esforça para ludibriá-los, e então se focar no interior, onde vocês descobrirão a verdade de quem vocês realmente são.

Este é o passo principal na escada de seu despertar, então não hesitem mais: deem esse passo e experimentem a autoclareza nova com que ele lhes presenteia.

A autoclareza é uma importante abertura de sua consciência que ocorrerá quando vocês se desvincularem das distrações da ilusão.

Um tempo em silêncio e sozinho todo dia é o segredo para esta tarefa que a maioria de vocês achará muito difícil.

A ilusão distrai extremamente porque ela parece envolvê-los em todos os momentos enquanto que aqueles ao seu redor exigem sua atenção seja em casa, no trabalho, viajando ou durante os momentos de compromissos sociais.

Tirar um tempo, silenciosamente e sozinho, os libera temporariamente dessas distrações e os ajuda a aprender o não apego, uma habilidade muito útil e essencial na sua tarefa de desvinculação.

O não apego lhes permite observar a ilusão sem se engajar com ela.

Isto lhes traz paz, reduz seus níveis de estresse e possibilita vocês evitarem se envolver emocionalmente nas questões, preocupações e medos de outras pessoas.

Então vocês podem ouvir compassivamente quando necessário e isto possibilita que outros encontrem alguma paz interior, porque com a presença estável e receptiva que vocês lhes oferecem, eles não sentem mais uma necessidade de se defender ou de se esconder atrás de uma máscara de ataque que serve ao mesmo objetivo.

E dar voz às suas preocupações em segurança para um ouvinte compassivo os ajuda a obter alguma clareza nas questões que os estão inquietando ou perturbando.

Compartilhar seu amor e sua Luz deste modo ajuda os outros a se abrir para as energias amorosas que sempre estiveram aí para eles, mas de que eles estavam largamente inconscientes devido às intensas distrações que os cercam.

Vocês são os Portadores da Luz, os Mostradores do Caminho e aqueles que trazem a paz: e para cumprir essa tarefa, vocês devem encontrar sua própria paz interior.

Sem dúvida ainda haverá agitação de tempos em tempos quando as tensões que eles têm provocam explosões emocionais, mas o próprio fato de tirar um tempo diariamente para eliminar o estresse com toda certeza fortalece sua resolução de ser amoroso e pacífico em qualquer situação com que vocês possam estar lidando.

Ocasionalmente a sua própria sensação de estar sozinho cercado por outros que aparentemente estão inconscientes de quaisquer de seus aspectos espirituais, pode ser desanimadora para vocês.

Vocês sentem que se pudessem se comunicar com outro ser que pensa da mesma forma seria edificante, fortalecendo sua própria fé no Amor infinito de Deus por vocês.

Se vocês não conseguirem achar um humano com quem podem compartilhar suas ideias, suas ansiedades ou suas dúvidas, então se voltem para o interior para orientação.

Muitos permitem que a sensação de solidão os distraia de seu chamado espiritual, e eles procuram consolo juntando-se a outros em atividades sociais, mas isto só serve para afastá-los dela.

Resistam a essa tentação e interiorizem-se.

Persistam.

Ignorem as distrações da mente cética - "Não está funcionando" - "Não posso calar minha mente" - "Por que alguém dos reinos espirituais quereria me ajudar?" - e vocês encontrarão alguma paz e carinho sincero porque nós estamos aí, aguardando seu chamado com compaixão e compreensão.

Nós verdadeiramente queremos ajudar quando vocês se sentem tristes, deprimidos ou sozinhos.

Por favor, chamem.

Nós responderemos e vocês se sentirão confortados e apoiados.

Com muito amor, Saul.



Fonte: http://johnsmallman.wordpress.com/

DISCURSO DE ARCANJO GABRIEL *** Através de Marlene Swetlishoff


DISCURSO DE ARCANJO GABRIEL
Através de Marlene Swetlishoff
21 de Fevereiro de 2013


Amados,

Eu quero lhes fazer um discurso sobre a qualidade do amor conhecida como cooperação. Essa qualidade é uma daquelas que está presente nos relacionamentos entre as pessoas quando elas trabalham juntas para executarem uma meta específica ou objetivos comuns. Essa qualidade produz sentimentos, em cada um dos indivíduos, engendrando-lhes:- lealdade, suporte, confiança e boa vontade na busca da manifestação no plano físico dos objetivos comuns visualizados. Esses objetivos precisam ser integralmente compartilhados por todas as partes envolvidas, assim, isso irá criar um sentimento de entusiasmo e paixão no resultado final. Os membros do projeto e os que têm encargos nele, devem ter entre si um compartilhamento equalitário, do que ele condíz , para que essa qualidade aconteça com graça e facilidade.

Quando os projetos são feitos através da dependência de informações de apenas uma das pessas envolvidas, isso poderá criar pressão interna no indivíduo para que produza de acordo com as expectativas de outros, então, o fluxo de creatividade se torna interrompido, por não existir fluência de criatividade do trabalho. A criatividade tem uma performance melhor quando a alegria na criação está presente, sem se pensar em recompensas ou expectativas, então, a partir daí, a criação apenas é, e então, flue acontecendo livremente. O fato de existir relutância em se chamar para sí a responsabilidade na produção ou de qualquer responsabilidade resultante de alguma coisa, deve-se deixar claro que isso não estava incluído no contrato original, então, apenas através da cooperação de todas as partes envolvidas que esse desafio poderá ser superado.

Em qualquer empenho envolvendo um grupo de individuos, é preciso que haja compreensão e o estabelecimento de orientações desde o início, senão essa importantíssima qualidade conhecida como cooperação, não estará presente. Se cada indivíduo tiver um ponto de vista diferente para a realização do empreendimento, será muito mais difícil dele ser conquistado até o seu resultado final. Todos precisam compartilhar dos mesmos pontos de vista cooperando totalmente para levarem adiante esse ponto de vista. Tudo precisa estar em um completo alinhamento com a intenção e com o propósito do plano original. É através desse espírito de cooperação que todos os projetos que requerem a entrada de muitas pessoas são realizados com pleno sucesso.

Em todas as relações pessoais o elemento cooperação aromatiza todo aspecto do viver diário. Essa importante qualidade do amor é necessária para que se possa permitir que nos relacionamentos haja crescimento do potencial de cada indivíduo florecendo no caminho de todas as possibilidades. Isso é o porque de que muitos relacionamentos têm muito sucesso, pois neles existem como lhes sendo inerentes o desejo de ambas as partes de assistirem-se e de ajudarem-se mutuamente, trazendo para o sucesso a manifestação de suas metas e sonhos. Isso se torna uma experiência positiva de recompensas com a sensação de plenitude para eles e a feliz compreensão do outro de que lhe deu ajuda, o encorajamento e o suporte para realizar essa feliz ocorrência. É necessário que se tenha conhecimento de tudo no que tange à parte que eles atuaram ou estão atuando. Támbém é requerida a cooperação de cada Alma estar com vontade de se alinhar com a sua Presença Mais Elevada, no sentido de que unidas, o maior propósito de sua encarnação possa ser realizada plenamente sendo manifestada sobre o plano terrestre da existência.

Essa faceta do amor pode alimentar um crescimento acelerado maior em um tempo muito rápido, criando transformações benéficas em todos os aspectos de suas vidas sobre esse planeta. É através do espírito de cooperação e devoção que muitas ocorrências milagrosas acontecem. Tudo caminha de acordo com o tempo e fruição divinos e o universo irá trazer muitas recompensas para aqueles que podem colocar de lado o sue ego humano para que o preenchimento do potencial da maior causa divina aconteça.

Á medida que nós nos movemos adiante nessa nova era da Luz, essa muito importante faceta do amor conhecida como cooperação irá ser muito proeminente em todas as interações humanas trazendo o sentimento de unicidade e cooperação entre a humanidade, portanto, assim, haverá mais paz e harmonia em seu mundo. Quando a humanidade se nutre de honestidade e cooperação em todos os seus assuntos com os outros, faz com que aconteçam rápidas mudanças em seu mundo e elas irão ter efeitos de longo alcance nas gerações sucessivas que virão.

Eu lhes deixo agora, para ponderarem sobre essas palavras lembrando-lhes que nós estamos sempre com vocês, em seus tempos bons e nos tempos em que existir o desafio para que cresçam além de suas primeiras limitações percebidas. Nós somos as suas legiões que lhes aplaudem, à medida que se movimentam para a sua próxima etapa em sua jornada espiritual aquí na Terra.

EU SOU Arcanjo Gabriel

----.....---==II==----.....----

©2012 Marlene Swetlishoff/Tsu-tana (Soo-tam-ah)
Sustentadora da Sinfonia da Graça

LEI DA ATRAÇÃO Por Tom Sousa

LEI DA ATRAÇÃO
SEXTA-FEIRA, 22 DE FEVEREIRO DE 2013


Se tem uma coisa básica quando desejamos aprender a aplicar a Lei da Atração de modo efetivo em nossas vidas, esse detalhezinho básico é o seguinte:

Jamais tentar “organizar” as coisas partindo do foco daquilo que nos parece que não está de acordo como desejaríamos que as coisas estivessem.

Enrolei feio agora...

Nem eu entendi o que eu tentei explicar.

Amigos me mandam mensagens em particular.

Primeira atitude... desenrolar “explicativamente” um novelo de problemas e reclamações.

Aí, no final, perguntam...

“Como faço pra mudar minha vida?”

A vida muda quando você parar de focar no lixo que te perturba.

Isso é simples como plantar um feijão e ver brotar um pé de feijão.

Mesmo que seja num algodão umedecido no fundo de um copo descartável.

Pelo amor de Deus vivo em Ti!

Somos seres estupendos que vibram o tempo inteiro.

E Deus (em Ti e apenas dentro de Ti), em sua estupenda sabedoria e onipotência, olha pra ti e vê exatamente o sinal que estás emitindo.

Jamais esse Ser tão íntimo Teu que denominas de Deus discordará de ti e te dará algo que não tenhas sentido.

Deus és Tu quando tens capaz de sentir... e no teu sentimento expressar a mais bela forma de oração: teu sentimento.

Queres mudanças???

Ótimo!

As desejo o tempo todo.
Detesto qualquer coisa que cheire rotina.

Pra mim... “rotinou”... “fedeu”!

Pra começar pare de bater no tamborzinho desgraçado daquilo que não tá legal.

Larga de mão o que te parece xoxo!

Manda bem mandado pra puta que o pariu (ou pras putas que os pariram) o que não agrada e foca exclusivamente no que pretendes viver e vivenciar.

Para de elencar problemas!

Para de mencionar frustrações!

Para de se sentir uma coisa amorfa!

Todo seu processo de criação intencional tem a ver com a forma como você se sente.

Nenhuma relação há com quem vai pra cama com você, com seu emprego, com as dúzias de diplomas que tem amarelando na parede e nem com o fato se você fala mandarim fluentemente.

Foda-se isso tudo! Em fila indiana ou de braços dados, lado a lado, fechando as calçadas de Lisboa!

Seu processo de criação deliberada tem a ver com aquilo que você sente e mais nada.

Crie em você Seu Universo pessoal da exata forma como você deseja que ele seja!

E assim ele será!

E será ainda melhor do que aquilo que você imaginou ou pensou que pudesse ser.

A PONTA DO "ICEBERG" OS ELOHIM Através de Vinícius Francis 21 Fevereiro 2013

OS ELOHIM - A PONTA DO "ICEBERG"
SEXTA-FEIRA, 22 DE FEVEREIRO DE 2013


O Amor do Universo, o Amor da Fonte criadora vos envolve para vos conferir a mais pura certeza de que tudo está bem! Não tendes percebido isso? Não conseguem enxergar que tudo está bem? Se não conseguem ver desta forma provavelmente não abriram vossos olhos do espírito para que então possam ver!

Os vossos olhos físicos foram treinados e educados para ver o que está errado, o que está resistindo, vamos assim dizer, porque nada de fato está errado! Tudo segue o rumo das vibrações envolvidas no contexto, tudo sempre é segundo aqueles que vibram e criam tal situação!

Se disséssemos que algo está errado, seria do ponto de vista de alguém e quem é esse alguém? Quem determina o que é certo ou errado? Vossas mentes? Elas sim determinam em vós aquilo que é certo ou errado. A nosso ver, a partir de nosso ponto de existência, não vemos aquilo que é certo ou errado, porque todas as coisas possuem muito mais ângulos e lados do que vocês imaginam.

Vocês julgam a partir do que os vossos olhos físicos podem contemplar! É como um “Iceberg”, não podem medi-lo apenas por verem a sua ponta e da mesma maneira é com tudo e com todos. Aquele que está na energia não física pode ver o “Iceberg” de dentro do mar, ou seja, pode enxergá-lo em seu real tamanho e proporção!

Não meçam as coisas por aquilo que podem ver delas!
Meçam-nas pelo que sentem delas!

O sentimento ou emoção é uma pura resposta de seu Eu interior, a mente somente capta aquilo que está diante dela, ela não pode ver o que está além, porque só o espírito compreende todas as coisas que estão além!

Assim como todas as questões são como um “Iceberg”, vocês também são! Neste momento da existência de vocês, estão vivenciando o que está na ponta desse “Iceberg”, vocês estão focados na realidade da ponta dele e isso não faz de maneira nenhuma com que todo o resto dele não exista!

E se de fato a ponta do “Iceberg” existe, vocês devem compreender e entender que para que essa ponta existisse e emergisse para fora do mar, ela teve que existir em maior proporção abaixo dele, pois é a sua base, agora imperceptível para quem está fora do mar, que o confere sustentabilidade e o mantém ali!

Assim é vossa parte que agora não podem ver. Vocês são a projeção dessa maior parte que se projetou até este mundo físico lhes dando esses corpos que agora tendes, então, a maior parte que agora para vocês está submersa vos sustenta dia após dia mesmo que não possam mais vê-la.

Aquilo que vocês não podem ver é muito mais abundante do que aquilo que podem ver, se dirigissem a vossa vida por aquilo que sentem tudo iria por um caminho diferente. Vocês não precisam responder à realidade, ela é totalmente mutável e instável, pode ser alterada sempre e de fato, já é.

Se olharem bem para vossos corpos no espelho verão as transformações que nele ocorrem dia após dia e essas transformações são involuntárias! E de onde elas vêm? Como elas transformam a todos vocês que estão em corpos físicos hoje?

As vibrações da base do “Iceberg” determinam a vida de sua ponta!

Assim, vossas emissões interiores têm determinado a vossa vida física! Não se trata do que fazem aí fora para alterar vossa vida, não! Trata-se do que fazem por dentro! É o que está dentro que preside o que está fora! Vossa cultura vos ensinou errado! Tudo o que está fora veio de dentro, não há nada dentro que tenha vindo de fora, nada!

Essa é a lei e o Universo! Todas as energias que tudo movem vêm do não físico, tudo o que se torna físico, vem do não físico! Vossos pensamentos não são físicos e vossas emoções também não, logo devem saber que tudo o que pensam e sentem se tornará físico!

Então, saibam que todos vocês têm o controle sobre sua vida física, se podem controlar vossos pensamentos e vossas emoções que não são físicas, podem perfeitamente controlar as manifestações físicas, porém não controlam a forma como elas vêm, pois a forma como elas vêm quem determina não é a ponta do “Iceberg” e sim a sua base, pois é a sua base que cria todos os recursos para que a ponta exista!

Confiem nos poderes e nos recursos que vêm do que não é físico, confiem que os poderes e mecanismos da Fonte sabem trabalhar de forma perfeita a dar-vos aquilo que vibram!

E não se importem com as maneiras ou caminhos através quais as coisas se desdobrarão, se importem em estar alinhados a elas e então apenas permaneçam apreciando as deliciosas manifestações e as incríveis maneiras que elas têm de chegar até vocês!

Haja Luz!
Por: Hugo Arteiro

A PRESSÃO CONTINUA! Mensagem de Karen Bishop 22 de Fevereiro de 2013.


A PRESSÃO CONTINUA!
SEXTA-FEIRA, 22 DE FEVEREIRO DE 2013


À medida que nos aproximamos mais da nossa nova plataforma, a pressão de cima esteve aumentando cada vez mais. Como se estivesse abrindo o nosso caminho para a nova realidade. O canal do nascimento está ficando ainda apertado algumas vezes. Intensa pressão na cabeça, além de sinusite e pressão nos ouvidos e pressão por todo o corpo (especialmente na área do tórax) estão sempre presentes, pois a nova energia quer ter certeza de que permaneçamos no caminho certo.

Às vezes, a pressão chega em ondas, e depois que ela cessa, é então possível estar no novo espaço que está surgindo tão claramente no novo horizonte. E isto parece divino! E então tão subitamente... poof! O momento desaparece e a pressão retorna. Nosso próximo e novo espaço está fluindo mais e mais, enquanto uma base mais nova continua a ser definida. Estes momentos de experienciar o novo espaço estão durando mais e mais tempo e a notícia emocionante é que recentemente ganhamos terreno suficiente para dar o nosso primeiro e pequeno passo para o novo.

Todavia, a pressão permanece. Esta pressão intensa pode criar uma imensa opressão e sentimentos de estarmos sob grande stress, ainda que sem razão aparente. Podemos sentir como se estivéssemos prestes a romper, ou até como se estivéssemos tentando navegar sob águas profundas. Ter o coração acelerado e dificuldade para respirar é também uma ocorrência comum, pois os nossos corpos estão tentando como eles podiam, funcionar sob esta energia opressiva.

Todos experienciam coisas de forma diferente, assim para alguns, esta energia pode ser mais desagradável e apenas tolerável, enquanto para outros, eles podem simplesmente se perceber movendo-se rapidamente a partir desta coisa ou daquela, ou até mesmo falando de uma maneira descontroladamente maníaca. (E, como sempre, é melhor consultar um profissional da área de medicina quando for necessário, pois todos os sintomas físicos podem não ser devidos ao processo da ascensão.)

Embora a pressão possa ser intensa, é precisamente esta pressão que nos está levando bem onde precisamos ir. Este é um tempo incomum, realmente, pois além da pressão, fomos recentemente desalojados de nossas velhas rotinas e isto tem criado uma grande dispersão das coisas. Ainda que as energias de vibração mais elevada apoiem a unidade, estamos sendo, entretanto, separados durante a nossa jornada para um espaço de vibração mais elevada.

A imprevisibilidade e a mudança e movimento constantes fazem parte deste processo também, pois pode ser quase impossível entrar em qualquer tipo de rotina ou encontrar qualquer tipo de estabilidade durante esta fase atual. Interrupções, interrupções, mudança e movimento, padrões de sono interrompidos e erráticos, e então, subitamente, o novo se revela! Então, o processo começa novamente.

A dispersão é devido ao fato de que precisamos estar completamente afastados de nossas velhas rotinas, antes que pisemos em um solo muito novo, e se tentarmos nos conectar ou criar qualquer tipo de novo espaço durante este tempo, seremos rápida e prontamente arrancados pelo nosso mais amoroso e implacável processo da ascensão.

Este fenômeno esteve ocorrendo ao longo de muitos meses, pois aqueles que são capazes de incorporar uma quantidade substancial de energia, ou que estão conectados em níveis mais profundos, foram severamente proibidos de criar qualquer espaço novo.

Se levantarmos as nossas cabeças, mesmo que por um momento e nos prepararmos para avançar, seremos quase que imediatamente empurrados novamente. Este tem sido realmente um processo extenuante para muitos, mas estamos muito, muito próximos de um momento em que seremos capazes de criar apaixonadamente, assim apenas precisamos esperar um pouquinho mais. Ao longo do processo da ascensão, fomos proibidos de estar em nossas novas camas, até que elas sejam preparadas, e desta vez não é diferente.

Assim então, estamos fazendo progresso. Este progresso está se apresentando como mais autoconfiança, pontadas de uma nova ancoragem e sensação de um futuro, ou mesmo um conhecimento de que o nosso novo lar está começando a se revelar. Eu tive inúmeras experiências da energia de impulso se tornando muito intensa e então rapidamente diminuindo, e quando ela retrocede, eu estou em um espaço muito novo... o espaço que está aparecendo gradualmente no horizonte muito novo.

Este espaço vem com intensos sentimentos do lar, uma grande sensação de segurança, uma grande alegria e felicidade, um sentimento de que qualquer coisa é possível, um lugar onde todos estão felizes, e isto vem também com uma completa ausência de todos os sintomas físicos desconfortáveis que estiveram presentes por mais de um ano. Eu imagino que muitos de vocês estão experienciando o mesmo em relação a este novo espaço que está chegando de maneira espontânea.

Mais raízes estão se plantando a qualquer momento. Nossos novos lares estão realmente desenvolvendo novas raízes enquanto eles se preparam para a nossa chegada, enquanto ao mesmo tempo, estamos encontrando nova visão ao longo do caminho. Estamos retornando também para os nossos verdadeiros e autênticos eus, e desta maneira, as nossas partes puras permanecem e conterão os novos brotos de nossa existência muito nova.

Simples e pura, a nossa autenticidade está nos chamando novamente, e começará a surgir enquanto progredirmos ainda mais. Aterrissamos com sucesso em bases muito novas várias vezes no ano passado, e desta vez não será diferente. As coisas estão no caminho certo. A nova base de nossa nova realidade está muito próxima agora... Estamos quase lá.

Do meu coração para o seu,

Karen


http://gamabooks.com/

Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
Publicado: Hugo L. Arteiro

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

O Poder das Crianças - O que se pode aprender com os pequenos



O Poder das Crianças
 
O Que se Pode Aprender Com os Pequenos
   
 
Carlos Cardoso Aveline
  
 
 
Uma expressão de dor, um pequeno gemido e uma dúzia de adultos ao redor entra em pânico. Um sorriso, uma risada, uma palavra nova dita desajeitadamente, e os que estão por perto são transportados a um estado de alegria, riem encantados, esquecem problemas e preocupações. Um adulto até brinca e fala como criança, quando se dirige a ela, pelo puro prazer de mergulhar no estado primordial de unidade com a vida.
 
Uma criança de um a dois anos de idade confia em todos. Seu amor é universal. Ela sorri para qualquer um e faz amizade em um instante. Não reconhece rixas ou preconceitos e ignora disputas políticas.  Não vê separação entre pessoas nem percebe a si mesma como um ser independente. Amiga natural dos animais domésticos, ela inspira devoção nos cachorros e desperta a tolerância dos gatos.
 
É por esses e outros motivos que as crianças pequenas têm uma aura de divindade em torno de si. Elas não construíram uma couraça de proteção psicológica.  Vivem a harmonia espiritual, e por isso não conhecem os perigos da vida.  
 
A bem-aventurança só ocorre a aqueles que nunca sentiram o peso de uma existência isolada –  ou aqueles que aprenderam a esquecer de si mesmos. As crianças pequenas ainda não tiveram tempo para sentir solidão e por isso têm algo da felicidade dos sábios.   
 
Na memória inconsciente da humanidade, a criança simboliza o estado de pureza original. Ao mesmo tempo, ser criança é perigoso: implica uma inocência, um não-saber, uma inadequação para lidar com as coisas do mundo e uma necessidade de ser protegido. O adulto sábio não deixa de ter a sensibilidade e a capacidade de aprender de uma criança. Mas ele defende esse centro infantil com a sabedoria de um velho e com a vigilância de um guerreiro.
 
A criança é a consciência crística. Para a filosofia esotérica, o Novo Testamento pode ser lido como uma grande parábola. A figura de Jesus Cristo simboliza a alma espiritual, Buddhi, presente em cada ser humano. O Deus-Pai que está nos céus é Atma, o princípio supremo do qual Jesus – a alma imortal – é um veículo e um instrumento.
 
A primeira imagem que temos de Jesus é a do menino recém-nascido na manjedoura, com a pobreza e o despojamento exigidos dos verdadeiros Iniciados. Mas essa criança divina é perseguida pela lógica do mundo egoísta, simbolizada por Herodes, que busca destruir a inteligência espiritual. Esse é o processo de provação do discípulo e do Iniciado, que deve enfrentar não só incompreensões e boicotes da parte de outras pessoas, incapazes de entendê-lo, mas também é perseguido por seus próprios hábitos do passado e por seu carma acumulado. O caminho que vai até a ressurreição final da alma é longo, estreito, cheio de espinhos e armadilhas.
 
Na filosofia oriental, o Iniciado –  que vive em seu coração a unidade de todas as coisas – é considerado “aquele que nasceu pela segunda vez”.  E Jesus Cristo ensina:
 
Aquele que não receber o Reino dos Céus como uma criança não entrará nele” (Lucas, 18: 17). E ainda:  “Deixem as crianças e não as impeçam de vir até mim, pois delas é o Reino dos Céus” (Mateus, 19:13).
 
A força espiritual das crianças e a magia do amor que elas derramam em torno de si não são frutos do acaso. São efeitos práticos da lei da evolução e da reencarnação. A filosofia esotérica ensina que na primeira grande etapa do processo pós-morte a alma passa uma temporada em kama-loka (local dos desejos) e ali há uma purificação. Depois, no segundo estágio, chamado de devachan ou local dos deuses em sânscrito, a alma vive uma exaltação espiritual e uma longa bem-aventurança. Esse estágio é tão duradouro, cronologicamente, que se atribui a ele “uma eternidade”.   Daí a idéia ocidental de que o Paraíso é eterno: o cristianismo bebeu na fonte das religiões mais antigas.   
 
Quando a alma imortal termina seu descanso, deseja ter novas experiências no mundo. Então ela decide levar sua evolução a novas etapas, resgata a “vontade de viver” e provoca o processo que leva a outra encarnação. Ela traz para o mundo, durante os primeiros anos da nova vida, grande parte daquela bem-aventurança, bondade e pureza que caracterizam o devachan [1].
 
Uma criança que encanta a alma das pessoas com seu sorriso estimula nos adultos a capacidade de amar e de compreender. Recém-chegada do Reino dos Céus, ela traz consigo o perfume sagrado da etapa celestial que há entre uma encarnação e outra.  Ela faz acordar a criança imortal dentro de cada um. O sorriso infantil que se abre como um sol cura instantaneamente as feridas da alma.  
 
Uma criança não é só um símbolo da inteligência espiritual e da compaixão universal. Ela é de fato uma consciência sagrada. Sua alma ainda não se materializou. Seu corpo é um tênue ponto de apoio na terra. A pesada mão do mundo não teve tempo de descer sobre ela, prendendo-a aos cinco sentidos e a dezenas de ansiedades e obrigações pessoais.  
 
Há também uma semelhança entre as duas extremidades do ciclo humano. É uma tradição do povo japonês que, ao completar 60 anos, se comemore com uma festa a volta à infância.  A velhice é a idade da sabedoria, mas também é a etapa da vida em que podemos voltar a ser puros como as crianças e viver –  como elas –  momento a momento.  
 
Na outra ponta do ciclo, cada jovem grávida deve ser vista com respeito e admiração, porque ao olhar para ela vemos uma fotografia do processo cósmico pelo qual a vida se reproduz. A criança que cresce dentro do corpo da sua mãe é como um pequeno templo dentro de um templo maior.  A gravidez de cada mulher é um fato divino, porque realiza a manifestação periódica, no mundo, daquilo que é eterno e  transcendente.
 
O nascimento, por sua vez, é a passagem por um portal sagrado. O ser humano recém-nascido traz consigo o mistério do Advento, e também tem em sua bagagem a memória acumulada das experiências anteriores da humanidade. Assim, o corpo humano deve ser respeitado e apreciado. Ele é o santuário habitado por uma alma imortal, como ensinou São Paulo:
 
Vocês não sabem que são templos de Deus, e que o Espírito de Deus (Atma) habita em vocês? Se alguém destrói o templo de Deus, então Deus (a Lei do Carma e do Eterno Equilíbrio) o destruirá. Pois o templo de Deus é santo, e esse templo são vocês”. (1 Coríntios, 3: 16-17)
 
É verdade que os “mercadores do templo”  devem ser expulsos. Eles são a mentira, a ilusão e outras formas de ignorância. Mas isso só é possível com paz no coração. É a verdade serena – e não a raiva inquietante –  que expulsa o erro. Falando da lâmpada sagrada no coração humano, o pensador brasileiro Ruy Barbosa afirmou:
 
O coração não é tão frívolo, tão exterior, tão carnal quanto se pensa. Há, nele, mais que um assombro fisiológico: há um prodígio moral. É o órgão da fé, o órgão da esperança, o órgão do ideal. Vê, por isso, com os olhos da alma, o que não podem ver os olhos do corpo. Vê ao longe, vê em ausência, vê no invisível, e até no infinito ele vê. (...) Entre vocês, moços, ainda brilha em toda a sua rutilância o clarão da lâmpada sagrada, ainda arde em toda a sua energia o centro de calor em que se aquece a essência da alma. O coração de vocês, pois, ainda estará incontaminado, e que Deus assim o preserve”. [2]
 
É certo que as crianças são o futuro de uma sociedade. Mas elas também revelam algo sobre o presente. Pode-se saber o estado de alma de um povo observando apenas o modo como ele trata suas crianças.
 
No norte, no nordeste e outras regiões do Brasil, milhões de crianças têm de trabalhar para viver. Nas ruas das grandes capitais, cidadãos de dez anos de idade vendem balas ou lavam carros para sobreviver. Em certos casos essas crianças são arrastadas para o crime. É verdade que, segundo as estatísticas, a situação da criança brasileira melhorou um pouco nas últimas décadas. Mesmo assim continua péssima. Para resgatar o futuro e a dignidade do povo brasileiro, uma das primeiras coisas a fazer é cuidar bem das novas gerações.  
 
Crianças e jovens ensinam e estimulam três coisas essenciais ao coração dos mais velhos: a sinceridade, a simplicidade e a autenticidade. As artimanhas da astúcia devem ser abandonadas para que possamos ser íntegros como uma criança e inofensivos como uma pomba.  É claro que, ao mesmo tempo, é recomendável ter a sabedoria e a prudência de uma serpente.  
 
Se ficássemos fixados em alguma idade, fosse ela qual fosse, iríamos contra a lei da natureza, que é o eterno movimento, a transmutação e a evolução. E seríamos infelizes. Por isso cada um de nós é simultaneamente criança e adulto, guerreiro e pajé, lutador e sábio. Cada um tem consigo o presente, o passado e o futuro. A criança leva em si a semente de um velho, e o velho tem em seu peito um coração de criança. Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se recicla, eternamente. 
 
 
NOTAS:
 
[1] Há uma descrição precisa dos estágios pós-morte e pré-nascimento, feita por Raja Iogues dos Himalaias e até há pouco inédita em português, na obra Cartas dos Mahatmas Para A.P. Sinnett, Ed. Teosófica, Brasília, dois volumes: Cartas 68, 70A,70B,70C,  71, 104 e 119, entre outras.
 
[2] Oração Aos Moços, Ruy Barbosa, Ediouro, RJ, pp. 39-40.

Postagens populares

O Blog Filosofia Esotérica Brasil é de mesma autoria do Consciência Estelar, vote para melhor blog!

O QUE PROCURA? ACHE POR AQUI!