quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

A NOSSA ORIGEM ESTELAR


A nossa origem Estelar
Hoje vamos falar da nossa conexão com os Irmãos das Estrelas. Como já foi dito alhures, os seres que habitam este planeta não são daqui, muitos deixaram suas moradas siderais e se deslocaram para cá para ajudar esta humanidade; vieram de mundos avançados, e aqui chegados trabalharam, progrediram e partiram de volta para seus lares siderais; outros, não progrediram, estacionaram, ficaram presos ao sistema cármico do planeta e aqui permanecem até hoje; outros ainda vieram transferidos compulsoriamente para se ajustarem às leis cósmicas, uma vez que desperdiçaram oportunidades que lhes foram oferecidas para evolução em mundos avançados. Mas somos todos irmãos.
Portanto, esses irmãos que se encontram aqui, passando-nos instruções e ensinamentos, são nossos irmãos verdadeiros, fazem parte de nossa família sideral.

Nestes momentos cruciais da transição, eles que já praticam o amor universal, continuam junto a nós, nos ajudando, nos incentivando, dando todo o apoio para que possamos concretizar o nosso objetivo.
Falam da “alegria do reencontro e de poder usufruir das venturas que o nosso Pai Maior nos reserva.” E dizem mais: “o tempo nada apaga, trabalhamos para rever aqueles que o tempo teve que separar, para progresso de uns e ruína de outros.”
Quando se levantarem os véus, todos iremos verificar verdadeiramente o que somos, de onde viemos, para onde iremos e sobretudo o que estivemos fazendo aqui durante todo esse período.
Era nossa intenção, e talvez o façamos em outra oportunidade, contar mais a respeito dessa nossa ligação com esses irmãos, mas pela exigüidade de espaço, vamos transcrever apenas algumas mensagens, das mais antigas às atuais que falam dessa interação, e deixando por fim uma observação que se faz necessária: “Não descendemos do macaco, somos FILHOS DAS ESTRELAS.”



O que são os Extraterrestres

Temos forte convicção na ajuda que recebemos para ajudar. Temos, pelas experiências passadas, desenvolvido o poder da vontade, da ação (força) do pensamento, bem como da construção mental sobre mundos materiais. São aquisições que nos permitem controlar, manter e direcionar ações físicas e mentais de socorro à distância.
Nossas naves, por ação energética ono-zone, tem potencial de influir e agir, aparecendo e desaparecendo vibratoriamente, o que aos terráqueos pode parecer fantasia dos que vêem, ou “milagre” para os que crêem em fenômenos sobrenaturais. Temos tido o cuidado através de orientações em diversas mensagens de prepará-los para não ficarem surpresos de fenômenos que sentirem, verem ou lhes contarem, pois nada mais são do que contatos que terão com fatos novos em vosso aprendizado, mas não tão novos para seres que possuem este conhecimento em seus planetas de origem.
Não temos o corpo físico como o vosso e portanto nossos planetas de origem geralmente são bem menos materializados do que a Terra e até mesmo vaporizado pelos olhos de alguns encarnados, ou seja: gasosos.
Portanto, para nós não existe a necessidade de vivermos sobre a crosta terrestre, pois além de corpos totalmente sutilizados não temos órgãos e necessidade que precisem, por exemplo, da luz, do calor, ou ar, como em vosso planeta.

Quando aqui na Terra nos posicionamos em subterrâneos ou nas águas profundas dos oceanos é mais para ajudá-los do que propriamente ajudar a nós.

As cidades “fundadas” em qualquer lugar do planeta têm objetivos distintos. Podem haver bases com os mesmos objetivos, mas também haverá muitas outras com outros bem diferentes.
Vós sabeis que alguns encarnados podem ver-nos, o que dificultaria explicações de tamanha movimentação em momento ainda não propício.

Portanto, a fundação dessas cidades-bases é muito mais uma estratégia do que necessidade de nosso grupo.
Com relação aos espaciais é importante esclarecer que todo ser que consegue permanecer fora de seu planeta, viajando por galáxias a serviço do próximo, está em fase espacial, ocorrendo no entanto uma divisão mais para vosso estudo do que para nosso tipo de vida.
Alguns de nós alcançou nível de evolução que já consegue criar, construir, auxiliando nossos superiores sem precisarem ficar situados num determinado plano ou corpo astral. Já vive no “universo” sentindo e auxiliando, tanto envolvido, que percebe que a “Casa do Pai” é maior do que as moradas momentâneas.
O universo é a “Casa do Pai”, é a sua casa, pois o Pai e eu somos um só, ensina-nos Jesus. São seres mais, mas muito mais evoluídos que muitos de nós e conseguem viver em sua Casa com seus irmãos onde quer que estejam, desprendidos das formas, dos apegos e necessidades que ora para os terráqueos, sujeitos à reencarnação, ainda é importante à sua evolução.

Com relação aos universos, quando usamos a terminologia Universos,nos referimos a faixas vibratórias que, de acordo com a região em que estivermos, mudamos radicalmente para outra faixa e na nova região, os aspectos, as leis, passam a funcionar adaptadas àquelas circunstâncias especiais. Exemplo: todos temos corpos físicos e muitos de vós não conseguem entender como nesses corpos podemos nos comunicar com encarnados como se fôssemos desencarnados. Esquecem-se de que tudo é corpo, mais sutis, menos sutis, mas perispírito é corpo, duplo etéreo é corpo, mental concreto é corpo, só que vai havendo mudanças sutis ou profundas.

A Lei (a compensação atômica) é a mesma, mas a sua utilização se faz diversa de acordo com o mundo e os corpos desses mundos.
Existem regiões vibratórias tão diferentes das vossas que entre os povos que já as conhecem são tratadas como universos.
Sendo assim, universos interagem vibratoriamente. Penetra-se num universo quando um portal vibratório se abre, da mesma forma que na Ilha de Páscoa existe um portal que permite, sob a direção da Fraternidade Branca, que as naves provenientes de várias localidades galácticas penetrem neste planeta.
São naves de planetas diversos, com corpos diversos, e se fosse tão fácil entrar não precisaríamos de porta de entrada. Isto também é explicado com relação a vossas naves (foguetes, ônibus espaciais) ao regressarem do espaço.
De mensagem de 10/11/96, passada por IRMO ANKA e ALCAPAR,
Membros da Nave ALFA-CÓS, do Planeta Óregon
Chefiados por Amur-On e Liderados pelo Comandante-mor da Frota Estelar ASHTAR SHERAN



Um pouco da nossa história

Sentimo-nos mais uma vez presentes numa roda fraterna em que temos a oportunidade de trazer novos comentários como se estivéssemos em família e os mais velhos tomassem da palavra para contar aos demais as experiências da vida.

Um dia esta terra foi arada e preparada para que uma nova civilização aqui prosperasse. Até certo ponto foi o que aconteceu. Posteriormente, à revelia dos planejamentos originais, esta terra foi abandonada, o arado deixado para trás, e esta terra quase se tornou infértil. Porém, acompanhando os ciclos do universo, uma nova onda de entusiasmo, de vontade de fazer frutificar a vida, para cá se desviaram muitos corações compadecidos diante da beleza deste planeta e das condições de se encontrar. Novos trabalhadores para cá foram trazidos para que pudessem recomeçar e dar curso, continuidade à obra inacabada.
Começou-se então um processo longo dentro do vosso tempo de recuperação desta terra. Novas sementes foram lançadas, novo adubo também foi fornecido – era necessário fortificar esta terra tão maltratada. Um dos maiores arquitetos e jardineiros do universo, com a sua autoridade aqui chegou e assumiu a responsabilidade de fazer florir novamente esta terra.

Muitos entre vós trouxeram para cá a sua experiência, o seu entusiasmo, a sua vontade de contribuir com esta obra. Não havia preocupação com ganhos imediatos, o trabalho seria longo e árduo, mas os resultados desejados, como nunca visto em parte alguma do universo, seriam uma experiência única e transcendental.
É necessário portanto que cada um se mantenha fiel ao plantio que começou, à recuperação que começou, ou melhor, que recomeçou. Mais do que isto, é necessário que depois de restaurada a terra, que aqueles que aqui ficaram possam tomar para si a responsabilidade de manter este canteiro, este pequeno pedaço de céu, em condições de florir cada vez mais e todos nós possamos nos orgulhar do nosso trabalho, do nosso empenho, e que este lindo jardim construído por todos nós possa ser um lugar disputado, um ponto de referência em todo o universo, em que todos os viageiros do Cosmos possam querer um dia conhecer e aqui estar.

É necessário, além do nosso trabalho pessoal, que possamos formar verdadeiras equipes, verdadeiros trabalhadores que darão continuidade a todo esse processo de recuperação. Aí sim, e então, a nossa tarefa neste lindo planeta estará consumada. Convido-vos portanto a não se distraírem diante de tão honrosa missão. Plantar uma flor é muito importante, vê-la crescer e se tornar bela é muito mais!
Os jardineiros do Pai, companheiros do Mestre Sananda, somos todos nós. Cada um tem os seus passos, a sua oportunidade de plantar a flor mais bela que carrega dentro de si. Voltar no futuro a este ponto do universo e verificar que aqueles que despertamos para a necessidade de manutenção desse jardim, e que aqui ficaram, estão fiéis aos princípios aqui deixados, será o nosso ganho. Até lá, outras oportunidades aparecerão, mas talvez não tão belas, não tão importantes quanto esta. Não percamos esta oportunidade.
Com esse sentimento de família aqui chegamos e com esse sentimento de família eu vos deixo.
Que a Paz de Sananda, de Ramatis, de vossos guardiões, de Ashtar Sheran, possa permanecer com cada um.
(Mensagem de 15/3/2000)



Reminiscências do passado

Paz em todos os quadrantes!
Aos companheiros de missão do universo, atualmente no planeta Shan, onde algumas equipes se encontram encarnadas.

Saudações e muita determinação em cumprir fielmente o designado pelo Mestre Sananda. As escolhas foram sensatas, cada um de nós sabia, sentia no íntimo onde poderia ser mais útil. Muitos decidiram vir para Shan, outros apoiaram nossa decisão e se comprometeram em ajudar. Encarnamos num corpo que parece uma prisão, para ajudá-los, povo de Shan, e também nos perdermos. Mas a lembrança do Universo era nossa bússola.

Venho informá-los de que estão sendo ajudados por nosso Mestre. A dificuldade na matéria, como sabem, é ilusória, e a chama do servir ainda brilha em vossos corações. Nunca desistam de seguir os ensinamentos do Mestre. Quando se sentirem sós, lembrem de que somos muitos e talvez nem se lembrem as poucas vezes que todos nós nos reunimos com o Mestre.

Imaginem, éramos milhares, cada um com o uniforme de sua equipe, nossos corações tremiam de tanta emoção em servir ao Creador num planeta tão carente, com uma humanidade mergulhada nas trevas da ignorância.

Nossa essência é de servir, trabalhar no universo. Nossa família é do Todo; o brilho das estrelas, o olhar desesperado de uma alma, nos conduz ao serviço de deixar nossa condição vibracional, conquistada com muitos aprendizados, e cair na densidade.
Pulsamos juntos na grande Creação, somos irmãos das estrelas, viajantes solitários nas mais diversas humanidades, mas no coração estamos unidos. Nós, filhos das estrelas, trazemos em nosso peito o compromisso da Luz em todo tipo de vida no Universo.
Temos também um grande amigo e Comandante que nos guia durante todo o processo de evolução de Shan. Seu nome é Ashtar Sheran, o Sol que mais brilha.
Luz das estrelas
(Mensagem de 8/6/2005)

O Auxílio recebido

Amados filhos das estrelas, aqui estais todos vós que para cá foram encaminhados, alguns em missão doadora, outros em aprendizado voluntário, outros ainda encaminhados pela Justiça Divina.
Nenhum de vós aqui se encontra por acaso ou injustamente; todos vós deveis de alguma forma quitar vossos débitos com esse belo planeta-escola que os acolheu quando aqui buscaram auxílio. Deveis agora honrar, realizando as tarefas que vos foram confiadas, atendendo a vossas próprias solicitações. Nada vos foi imposto. O que deveis aqui realizar foi pedido por vós, tendo por base os dons principais de que são portadores. Nós da Grande Fraternidade Universal aqui estamos auxiliando junto a esta humanidade, no desabrochar da primavera de sua evolução, mas também aproveitando para o nosso próprio crescimento, pois é Lei que nada na Creação, nenhum movimento é feito numa única direção. Toda e qualquer ação feita por nós, que nos encontramos neste Universo, deve gerar uma reação.

Então, todos nós e vós nos beneficiamos nesta troca amorosa de experiência, nesse partilhar contínuo na co-criação divina. Todos vós, filhos amados, sois importantes para nós, pois se não fossem não permitiria a Lei Universal que aqui viéssemos para vos auxiliar nesse grande movimento em direção a novos níveis de compreensão, dentro da escala evolutiva dessa raça que ora habita esse planeta-escola.
Deveis saber que quanto mais se empenharem em vosso aprimoramento, no desenvolvimento dos dons de que são portadores nesta vida, mais caminharão em direção ao prêmio maior: vossa ascensão
.
Nós, auxiliares amorosos, aqui nos encontramos à disposição de todos vós, todos que desejarem estar conosco. Venham, filhos das estrelas, e voltem a partilhar da bem-aventurança divina. Nossos templos estão abertos e acessíveis a todos os que queiram o nosso auxílio, e aprender, junto a outros irmãos, a caminhar com firmeza de mãos dadas conosco, o caminho da Luz e do Amor, com a segurança da sabedoria.
Sejam paz, fiquem em paz e venham até nós sempre que precisarem.
(Mensagem de 29/6/2005)

Nossa conexão com a Luz

Luz, irmãos de Shan!
Dentro dessa cidade dourada que se encontra entre a 5.ª, 6.ª e a 7.ª dimensão situamos vossos corpos originais e conectamos cada um para que acenda a chama dourada e possa sentir a vibração do mais puríssimo ouro que reconstrói vosso perispírito, e com as chamas douradas ativam vosso Eu Crístico.
Somos Irmãos das Estrelas e estamos nessa cidade desde 1954, quando o Comando Ashtar assumiu definitivamente o planeta Shan. Auxiliamos os Anjos de Luz a manter os portais 11:11 e 12:12, através da luz puríssima desta cidade.

Hoje nos agregamos a este trabalho para revelar a importância da Luz em vosso DNA. Façam exercícios com a Luz dourada, envolvam vossos chacras com essa Luz e a partir deste momento poderão visitar a Cidade de Luz, como é chamada, para se refazerem de vossas viagens até o planeta Shan na 5.ª dimensão.
Utilizamos um grande cone dourado para fechar os portais negativos. Claro, para que haja sucesso nessa empreitada, contamos com os Anjos de Luz e equipe do Comandante Yuri.
Todos estão cientes de que o que vêem com os olhos físicos é o caos, mas devem utilizar a visão da alma para verem a ilusão dos fatos. Procurem se afastar um pouco da vida da matéria e viajem dentro de vossos portais internos, onde, garanto, poderão ver belezas inenarráveis, até então não descritas em vosso planeta.
Façam essa viagem através da estrela de cinco pontas em vosso coração e vejam tudo, e assim terão a certeza de que vale a pena o sacrifício de viverem num holograma-planeta na 3.ª dimensão.
Somos Irmãos das Estrelas. Luz Dourada em vossas almas.
(Mensagem de 29/6/2005)



Fim de Missão

Paz em todos os quadrantes!
Amados companheiros de jornada, quantas experiências em mundos como o planeta Terra já vivenciamos? Quantas Missões já nos foram confiadas pelo Comandante Ashtar Sheran? Certamente não se lembram, mas em vossa consciência estão registradas todas as missões já executadas, e as que ainda não foram realizadas, mas que no momento estão inseridas na maravilhosa história de Shan e sua humanidade.
Muitos de vós sois estelares, outros se juntaram a nós provenientes de várias Hierarquias para ajudarem a divulgar o conhecimento e nos ajudar no trabalho, neste momento que estão vivendo.

Todos têm conhecimento da importância do processo de transição planetária, onde muitas almas poderão estar nesse planeta em processo de provas e expiação, mas a evolução tem que seguir o seu curso como segue o rio, tendo que transpor vários obstáculos.

Vós sois as Consciências que decidiram há milênios auxiliar vossos irmãos, mas também se embrenharam nas ilusões da matéria. Tinham o conhecimento desse grande risco, mas não havia outra alternativa, pois por estarem dentro de um corpo tridimensional, de acordo com a Lei, deveriam experienciar o livre-arbítrio.
Participamos de muitas passagens da história desse planeta, e finalmente estamos chegando ao término dessa missão em que alguns de vocês conseguiram a liberdade de voltar. Outros ficarão e terão que acompanhar a maior parte dessa humanidade para o planeta Aspirante e outros ainda terão que conseguir a vibração de Luz para acordar e lembrar quem são.

Muito amor é derramado diariamente para esses companheiros até o dia do seu despertamento.
Que o amor do Creador possa envolvê-los na fase final dessa missão para que cumpram à risca vosso plano no Comando Ashtar, e vosso plano divino.

Da nave Alfa-Cós, despedimo-nos temporariamente.
Comandante Irmo Anka, sob o Comando maior do Comandante Ashtar.
(Mensagem de 28/9/2005)

Postagens populares

O Blog Filosofia Esotérica Brasil é de mesma autoria do Consciência Estelar, vote para melhor blog!

O QUE PROCURA? ACHE POR AQUI!