domingo, 29 de julho de 2012

ANJOS - OUTRAS INFORMAÇÕES


 
Espírito divino, Arauto, predecessor divino; mensageiro enviado por Deus para entregar sua Palavra a seus filhos. Espíritos assistentes enviados para cuidar dos herdeiros do Cristo – para consolar, proteger, guiar, fortalecer, ensinar, aconselhar e alertar. Coortes de luz a serviço dos seres cristicos, filhos e filhas de Deus, em todo o cosmo.

Um ângulo da consciência de Deus – um aspecto de sua própria consciência; um ser criado por Deus a partir de sua própria Presença chamejante para servir a vida na forma.  As hostes angélicas constituem uma evolução diferente da humanidade, com a sua individualidade chamejante e a pureza de sua devoção à divindade e aos arcanjos e hierárcas sob cujo comando servem.

Sua função é concentrar, acelerar os atributos de Deus em prol da criação. Ministram as necessidades da humanidade, magnetizando a luz para as auras dos homens, intensificando sentimentos de esperança, fé e caridade, honra, integridade, coragem, verdade e liberdade, misericórdia e justiça e todos os aspectos da clareza cristalina da mente de Deus. Os anjos encarnam e estão entre nós como nossos melhores amigos e ajudantes, mesmo quando nos são totalmente desconhecidos. Como disse o autor de Hebreus “Não deixem de acolher estranhos; pois alguns receberão anjos sem o saber”.
 
Metaforicamente falando, os anjos são elétrons girando em torno da Presença do Sol, que é Deus. – Elétrons que decidiram pela sua vontade, inata em seu interior, expandir sua consciência em cada plano do ser. Anjos são elétrons que receberam uma carga de  luz/ energia/ consciência do Grande Sol Central, para se tornarem eletrodos, Isto é, pilares da Presença ardente de Deus, atuando como “transformadores redutores” da luz inefável, para que seus filhos possam receber alguma esperança, da gloria que virá em meio a noite escura de sua condição cármica na terra.

Os anjos podem assumir a forma humana ou a de varas e cones  ou espirais e anéis de energia concentrada, que podem ser liberados para a cura pessoal e planetária, em resposta ao chamado dos seres Cristicos como uma transfusão literal do Corpo e do Sangue do Cristo Cósmico, onde e sempre que houver necessidade. Existem anjos de cura e proteção, amor, consolo e compaixão, anjos atendendo ao ciclo de nascimento e morte, anjos do olho onividente de Deus, que empunham a espada chamejante da verdade, para separar o real do irreal. Existem tipos e ordens de anjos que realizam serviços específicos na hierarquia cósmica, tais como os Serafim, os Querubim e Anjos Deva, que servem com os espíritos da natureza e os elementais do fogo, do ar, da água e da terra.

Os anjos caídos são aqueles que seguiram Lúcifer na grande rebelião, e cuja consciência caiu para níveis inferiores de vibração e percepção.
Existem três ordens angélicas, classificando os anjos dos mais próximos aos mais afastados de Deus ou do poder divino.



Os mais próximos de Deus:

Ordem dos Serafins – a palavra serafim é o plural de seraf. Seraf é uma conjunção de duas palavras do hebreu, Rapha significando cura, e Ser significando guardião. Nenhum ser vivo pode olhar um Serafim pois será imediatamente destruído pela luz que dele emana. São representados com seis asas e quatro cabeças, rodeados por chamas de fogo; possuem poderes de purificação e iluminação. Propagam o principio da vida universal e manifestam a gloria de Deus. São liderados por Justinius. Eles atuam no quarto raio. O raio branco da pureza, cujo mestre é o amado Serapis Bey.

Podemos invocar-lhes os poderes da perfeita caridade divina.

Ordem dos Querubins – Os querubins tem 4 cabeças e 4 asas. Querubim é o plural da palavra hebréia Querub, que significa conhecimento ou “aquele que intercede”. São os segundos mais próximos a Deus e, na mitologia cristã, são os cocheiros da carruagem divina, quando Deus resolve dar uma volta pelo universo. No livro do Gênese, foi um querubim que expulsou Adão e Eva do Éden. Eles são os guardiões da câmara secreta do coração, onde se encontra a Chama Trina e o Santo Cristo Pessoal de cada Filho e Filha de Deus.
 São dedicados a expansão e proteção da chama do amor, empunhando a espada e o julgamento do Raio Rubi e do Espírito Santo.

É aqui que encontramos a graça divina, invocando o poder de libertação dos Querubim de Deus, para deixarmos o caminho dos fracos e conseguirmos seguir o caminho da perfeição do Cristo Cósmico.

Ordem dos Tronos – Freqüentemente descritos com aparências circulares, representados por uma roda de fogo, tendo muitos olhos, por isso chamados de “Grandes Círculos” e “de muitos olhos”.

Zelam pelo Trono de Deus e oferecem ao homem o sentido de união. Abençoam-nos com a introdução em nossos corações do verdadeiro e sincero Espírito da humildade.
Os Sacerdotes Príncipes da corte celestial:

Ordem dos Domínios ou Dominações – As Dominações são tidas como reguladoras das leis divinas, aspiram a verdadeira soberania  assegurando que o universo se mova de forma estável e correta. São os guardiões das letras celestes com o nome sagrado de Deus e tem como símbolos, o cetro e a espada, que representam o poder divino sobre toda a criação.

Despertam no homem a força para vencer o inimigo interior, dominando os sentidos e subjugando as paixões indomáveis.

Ordem dos Poderes ou Potestades – Protegem a humanidade dos inimigos exteriores, são responsáveis pela ordem; aparecem com espadas flamejantes e são os responsáveis pelos quatro elementos (fogo, ar, água e terra).
Protegem nossas almas das armadilhas e tentações dos demônios. Seu propósito fundamental é vigiar as legiões do inferno e impedir seu domínio no céu e na Terra.

Ordem das  Virtudes ou Autoridades – Traduzem a vontade de Deus, são responsáveis pelo reino mineral. Oferecem ao homem o discernimento para não cair em tentação. São os anjos encarregados de fazer milagres. São conhecidos como “Os brilhantes”.

Os Anjos Ministrantes:

Ordem dos  Principados – Os anjos da obediência divina, carregam cetros e cruzes e sua principal missão é vigiar as lideranças, já que conferem a submissão do homem a todas as coisas, enchem os corações dos humanos com o verdadeiro espírito da obediência. Eles são os responsáveis pelo reino vegetal.

Ordem dos  Arcanjos – Hierarquia máxima do reino angelical, por ter passado com êxito em iniciações avançadas que o qualificam para comandar anjos menores e legiões angélicas; anjo que possui a Chama Trina, assim como o ser humano, tem a capacidade de co-criar com Deus; o líder dos Arcanjos é o Arcanjo Miguel, também conhecido na bíblia como comandante dos exércitos do Senhor Deus.  Também chamados de Espíritos Planetários. Ministram ao homem perseverança na fé e em todas as boas obras para que possam ter a glória do Paraíso.

Ordem dos Anjos – Seres de luz responsáveis pela gênese do homem e sua evolução espiritual; são os mensageiros de Deus para o homem, sua missão é proteger e guiar o homem na glória eterna do além. Não ocupam postos ou atribuições especiais no exercito celestial.


Anjo caído -
Lúcifer era o mais alto arcanjo de Deus, o arcanjo do 1º raio. Rebelou-se traindo Deus. Ele tinha passado por toda a hierarquia dos seres cósmicos, passando por todas as iniciações. Ele conhecia a origem de tudo e não aceitava mais servir ao mundo atômico. Pensava ele – ” Porque tenho que servir a estes seres que nada sabem? “, mas  esqueceu-se de que tudo sabia, para poder servir aos seres que nada sabem. Esta era a razão de sua existência. Caso contrário, ele não existiria. Ao se rebelar contra Deus, tentou comandar o mundo e o cosmos.
Deus não permitiu e enviou o Arcanjo Miguel e seus anjos para que colocassem na terra Lúcifer e seus anjos, liberando assim o céu e o cosmos da rebeldia do seu Arcanjo caído. Lúcifer iludiu muitos anjos de todos os raios e poderes que caíram com ele na terra. Deixaram de ser serventes para serem serpentes.
A primeira coisa que fizeram ao chegar na terra foi atacar as Chamas Gêmeas, seduzindo as mulheres para a separação. Estes anjos estão muito poderosos e devem ser expulsos da terra assim como no céu, (apocalipse 12:7`9). Os filhos de Deus na terra devem fazer como Deus fez no céu, pedindo o julgamento dos anjos caídos para que o Arcanjo Miguel possa tirá-los também da terra.


Anjo do Registro -
O anjo destinado à alma para registrar todos os seus atos, palavras, feitos, sentimentos, pensamentos – em resumo, suas idas e vindas no plano da matéria. O anjo do registro, registra os fatos de cada dia e os entrega ao anjo dos pergaminhos às 23 horas de todas as noites. Se sentirmos que não passamos um importante teste durante o dia, podemos, antes desta hora, pedir ao anjo que apague do registro do dia, a situação especifica que contém o teste não passado. No pedido, temos de afirmar a nossa intenção de receber o teste novamente para podermos então vencê-lo.


Anjos do Senhor – A Presença da divindade em forma Angélica. Os sete arcanjos e suas arqueias ministrando nos sete raios, juntamente com os cinco raios secretos e os hierárcas do décimo terceiro raio são os anjos do Senhor que “se encontram na Presença de Deus” e “são enviados por Deus” como seus mensageiros a fim de transmitir a luz (consciência do Cristo) do EU SOU O QUE EU SOU a seus filhos e filhas, para a realização das dispensações que anunciam. A Moisés foi revelada a Presença do Eu Sou através do “anjo do Senhor que lhe apareceu em uma chama de fogo” que era a presença e a personificação real do “EU SOU O QUE EU SOU” pelo arcanjo Miguel.



Anjos Ouvintes – Regidos pela Poderosa Ouvinte, estes anjos ouvem todos os pedidos dos homens, até mesmo os sussurros e os desejos do coração, lendo-os para Deus. Deus adora fazer surpresas a seus filhos. Muitas vezes, quando pedimos algo a Deus, sua resposta é imediata, pois ele já sabia que iríamos pedir e preparou anteriormente.


Anjo Deva – Deva, em sânscrito significa “ser radiante”; membro de uma ordem de seres angélicos que servem com as forças elementais da natureza, ajudando-as a realizar suas varias funções. Anjos Deva são os espíritos guardiões das montanhas e florestas.


Anjos dos Pergaminhos - O anjo encarregado dos anjos do registro. Atribuídos a cada corrente da vida. O guardião dos pergaminhos é aquele que tem a custódia dos arquivos contendo o livro da vida de cada homem. É sua responsabilidade apresentar aos Mestres Ascensos e ao Conselho do Carma, o registro da vida de toda e qualquer encarnação de uma alma em evolução, a respeito da qual eles podem querer obter informações.
Essas informações são utilizadas não apenas no julgamento final da alma, mas também para aconselhamento e atribuição das tarefas da alma e também de sua missão, de uma existência para a outra. Estes registros da vida, também são usados para assegurar dispensações (de misericórdia ou talentos) iniciações ou atribuições de um encargo na hierarquia ascensa ou não ascensa da Grande Fraternidade Branca. (Ver anjo do registro).

Cristo, Cristo Pessoal, Eu Superior, Anjo da Guarda
Do grego “Ungido”. O corpo do Cristo – Jesus, foi o maior exemplo da perfeição que temos do Cristo. Este é o segundo dos três corpos superiores, é o corpo do EU Pessoal, ou EU Perfeito. Este é o seu “Anjo da Guarda” criado pela Presença do EU SOU, para ser o exemplo do que você deve se tornar, para cuidar de você. Para respeitar o seu livre arbítrio, a Presença Divina não pode lhe ver, pois assim o tornaria perfeito. Então, criou o Cristo que é você sem defeitos, para lhe guiar à perfeição. Este é o seu guia, use-o.
Este é o significado de Jesus afirmar que Deus o reconhecera como seu filho e a razão disto é que Jesus se tornou a perfeição de seu guia, o seu próprio Santo Cristo Pessoal ou Eu Perfeito, sendo assim reconhecido, por Deus que só pode ver a perfeição. O Cristo serve também, como mediador entre o Céu e a terra. Nada impuro sobe a Presença de Deus. Deus nos da a energia necessária para podermos nos manifestar com palavras e atos.

Ao utilizarmos esta energia, ela automaticamente volta ao Pai. O Cristo não permitindo que energias impuras subam, elas acabam voltando para quem as enviou. Este é o carma negativo do indivíduo que deve ser transmutado. O objetivo principal deste corpo é :  Guiar o  Eu da alma do indivíduo à vitória através do chakra do coração. Ele é o mediador entre a Presença do Eu Sou e a alma.
A Vitória aqui significa principalmente a perfeição da co-criação com Deus, e finalmente a ascensão da alma para o plano etéreo. Assim como Deus se comunica com seus filhos por meio da memória, o Cristo pessoal se comunica através da mente ou corpo mental, o que significa que podemos nos comunicar com ele por meio do pensamento. A memória é a energia ativadora da Mente.

fonte: http://www.luzcristica.com/blog/anjos/

Postagens populares

O Blog Filosofia Esotérica Brasil é de mesma autoria do Consciência Estelar, vote para melhor blog!

O QUE PROCURA? ACHE POR AQUI!