segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

CORES DAS AURAS - INTERESSANTE!

Aura dourado-esverdeada - Percepção concreta da realidade

Aura Dourado-Esverdeada: Percepção concreta da Realidade
O indivíduo de aura dourado-esverdeada conhece a si próprio como o centro físico do mundo tridimensional (terrestre) que o circunda. Seu corpo funciona como um sonar. Está sempre enviando sinais e absorvendo ecos, traduzindo mensagens fisicamente para poder processá-las em níveis mentais.

A força dessa combinação das cores dourada e verde está no fato de que os indivíduos com essa cor de aura são responsáveis e estão sempre dispostos a seres seus próprios chefes. Isto significa que as pessoas com esta cor de aura tendem a se manter afastadas e a observar o que está acontecendo antes de se comprometerem. Porém, depois que se envolvem, têm grande iniciativa e são capazes de dar início a qualquer atividade. Têm um senso de individualidade própria muito forte, que consideram sagrada.

O maior desafio para um indivíduo de aura dourado-esverdeada é desenvolver a flexibilidade. Sua experiência de vida reforça sua crença que, para ser amado, precisa agir de acordo com as expectativas dos outros. Isto significa que ele precisa terminar um trabalho, cumprir um compromisso ou entregar um produto antes de ser aceito e receber amor, o que tende a torná-lo rígido e inflexível em relação às próprias expectativas e às dos outros. Ao entender sua própria natureza, pode chegar à conclusão de que há um lugar para ele na vida, onde pode ter autonomia dentro do sistema.

Seu maior desafio eh viver o bastante para que com a idade e a experiencia a imagem mais obscura da coragem moral comece a aflorar sua consciencia.

ABORDAGEM DA REALIDADE FÍSICA:

O indivíduo de aura dourado-esverdeada, assim como o de aura amarela, faz parte da família física (corpo) das cores da aura; seu contato com a vida é basicamente cinestésico. Para o indivíduo de aura dourado-esverdeada, a realidade é tridimensional - precisa tocá-la, senti-la e trabalhá-la para acreditar em sua existência.

Sua sensação de estar no centro de um mundo tridimensional não se baseia numa arrogância egocêntrica ou materialista, mas no fato de entender o mundo da maneira em que se posiciona nele. Essa sensibilidade física significa que descobre indícios no meio ambiente, que passam despercebidos pelos outros. Por exemplo: quando trabalha como geólogo, tem um sexto sentido que o ajuda a encontrar o que está procurando. Esse conhecimento não é algo "paranormal", na verdade se baseia na sensibilidade física, mas ele também usa os elementos que mais gosta: lógica, dados, mapas e cartas altimétricas para documentar materialmente suas certezas íntimas. Num nível mais prático, quando entra numa sala, reage automaticamente, optando por uma das várias formas específicas.

Quando se sente sufocado - confinado mental, emocional ou fisicamente - consegue reagir retraindo-se emocionalmente, indo embora ou fechando-se socialmente. Quando sente desconforto físico, ele se levanta de repente e sai do local. Pode sair até no meio de uma conversa; sua reação é tão instintiva que em geral não percebe que foi rude. Essa intensa reação física é desencadeada pelo medo emocional de não ter controle sobre a situação.

Enquanto tipo de personalidade, o indivíduo dessa cor de aura parece situar-se entre o mundo das sensações físicas e o dos pensamentos e processos mentais. Seu processo individual é nitidamente físico, com aspectos bem diferentes dos outros tipos físicos do espectro áurico. O indivíduo de aura vermelha, por exemplo, sabe que pode confiar em si no mundo físico; o de aura dourado-esverdeada não tem tanta certeza disso. Ele é cauteloso e prudente ao agir; falta-lhe a confiança do indivíduo vermelho de que vai vencer.

Enquanto o indivíduo de aura laranja é um hedonista em sua busca por excitação e emoções, o de aura dourado-esverdeada nunca se coloca numa situação de perigo por puro prazer. Tem demasiado respeito por si próprio e pelos outros para aproveitar oportunidades absurdas só porque estão à mão. Ele costuma se aproximar do perigo de forma mais metódica e calculada. O próprio risco deve ter um sentido, objetivo ou propósito que ele considere de valor.

O indivíduo de aura magenta, com seu esplendor desinibido, está disposto a reorganizar e a reestruturar a própria realidade só para ver no que daria. O de aura dourado-esverdeada, por outro lado, sente que precisa ser capaz de confiar numa realidade previsível e confiável, uma realidade estável no dia-a-dia.

Não tem a alegria espontânea infantil que é a marca registrada dos indivíduos de aura amarela. O de aura dourado-esverdeada é muito mais contido e reticente que o ser amarelo, normalmente muito brincalhão.

Ambos sentem tudo através da fisiologia de seu corpo. Entretanto, o de aura dourado-esverdeada sente as coisas através de sua musculatura - que funciona como um sonar - isto é, através de uma série de reações musculares reflexas. Ao tensionar os músculos, reage de forma negativa ao estresse, às exigências e às expectativas; quando seus músculos relaxam, experimenta grande flexibilidade e receptividade física e emocional. Já o de aura amarela sente a vida como um processo bioquímico.

ATITUDES MENTAIS: CETICISMO E LÓGICA CONCRETA

O indivíduo de aura dourado-esverdeada toma decisões manipulando ou tocando fisicamente o meio ambiente tangível. Por exemplo, quando ele quer saber se a quantidade de papel disponível é suficiente para terminar um relatório, apanha o maço de papel e o pesa mentalmente.

Usando seu sonar interno, ele se orienta no espaço físico. Atribui equivalentes mentais às coisas e às pessoas de sua realidade física.

Dispõe de uma capacidade de visão espacial que lhe permite transformar idéias em realidade tridimensional. Esta capacidade faz dele um excelente arquiteto, controlador de estoque, comprador e planejador ou incorporador de obras.

Como seu principal contato com a vida é cinestésico - absorvendo, analisando e processando os indícios sutis de seu ambiente material -, é um observador arguto, pronto a colher o maior número possível de informações em pouco tempo. Interioriza essas informações; o corpo se torna um sensor. Enquanto absorve os dados, mexe nas engrenagens, analisando mentalmente os componentes das informações recebidas de maneira física.

Como o indivíduo de aura dourada, ele tem a capacidade de pensar de maneira lógica e sequencial. Em vez de lidar apenas com pensamentos e idéias, como fazem os indivíduos possuidores de auras da família mental, ele processa sensações, reduzindo-as a objetos e ações. Quanto mais concreta uma coisa se tornar, melhor ele pode lidar com ela. Não é muito hábil em lidar com abstrações e coisas intangíveis - duvida delas.

O indivíduo de aura dourado-esverdeada tende a ser calado. Passa por maus bocados traduzindo em palavras e conceitos o que sente internamente. Precisa aprender a fazer analogias e a desenvolver formas de descrever o que sente dentro de si. Para compensar essa dificuldade de expressão verbal, ele se dedica à atividade de nomear as coisas de seu meio ambiente. Quando consegue dar nome a uma idéia, a um sentimento ou a uma coisa, então consegue lidar melhor com tudo isso. O nome torna as coisas reais para esse indivíduo.

É relativamente introspectivo quando criança, em geral aprendendo a falar tarde. Quando essa criança é perseguida pelos pais com exigências baseadas em suas próprias emoções e expectativas, ela se retira para dentro de si, tornando-se cada vez menos capaz de se comunicar de modo satisfatório. Pode transformar-se num adulto introspectivo e reticente sem disposição nem capacidade de ouvir críticas ou participar de um bate-papo descontraído sem levar as coisas a "ponto de faca".

O indivíduo de aura dourado-esverdeada tende a ser inteligente, mas não "brilhante". Sua reticência verbal não é consequência de falta de talento ou de capacidade mental, mas, para desenvolver sua admirável inteligência, precisa manipular o meio ambiente tangível. A capacidade de ver a possibilidade de mudanças, de alterar planos de ação e de mudar rapidamente de tática é o dom do indivíduo de aura desta cor. Seu maior talento é como o de um estrategista militar.

O indivíduo de aura desta cor do espectro presta uma atenção meticulosa aos detalhes. Coisas desarrumadas, desorganizadas e fora do lugar fazem com que se sinta inseguro e desconfortável. Detalhes negligenciados são as armadilhas de sua existência. Tende a ser muito asseado e bem arrumado.

CONSTITUIÇÃO EMOCIONAL: RESERVA E PROFUNDIDADE

O indivíduo de aura dourado-esverdeada é uma pessoa muito reservada. Não expressa suas emoções de imediato. Isto não significa que seja insensível - só que tem grande dificuldade em verbalizar seus sentimentos.

Escolhe os amigos com cautela, tendendo a ficar à parte nos grupos; seleciona as pessoas com quem se sente seguro o bastante para compartilhar seus sentimentos. Na verdade, em geral tem verdadeira fixação por segurança, por pessoas que lhe dêem estabilidade. Parece tímido e reservado, mas, na verdade, é cauteloso e prudente ao confiar nos outros. Quando está preparado toma a iniciativa, dando a entender que aquela amizade não será rejeitada. Porém, depois de se abrir emocionalmente, ele se envolve com grande intensidade. Desenvolve uma lealdade extrema para com que o faz sentir-se afetivamente seguro.

Por ser tão reservado, o indivíduo de aura dourado-esverdeada não se dispõe a ser caloroso ou efusivo em suas relações em geral. Quando tem um relacionamento amoroso, é raro fazer uma demonstração pública de afeto. Em vez disso, recorre a palavras de cumplicidade e pequenos gestos, como um aperto de mão especial, que transmite tudo aquilo que ele sente. Depois de envolvido, ele supõe que seu amor e devoção estejam aceitos. Sente que as demonstrações públicas e dramáticas de afeto são imitações baratas dos sentimentos verdadeiramente profundos, e que não estão à altura do amor e da gratidão que sente pelo outro. Essa natureza reservada é, ao seu modo, sua maior contribuição para um relacionamento íntimo. Melhor que qualquer um, compreende a natureza da intimidade.

Parece egoísta ou egocêntrico, como se acreditasse ser o centro do universo e desse pouca atenção às crenças e formas de enxergar a realidade de outras pessoas. Muitas vezes se comporta de forma rude e desatenta quando, na verdade, seus sentidos captaram sinais de desacordo. Seu mecanismo de defesa altamente pronunciado leva-o a agir, deixar a cena o mais rápido possível.

Para o indivíduo de aura dourado-esverdeada, os sentimentos são o terceiro e último processo ao qual recorre a fim de entender o mundo, sendo seu corpo o primeiro, e sua mente, o segundo. Seu desafio de tempo integral é aprender a se conhecer - desenvolver paciência e flexibilidade consigo e com o mundo "louco" em torno de si. Precisa aprender a variedade dos comportamentos emocionais. O indivíduo de aura dourado-esverdeada, mais que qualquer outro, tem poucos recursos emocionais para se valer. O de aura dourada ao menos pode pensar que tem. O de aura dourado-esverdeada, prisioneiro de uma perspectiva céptica, geralmente sente e reage de uma mesma forma linear. Escolhe comportamentos e atitudes apropriados ao lado emotivo de sua personalidade, não sendo, portanto, um tipo espontâneo como o indivíduo de aura magenta. Só depois de ter uma boa percepção de seu estado emocional interior é que pode começar a se aventurar no mundo externo, ampliando as fronteiras, e ser capaz de explorar e de compreender a expressão afetiva dos outros, aceitando-as como diferentes das suas.

Ele dá a impressão de ser emocionalmente inacessível. De certa maneira, isso é verdade. Sua reticência pode ser reforçada na infância por pais críticos e distantes, que fizeram com que se retirasse para dentro de si e não conseguisse, e posteriormente nem mesmo quisesse, arriscar-se a compartilhar qualquer de seus pensamentos e sentimentos por medo do ridículo. Como utiliza seu sonar para viver, pais que exigem explicações demais podem fazer com que ele se feche emocionalmente. Se não conseguir aprender a expressar seus sentimentos num ambiente amoroso e encorajador, poderá tornar-se um adulto introspectivo, rígido, inflexível, temeroso de expressar seus sentimentos por medo de ser criticado e até mesmo paranóico.

ESTILO SOCIAL: SOBRIEDADE

O indivíduo de aura dourado-esverdeada é uma pessoa extremamente atraente. Parte de seu charme reside em sua natureza esquiva e em seu distanciamento emocional, percebidos como um desafio por quem se interessa por ele. Este sonha em poder fazer com que ele se anime, se descontraia e se abra emocionalmente. Isso não é possível! Ele é tímido e reservado por natureza, precisa de tempo entre o recebimento e o processamento de dados. A pressão, real ou imaginária, faz com que se retraia ainda mais, deixando o outro em companhia de um corpo sem alma.

O indivíduo de aura dourado-esverdeada precisa desenvolver amizades e relações íntimas com pessoas que manifestem auto-suficiência. Comportamentos dependentes ou desamparados fazem com que se retire, primeiro emocional, e depois fisicamente. Sente-se mais à vontade ajudando os que sabem se ajudar, pois assim não se sentirá inteiramente responsável pelo que possa ocorrer.

Os amigos e os parceiros amorosos do indivíduo de aura dourado-esverdeada precisam estar sempre dispostos a lhe conceder muito espaço pessoal, tanto físico como emocional. É isso que irá conquista sua lealdade, sua confiança, sua gratidão e, por fim, seu amor. Para dar liberdade emocional ao indivíduo de aura dourado-esverdeada, seu parceiro precisa dar-lhe tempo para que possa transformar os fatos em sensações e depois traduzi-las em sentimentos. Uma vez que se sinta emocionalmente seguro, prefere satisfazer suas necessidades sexuais com quem satisfaz, com carinho, as suas necessidades emocionais. É como se ele procurasse obter, através de ligações sexuais, a alimentadora compreensão emocional que tanto deseja. Quando suas necessidades emocionais são satisfeitas, dá muito valor à fidelidade, o que é coerente com seu extremo conceito de lealdade.

PODER PESSOAL E ESTILO DE LIDERANÇA: AUTOCONTROLE E LEALDADE

O indivíduo de aura dourado-esverdeada tem um grande senso de individualidade e autocontrole que os outros muitas vezes confundem com capacidade de liderança. Na verdade, o que ele tem é a capacidade de cumprir meticulosamente as ordens e de devotar-se a uma causa. É prático e acredita muito nos canais competentes. Embora lhe faltem muitos traços que fazem um verdadeiro líder - carisma, compaixão e capacidade de comunicação -, é leal, fiel, sincero e destemido, e consegue separar as emoções de suas ações.

Tende a ser solitário. A sociabilidade e a camaradagem não são aspectos da vida de que goste em especial. Parece mais distante e arredio que os outros, difícil de se conhecer e, em geral, a níveis mais superficiais, difícil de se gostar. Quando é forçado a se sociabilizar, em geral bebe na esperança de que o álcool o relaxe um pouco, mas, em vez disso, este consegue mergulhá-lo mais profundamente em suas reservas de autocontrole. Como tem uma inteligência muito literal, acha difícil ser engraçado ou piadista, fazer trocadilhos ou jogos de palavras. No trabalho, fica em desvantagem ao competir por promoções e cargos de liderança com candidatos mais "simpáticos". Ele quer ser reconhecido por sua contribuição efetiva, e não por suas habilidades sociais.

OPÇÕES FINANCEIRAS: A BUSCA PELA ESTABILIDADE

O dinheiro, para o indivíduo de aura dourado-esverdeada, é uma "coisa". Em sua forma abstrata, ideológica, é algo intangível que ele tem dificuldade de compreender. Para ele, é uma questão de segurança; é perfeitamente capaz de compreender o caráter material das coisas que o dinheiro pode comprar. Considera a aquisição um investimento - seja a roupa que veste ou o automóvel que dirige. Não especula, pois não confia nas taxas de juros flutuantes, nem em outros indicadores de mercado. Ações de alto risco, investimentos especulativos e outros planos de enriquecimento rápido, ou mesmo jogatinas, não o atraem.

É prático e realista em relação ao estilo e ao gosto pessoal. Prefere a função ao estilo, a comodidade à elegância. Como o indivíduo dourado-esverdeado valoriza o tangível, tende a tomar decisões baseado no peso dos objetos; prefere, por exemplo, uma cadeira pesadona que não vire facilmente a um modelo leve e decorativo. Nos anúncios de publicidade, é atraído pelas palavras "sólido", "duradouro" e "confiável". Gosta de saber que fez uma boa escolha. Gasta o dinheiro com prudência, em geral fazendo comparação de preços. Raramente se deixa levar pelo impulso de comprar alguma coisa. Multidões e lojas ativam todos os seus sensores. Bugigangas, quinquilharias e novidades não têm muito sentido para ele, por causa da natureza efêmera desses objetos. Costuma notar a durabilidade, a quantidade e o esmero detalhista empregado no produto.

É pragmático ao lidar com dinheiro, sendo muito literal em relação às finanças, às despesas pessoais e aos rendimentos. Acha razoável que se faça um empréstimo para se comprar uma casa ou um negócio, mas fazer um empréstimo para viajar de férias não tem o menor sentido para ele, embora aceite o uso discricionário da poupança. Possui uma ética profissional desenvolvida e se dispõe a abrir mão de um objetivo de curto prazo pela gratificação futura de um objetivo de longo prazo, embora às vezes se esqueça do motivo de tanto trabalho.

ESCOLHA PROFISSIONAL: SENSO DE ESTRATÉGIA E PLANEJAMENTO

O indivíduo de aura dourado-esverdeada é um estrategista. Ocupações ou atividades que requeiram capacidade de fazer projetos logísticos, controlar linhas de abastecimento, trabalhar com o desenvolvimento de pessoal ou maquinaria, organizar a estratégia de complicadas operações e manobras, ou adquirir influência, aproveitam os talentos e as capacidades dos indivíduos com a aura desta cor do espectro.

Ele é, acima de tudo, um tátil. Seu senso de relação espacial - muito bem definido - permite-lhe sair-se bem em ocupações como abastecimento de grandes estabelecimentos comerciais, controle de estoque e entrega e recebimento de mercadorias. Pode usar também essas mesmas habilidades em esportes, ou como crítico (teatral, literário, desportivo, etc.)

O indivíduo de aura dourado-esverdeada se sai também muito bem na carreira militar. Seus atributos de personalidade tão característicos - lealdade, perseverança, dedicação, ordem e determinação - são valiosos para a carreira militar. Ele é atraído para unidades especiais de combate que requeiram independência e engenhosidade. Pode ser uma pessoa de extrema valia em indústrias, ou ainda lidar com a engenharia (em qualquer uma de suas vertentes, da agrícola à nuclear).

ESPIRITUALIDADE: ASSIMILANDO OS CONCEITOS ABSTRATOS

"Espiritualidade" é uma coisa muito particular para o indivíduo de aura dourado-esverdeada. Sua experiência espiritual, da mesma forma que ocorre com o indivíduo de aura amarela, é uma sensação física. A diferença é que o indivíduo dourado-esverdeado experimenta uma sensação íntima de paz e bem-estar, enquanto que o amarelo, por sua vez, vivencia uma onda de alegria ou êxtase. Para o indivíduo dourado-esverdeado, falar publicamente de uma experiência espiritual é diminui-la, dissipando a energia e os sentimentos em discussões absolutamente desnecessárias. Dourado-esverdeado é a cor dos indivíduos mais "inacessíveis" do espectro; como já foi dito, ele primeiro tem de organizar a complexa estrutura de seus sentimentos pessoais, para depois colocar em palavras o seu sistema de crenças. Ele geralmente leva anos para assimilar um conceito "espiritual" de modo a conseguir explicá-lo a si mesmo ou compartilhá-lo com os outros. Mudanças ou ajustamentos abruptos nas práticas e nos hábitos espirituais da família ou de um grupo social podem provocar medo ou rebeldia. Uma das coisas mais difíceis para esse tipo vivenciar é a extrema pluralidade de crenças fortemente talhadas por impressões emotivas que os outros têm.

Quando acredita em "Deus" ou algo que o valha, o indivíduo de aura dourado-esverdeada termina por vê-lo mais ou menos como um "presidente da República": o comandante-chefe de sua respectiva área. Mesmo o mais céptico dos indivíduos com esta cor de aura acredita, reconhece e respeita o conceito de um princípio organizador maior que ele próprio, mas não consegue transformar a sua experiência emocional em compreensão da experiência humana. Para ele, o estrato profundo ao qual só se tem acesso através de "experiências espirituais" fica separado das outras camadas de significado da vida. Depois de (com muita reticência) aceitar uma teologia ou sistema de crenças, parece segui-lo com tenacidade. Isso é um grande equívoco, pois ele nunca aceita nada com base apenas em confiança ou fé. O que pode ser interpretado como rígida adesão a um conjunto de crenças é sua incapacidade de demonstrar, por sentimentos ou palavras, seu sistema de crenças. Por isso é que, para ele, espiritualidade é um "algo à parte".

Pode ser muito rígido e inflexível em sua perspectiva e avaliação. Baseado em sua forma única de vivenciar o espiritual, ele crê erroneamente que sua é a única abordagem válida que existe. Quando tenta impor aos outros as suas crenças, sem explicar o significado ou propósito de tal adesão, incorre num tremendo erro. Tem experiências profundas, mas falta-lhe a capacidade verbal para descrever aqueles momentos em que sua alma foi particularmente tocada.

Para o indivíduo de aura dourado-esverdeada, o lugar é uma parte integrante e necessária da espiritualidade. Esta é a cor da aura de indivíduos que sofrem grande impacto dos lugares ditos "espirituais". Sedona, Macchu Picchu, Stonehenge, Meca - a energia histórica e a estrutura arquitetônica desses lugares têm uma influência forte e direta em sua alma. A profundeza da história fala à sua desconfiada alma de maneira poderosa.

Aura Laranja - Além dos limites

Aura Laranja - Além dos limites

No sistema do Espectro de personalidade, laranja é a cor de aura dos indivíduos que precisam testar as próprias limitações físicas enfrentando o meio ambiente.

Destemidos, poderosos e descuidados com a própria segurança pessoal, brandem os punhos fechados para o próprio Deus.
Seu desfio é lidar com nossa sociedade cada vez mais complexa. Não deparamos tanto com problemas de sobrevivência física mas com complicadas questões ética e morais.
Estamos equacionando a qualidade de vida, em contraposição a simples sobrevivência
O individuo com essa cor de aura prefere um desafio que exija coragem física Porem, nossa sociedade nos forca a atacar na fronteira do eu interior, que requer coragem espiritual.

Surge, então, a seguinte questão: sera que ele tem capacidade de distinguir entre os dois tipos de coragem - a necessária para enfrentar o perigo físico e a para entrar em acordo com o eu interior?
A lição de vida apresentada varias vezes ao individuo de aura laranja é que ha limites e fronteiras físicas para a capacidade humana. Em vez de pressionar-se constantemente para descobrir quais são seus limites, ele precisa aprender a usar esta energia para descobrir as dimensões internas do seu eu.

Seu maior desafio é viver o bastante para que com a idade e a experiencia a imagem mais obscura da coragem moral comece a aflorar sua consciência.

ABORDAGEM DA REALIDADE FÍSICA:


O individuo de aura laranja se percebe como o mais inteligente, forte e astucioso representante do reino animal.

É como se ele se propusesse a demonstrar que é mais astuto do que uma serpente, mais veloz do que uma gazela e mais ágil do que um macaco.
Parece utilizar a inteligencia para servir seu corpo numa competição com o meio ambiente e com tudo quanto este contem.
Adora o estase e a excitação do desafio físico. é o camaleão do espectro, assumindo os maneirismos ou as características de sua presa, seu adversário ou seu ambiente físico.
Qualquer que seja o desafio, reage fisicamente. Como o individuo de aura amarela, o de cor laranja experimenta sensações de excitação quando enfrenta um desafio, quer seja subir a escada de cordas de um veleiro, ou pendurar-se no paredão escarpado de uma montanha, ou rastrear um animal selvagem. Ele se excita com a situação de perigo em que se envolve.

Mesmo quando criança, aceita o desfio do ambiente físico. Os moveis são vistos como obstáculos a serem vencidos.
Os pais de uma criança de aura laranja que esta aprendendo a andar ficam o tempo todo ocupados em mante-las longe do alto dos armários.
Contudo, a criança não se assusta com arranhões e machucados decorrentes de suas escaladas e exploracões.
Os danos físicos causam mais sofrimento emocional aos pais do que dor física nessas crianças.

ATITUDES MENTAIS.

O individuo de aura laranja tende a viver dando tratos a bola, concebendo e planejando o proximo desafio, mas nao consegue permanecer no reino da imaginacao; precisa verificar se consegue mesmo realizar o feito imaginado, prepara tudo em detalhes, revendo mentalmente a estrategia e os planos antes de entrar em acao.
A medida que repassa a cena na cabeca, familiarizando-se com os varios aspectos do evento, vai descartando os dispositivos de seguranca introduzidos no plano, criando um maior risco para si mesmo e, com isso, uma maior excitacao quando o evento ocorre.

Ele nao se sai bem no sistema educacional. Ficar pregado na carteira resolvendo problemas de matematica faz com que fique zangado e ressentido, o que muitas vezes eh interpretado como indiferenca ou tedio.
Como nao tem medo da dor, eh temerario e, muitas vezes, insensato. Esse comportamento pode fazer com que crie problemas de disciplina escolar e fique mal visto em seu grupo etario, eh muito inteligente mas pode ser considerado mais um sobrevivente que um intelectual que tem prazer com ideias e conceitos.

O individuo de aura laranja usa sua instrucao para planejar uma escalada ao Monte Everest, ou para organizar uma corrida para a cena de um filme.
E meticuloso nos calculos, passando longas horas determinando mentalmente a quantidade e o tipo de acessorios necessarios, estimando com precisao o equilibrio entre as chances de sobrevivencia e o risco de vida.
Eh realista, prefere a realidade concreta a teoria abstrata.
Tem a capacidade de avaliar uma situacao segundo a perspectiva do seu oponente - seja animado ou inanimado.

Orgulha-se de conseguir penetrar na mente do seu adversario, quer seja um grande jogo ou uma montanha.
Eh como se perguntasse: eu eu fosse aquela montanha, o que seria necessario para poder me escalar?
Esses processos mentais fazem parte dos preparativos fisicos, emocionais e mentais por ele elaborados.

CONSTITUICAO EMOCIONAL.


O individuo de aura laranja vacila entre a alegria e a existência pura e simples. para ele, ir a quitanda, encher o tanque de gasolina ou fazer um piquenique são formas de matar o tempo. Estar diante do perigo, de uma ameaça física ou de risco mortal significa estar vivo, excitado, vibrando.

é inteiramente egocêntrico no seu relacionamento com a vida.Os riscos que assume so tem a ver com suas necessidades. Não consegue ou não se dispõe a modificar seu comportamento para acalmar temores ou preocupações de pessoas queridas. para ele, estar vivo é arriscar a vida; tudo o mais é uma forma de morte em vida. Por isso não consegue deixar de viver perigosamente mesmo por causa de um parceiro ou de um filho.

é inacessível emocionalmente, a menos que esteja planejando um evento ou repetindo historias dos seus feitos passados, sua resposta emocional se localiza no nível primitivo da existência humana. Não parece se importar muito com as sutilezas da emoção humana, reagindo apenas a crua coragem física e a paixão que ela desperta.

Ternura, compaixão e consideração pelos outros não tem sentido real para ele.
Sente a vida como pinceladas de cores vibrantes, e não como delicados tons pastel.

Em nível emocional, é um lobo solitário, quase narcisista, pela enfase que coloca em suas necessidades e desejos. Costuma também conquistar o respeito, a reverencia e a adulação das pessoas, porem parece não importar-se se o mundo esta ou não impressionado com os seus feitos, não age para impressionar os outros, mas para se satisfazer.


ESTILO SOCIAL.


Para o individuo de aura laranja, nada se compara a excitação do desafio. tudo, inclusive o sexo, vem em segundo lugar.
Para ele o sexo é uma liberação, uma função natural do corpo. Como as pessoas de aura laranja tem boa constituição física e um belo porte, alem de uma maneira maliciosa e brincalhona, são muito atraentes para os outros e não tem problemas para encontrar companheiros ou parceiros amorosos.
Embora para o individuo de aura laranja o sexo seja prazeroso e agradável, sente que não valeria a pena morrer por ele, por outro lado, pendurar-se na encosta do Monte Everst, no topo do mundo - isso, sim, vale qualquer risco.

Aura dourada - O poder da mente

Aura Dourada - O poder da mente
A chave da felicidade e do sucesso do indivíduo de aura dourada é a compreensão do processo intuitivo. Precisa partir da fria lógica para o desconhecido da metafísica.

Só pode realizar este trabalho se estiver disposto a assumir muitos riscos. Parte desse caminho envolve o salto da posição de segurança física, mental e emocional em direção ao reino do desconhecido. Isto significa ter mais fé e confiança em sua própria intuição.

Para conseguir abandonar sua fixação na segurança, o indivíduo de aura dourada precisa reconhecer que seus sentimentos e suas emoções são as portas da intuição. Só pode ter acesso ao reino da intuição entrando em contato e sentindo suas emoções. Precisa aprender a expressar seus sentimentos com autenticidade, sem racionalizá-los. À medida em que renuncia a sua "necessidade de controle", possibilidades cada vez maiores se abrem para ele. Começa a entender que o salto da fé não é uma queda livre para o desastre e o caos.

ABORDAGEM DA REALIDADE FÍSICA:
RACIONALIZANDO O MUNDO

O indivíduo de aura dourada usa sua mente, em primeiro lugar, para lidar com a realidade, em vez de confiar em sensações corporais ou outros indícios físicos. Tende a ver as coisas inicialmente como uma idéia; embora compreenda e aprecie a natureza, o sexo, o cheiro de alguma coisa, pensa em tudo isso antes como uma abstração. Depois, coloca o pensamento em ação - por exemplo, pensando em quanto ama alguém, e só então se decidindo a fazer amor.

Vê todos os aspectos da vida cotidiana como um todo complexo à espera de ser decomposto em seus elementos constituintes. O café da manhã não é apenas uma "refeição", e sim uma combinação de bebidas e alimentos específicos e imutáveis que constituem o conceito de "café da manhã". Portanto, alimentos que não fazem parte do cardápio da primeira refeição, como aspargos, nunca seriam consumidos nessa refeição. O indivíduo de aura dourada não se considera rígido e inflexível; é a realidade exterior - o café da manhã, no caso - que deve corresponder à idéia que tem em mente.

Como tende a passar muito tempo pensando, o indivíduo de aura dourada não se interessa muito pela realidade física, excepto como uma abstração atraente. Adora saber como e por que uma determinada coisa funciona, e lança mão de uma paciência infinita para desmontar e montar novamente determinado objeto.

É curioso em relação a mecanismos de funcionamento do mundo real. Toma conhecimento e compreende a necessidade de uma grande variedade de produtos, bens e serviços; só não consegue entender o porquê de tal variedade, mas, afora isso, não se interessa nem um pouquinho por todas as decisões que precisam ser tomadas em relação a todas essas opções. Para ele, uma casa é essencialmente igual a outra, ou uma peça de roupa tão boa quanto outra. Costuma-se perguntar: "por que preciso de dois suéteres se só posso usar um de cada vez?" Em geral, é sistemático, adaptado e convencional.

O indivíduo de aura dourada só não toma essas atitudes quando novas idéias se concretizam em dispositivos mecânicos, tais como computadores, ferramentas, equipamentos fotográficos ou eletrodomésticos. Ele quase sempre tem o último modelo de qualquer um desses aparelhos. Para ele, os conceitos de engenharia inerentes a cada invenção são maravilhas a serem admiradas. Não é raro esse tipo de indivíduo possuir vários sistemas de computação, cada um mais avançado que o outro, com capacidade de trabalhar melhor e mais rapidamente, além de realizar mais trabalho ou compreender mais programas. E ao mesmo tempo, curiosamente, tem a maior relutância em se separar dos sistemas que ficaram obsoletos, pois pensa neles como velhos amigos de confiança.

Saúde e bem-estar físico não são apenas uma questão de dieta e exercício para ele, mas um pretexto para criar algum tipo de perfil estatístico, com o objetivo de analisar o peso e as miligramas perdidas, os quilômetros percorridos, os alimentos e as vitaminas ingeridos. É raro fazer exercícios só para desfrutar o ar livre, ou por estética; exercita-se porque fazer exercício faz parte de um regime específico. O relacionamento desse indivíduo com a realidade física é uma decorrência de seu processo intelectual.

ATITUDES MENTAIS:
LOGÍSTICA E ORDENAÇÃO

O indivíduo de aura dourada (também chamado de "dourado-mental") é um daqueles que sente prazer e exercita sua criatividade interagindo com os outros num plano intelectual. Adora pensar, brincar com as idéias, organizar sistemas, e sente-se mais feliz quando consegue apreender as coisas mentalmente e manipular o ambiente através de idéias e do processo intelectual.

A principal função desse indivíduo, antes do advento do computador, era a de ser o guardião dos dados sociais. Fica fascinado pelos detalhes e pela variedade das peças do complexo quebra-cabeças da vida. Quer filtrar o mundo através de sua mente e processar essas informações até que cada peça do quebra-cabeça se encaixe perfeitamente, sem sobrar ou faltar nada.

Seu bem mais precioso é sua capacidade de raciocinar com lógica, de calcular as coisas, não como alguém que resolve problemas, mas como um analista conferindo as coisas, e, com isso, se divertindo. Seu processo mental é sequencial e ordenado. Analisa cada idéia com cuidado, estudando as fases uma a uma, de forma sequencial e ordenada - a segunda depois da primeira, a terceira depois da segunda, e assim por diante - sem pular nenhuma nem tomar atalhos.

Adora processos tais como uma grande divisão, que tem uma configuração regular. Gosta de pôr no papel todo o seu trabalho mental, certificando-se de que todas as partes da primeira fase foram completadas antes de passar para a segunda; quer certificar-se de que cada parte do problema ou do desafio está perfeita antes de passar para a seguinte. Gosta de conferir seu trabalho para que nada dê errado ao chegar à última fase.

Embora seja metódico, meticuloso e preste muita atenção aos detalhes, o indivíduo de aura dourada em muitas ocasiões toma decisões duras, sem considerar as emoções ou os sentimentos das pessoas envolvidas, ou os seus próprios. É um candidato natural a cargos e profissões que exijam uma espécie de meticulosidade e ação rudes.

Às vezes surgem problemas quando tem de ir além de seus conhecimentos básicos para fazer uma suposição. Pode chegar a trapacear buscando validar sua suposição com inúmeros dados adicionais ou idéias teóricas que, em verdade, não validam nada. Para evitar uma solução apenas intuitiva, o indivíduo de aura dourada corre para um padrão conhecido e seguro, resolvendo o mesmo tipo de problema diversas vezes, na tentativa de se convencer de que, na verdade, não está trabalhando com uma situação nova. Precisa fazer grande esforço mental e emocional para ir além desta necessidade de saber, a fim de tentar algo novo para o qual não existe comprovação nem garantia de sucesso. Este é o salto de fé que precisa aprender a dar, e que inicia quando admite a necessidade de assumir riscos.

Depois de enfrentar os riscos e ganhar confiança em sua capacidade, está a cor da aura dos indivíduos mais capazes de arriscar-se em qualquer processo de tomada de decisão. Porém, ao assumir riscos, ele se abre novamente para o infindável "medir e pesar" inerentes ao método gradual.

CONSTITUIÇÃO EMOCIONAL:
DEFESA E RETRAÇÃO

O desenvolvimento pessoal do indivíduo de aura dourada gira em torno dos seus sentimentos e suas emoções. Quer reconhecer e entender os sentimentos de maneira lógica. Não se sente à vontade com nada que não compreenda a não possa controlar. Pretende reduzir todas as situações da vida, inclusive os relacionamentos interpessoais, a equações matemáticas que devem ser resolvidas pela análise e pela despersonalização da emoção humana. Quer organizar internamente os sentimentos, próprios e alheios.

Como quer depreciar a emoção e fazer de conta que está separado do processo mental lógico, o indivíduo de aura dourada parece frio e desapaixonado. É comum ouvi-lo dizer: "creio que sinto...".

Quando não sabe o que fazer com as próprias emoções, tende a ignorar as dos outros, fingindo que os sentimentos não existem. Para ele, levar em consideração atitudes, crenças e valores dos outros, é algo que pode desintegrar seu processo lógico.

Os indivíduos com esta cor de aura procuram modelos de resolução de problemas no campo da engenharia mecânica. No entanto, os sentimentos e as emoções não são bem arrumados ou organizados; são imprevisíveis e muitas vezes brotam de feridas e mágoas profundamente enterradas na psique de uma pessoa.

O maior desafio que tem de enfrentar é haver-se com suas próprias emoções. Como procura manter os sentimentos à parte de seu processo mental, tende a parecer duro, frio, sem emoções, incapaz de envolvimentos, mas de vez em quando suas próprias emoções abafadas fogem ao controle. Então ele as expressa através da raiva e da ira, manifestas em comportamentos dramáticos e surpreendentes, como murros na mesa, violentas batidas de porta ou explosões de mau-humor; alguns outros simplesmente "implodem", ficando deprimidos, contendo a ira e a raiva dentro de si, retraindo-se emocionalmente da família e dos amigos, tornando-se hipercrítico ou incomunicável. Essa raiva interiorizada também pode manifestar-se como um problema de alcoolismo ou outra droga, ou como um problema de saúde como hipertensão, úlcera ou doença cardíaca.

Portanto, seu desafio é aprender a lidar com seus humores e ressentimentos, e expressá-los regularmente de forma a encorajar a comunicação e o entendimento. Precisa reconhecer o momento de integrar as emoções ao processo de tomada de decisões. A melhor maneira de fazer isso é começar a separar todos os dados de forma lógica e tomar uma decisão provisória. Em seguida, deve considerar os sentimentos, os próprios e os dos outros, como base para chegar a uma decisão final. Depois de aprender a confiar nos sentimentos, estará apto a dar o salto que parte do conhecido, atravessa o vazio do desconhecido e chega com segurança ao resultado final.

Os sentimentos são as portas da intuição do indivíduo de aura dourada; mas, antes de ter acesso a suas faculdades intuitivas, precisa ter acesso a suas emoções. Precisa dar o salto de fé e fazer o vôo da intuição. Isso requer o aprendizado da confiança em seu próprio poder interior e nos outros. Ele hesita em dar esse salto por medo de estar errado. À medida que se permite usar sua própria intuição, começa a entender que há algo tão importante quanto a lógica, e então abre as portas do reino excitante de seu próprio processo criativo.

ESTILO SOCIAL:
INTROSPECÇÃO ANALÍTICA

O indivíduo de aura dourada personifica a energia masculina da iniciativa, do impulso e da direção. Assim sendo, as situações sociais precisam ter um propósito ou função para ele. Mesmo assim tem dificuldade em relaxar e desfrutar o momento. O indivíduo possuidor de aura desta cor do espectro não é frívolo. Parte dele sente que desfrutar bons momentos é perda de tempo. Por isso participa de organizações profissionais ou de prestação de serviços com o objetivo de combinar as interações sociais com negócios. Além disso, tende a gostar de grupos onde a interação é menos intensa e menos íntima.

Para ele, a vida social ocupa uma faixa muito mais estreita do que para a maioria das outras pessoas. Prefere momentos de quietude onde possa ler ou fazer pequenos reparos, em vez de conversar. Há tanta coisa em sua cabeça que, a menos que os outros compartilhem de seus interesses, a conversa pode ser tediosa para ambas as partes. Não se interessa pelo que os outros pensam - a não ser que as idéias dos outros coincidam com as suas. Conversinhas "polidas" não são seu forte.

O indivíduo de aura dourada parece manter distância do envolvimento emocional profundo, mesmo nas relações amorosas. Ele se entrega de verdade, mas tem dificuldade em manter uma intimidade espiritual ou emocional. Tende a casar-se mais por causa da companhia e dos cuidados do que por uma grande paixão ou sentimento de intimidade. Afeto e profundo carinho pelo outro é a resposta típica do indivíduo com essa cor de aura ao amor e ao casamento. É como se, depois que a cerimônia termina, pudesse respirar aliviado pelo fato desse pequeno detalhe já estar resolvido e ele pudesse finalmente voltar-se para as coisas de fato importantes na vida - o trabalho e as idéias. O indivíduo de aura dourada, homem ou mulher, entende melhor do que qualquer outro o valor de um companheiro. Mas pode haver problemas quando não consegue reconhecer e corresponder aos desejos e às necessidades de atenção de seu parceiro. Muitas vezes procura calcular através da lógica o que houve de errado, reagindo à situação do ponto de vista mental, em vez de compreender os desejos e os anseios profundos que o outro está tentando expressar. Frequentemente vai a conferências e workshops na esperança de descobrir a panacéia que irá resolver a situação. Em vez disso, precisaria compreender a necessidade de uma mudança no plano emocional, o que exigiria todo um novo conjunto de atitudes e comportamentos de sua parte. Ele precisa entrar em contato com seus sentimentos, não como um exercício intelectual, mas como uma resposta verdadeira às próprias emoções.

PODER PESSOAL E ESTILO DE LIDERANÇA: CAPACIDADE DE COORDENAÇÃO

Dourado é uma das cores do espectro que possui liderança. A técnica particular desses indivíduos consiste em incluir os outros na descoberta dos fatos durante um processo de tomada de decisão. Ao defrontar um problema, o indivíduo de aura dourada incita seu pessoal a apresentar idéias que levem à total compreensão de todas as facetas da situação. Seu lema é "vem cá, vamos raciocinar juntos". Sua equipe gosta desse estilo de administração e lhe presta serviços e jura lealdade em troca da oportunidade de ser ouvida, mas ele não costuma se deixar influenciar por opiniões ou sentimentos daqueles que trabalham com ele. Ao contrário, ouve com a maior atenção,, anota todos os dados que lhe são apresentados, organiza-os, contudo se reserva ao direito de tomar a decisão final.

Leal, dedicado e trabalhando duro em seus compromissos profissionais, o indivíduo de aura dourada é um excelente executivo médio, por se constituir no canal por onde as informações fluem de baixo para cima e de cima para baixo no interior de uma organização. Sua força pessoal é a sua capacidade de prestar atenção aos detalhes que a maioria das outras pessoas ignora ou não percebe. Orgulha-se de um trabalho bem-feito, não importa quão tedioso ou pouco excitante possa ser. Quando lhe perguntam como aguenta um trabalho tão enfadonho, responde que não o considera enfadonho, que alguém tem de fazê-lo e que esse alguém pode muito bem ser ele mesmo.

OPÇÕES FINANCEIRAS:
A BUSCA PELA SEGURANÇA

O indivíduo de aura dourada, que parece tão desapaixonado em relação a tudo o mais na vida, pode ficar muito emotivo quanto se trata de questões econômicas e financeiras. Nos relacionamentos pessoais, isso cria muita confusão, sofrimento e raiva. A razão dessa incoerência aparente em sua personalidade deve-se ao fato de ele ter muita consciência da questão de segurança. O dinheiro é uma das coisas que ele não consegue prever ou controlar por meios lógicos. Por isso sua atitude em relação a ele é de prudência, ceticismo e desconfiança.. Todas as decisões financeiras são tomadas com muito receio e escrúpulo. Tudo o mais é incerto e arriscado. Considera seu talão de cheques como algo que garante seu estilo de vida e o afasta da miséria. Qualquer coisa que coloque em perigo ou altere o seu status quo provoca pânico - a liberação de sentimentos de segurança e de perda. Em vez de admitir esses sentimentos, o indivíduo de aura dourada mostra sua insegurança através de argumentos e longos discursos contra a alta de preços, o controle governamental, os frívolos hábitos de consumo e a decadência moral da sociedade.

Por ser tão consciente da questão "segurança", ele não toma decisões financeiras com rapidez. Todas as opções devem ser submetidas a uma análise obsessivamente detalhada, para que consiga, com relutância, tomar uma decisão. Ele não parece capaz de assumir riscos financeiros. Sempre que a perda potencial for maior que o ganho potencial, ele irá se decidir pela opção financeira mais segura.

O indivíduo de aura dourada também não parece criativo em relação à forma de ganhar dinheiro. Fica restrito às maneiras convencionais, trabalhando por um salário, esforçando-se para fazer uma poupança, um plano de aposentadoria e investimentos imobiliários. Esses investimentos incluem a casa própria e talvez uma ou duas propriedades que lhe dêem uma renda que lhe permita fazer outras aplicações. Investimentos de risco são, para ele, inaceitáveis.

ESCOLHA PROFISSIONAL: EXERCITANDO O MENTAL CONCRETO

Por causa de sua capacidade de prestar atenção aos detalhes, o indivíduo de aura dourada se destaca em carreiras e empregos onde sua meticulosa atenção leva ao sucesso. Essas atividades incluem contabilidade (pela habilidade matemática), direito (são excelentes juizes), informática, engenharia (em todas as suas vertentes), funcionalismo público (que satisfaz a necessidade de segurança salarial), conserto de aparelhos, e alguns campos da medicina, como a radiologia. Pela capacidade de disciplina, dão excelentes militares.

Como opera bem em equipe, sai-se bem em cargos intermediários de administração, onde a supervisão, a resolução de problemas e a produção são os objetivos. Como instrutor, é minucioso, metódico e gosta de seguir as normas. Passa as informações de forma conceitual, geralmente de acordo com os objetivos e a sequência das diretrizes estabelecidas.

ESPIRITUALIDADE:
DEUS ENQUANTO PRINCÍPIO ORDENADOR

A espiritualidade, para o indivíduo de aura dourada, é o estudo da ordem superior do universo e de leis e princípios que o governam. Ele quer entender a organização mental, as leis ou as probabilidades que geraram a ordem no interior do caos espiritual. O conceito de "Deus" escapa à pessoa com essa cor de aura. É capaz de defini-lo, ler a respeito, pensar sobre isso, mas tem dificuldade de compreendê-lo. Quer pensar o caminho da espiritualidade em termos lógicos. Concebe o milagre da criação como um mistério a ser solucionado, uma equação a ser entendida.

Por essa razão, sente-se muito mais à vontade diante de uma religião que ofereça um código de leis, regras ou regulamentações. Tem esperanças de que a adesão à forma seja a chave que abra os recessos de seu coração. Essa esperança de obter acesso ao conceito de Deus por meio da forma faz com o que o indivíduo de aura dourada tenda à rigidez. Tem medo de perturbar a forma e, assim, destruir a chance de "conhecer a Deus".

É muito raro encontrar um indivíduo dourado que alcance as alturas do êxtase em sua busca espiritual. Considera o sentimentalismo religioso absolutamente vulgar. Não está disposto a reconhecer as camadas profundas da alma que alguns desnudam diante de Deus nestes momentos de alquimia espiritual. Em vez disso, pode ver a espiritualidade como sinônimo de dever, justiça e honra. Quando o indivíduo de aura dourada vive de acordo com esses valores religiosos, alcança a paz, a ordem e a confiança, que para ele são a marca registrada de uma vida bem vivida.

Aura azul-dourada - Ser humano enquanto ideal

Aura Dourado-Azulada: Ser Humano enquanto Ideal
A força motora do indivíduo de aura dourado-azulada, a missão que dá sentido à sua vida, é o conceito de fraternidade. Demonstra seu compromisso com essa missão prestando serviços à sua família, aos vizinhos, à cidade, à nação ou ao mundo. Considera as necessidades dos outros antes das suas próprias, ensinando o humanitarismo como exemplo.

A lição que ele precisa aprender é identificar e servir as necessidades de seu próprio ego também, além de satisfazer seus próprios anseios e desejos de forma a tornar a vida algo que valha a pena. Precisa entender que é aceitável dar algo a si mesmo enquanto serve aos outros.

ABORDAGEM DA REALIDADE FÍSICA: TENACIDADE E PERSEVERANÇA

Tenaz, dedicado, determinado - estas são as qualidades que descrevem com mais precisão a atitude desse indivíduo para com seu lado físico. Dado qualquer projeto que envolva ação, ele irá abordá-lo com perseverança e determinação incansável. Quando defronta com um beco sem saída, é determinado em seu esforço de resolver a questão.

Quando trabalha em projetos, reúne todo o material e os dados, depois organiza as partes do projeto e serem elaboradas. Se uma secção estiver defasada ou precisando de mais pesquisa, sente-se mais à vontade elaborando-a primeiro. Quando todas as partes estão prontas, vai para o início e costura o projeto todo do começo até o fim. Reluta em fazer pausas com medo de perder o ritmo e não completar o projeto dentro do prazo estabelecido por ele mesmo.

O indivíduo de aura dourado-azulada, como todos os outros de auras de cores da família mental, tende a abordar os aspectos físicos da vida através da razão e dos processos mentais. Precisa pensar na materialidade de alguma coisa, primeiro. Depois de conseguir interagir com a parte concreta, cria um sistema organizador que compreende tanto o físico como o teórico, e assim faz com que o conceito global funcione.

Em nenhum aspecto esse processo é mais evidente do que na forma pela qual o indivíduo de aura dourado-azulada trata sua saúde e seu bem-estar físico. Procura entender a mecânica do corpo, o objetivo de cada dieta e de cada exercício antes de começar o regime.

ATITUDES MENTAIS: VISÃO ABRANGENTE DO "TODO"

Seu processo racional, assim como os de auras de todas as cores mentais do espectro, é lógico, sequencial e ordenado, mas, para ele, as fases intermediárias devem ser dirigidas para as emoções dos indivíduos envolvidos no processo decisório. Seu dom maior é a disposição de considerar os sentimentos dos outros, embora esses sentimentos não possam ser traduzidos em algo tangível.

Para esse indivíduo, a comunicação é crucial. Ao resolver um problema, a primeiro fase é sua definição. A segunda é a coleta de dados e a formulação de soluções provisórias. A terceira é a descoberta de como cada participante sente o processo. Só quando todos os indivíduos envolvidos tiverem a oportunidade de expressar seus sentimentos é que ele passa para a redefinição do problema baseado em todas as informações reunidas até esse momento. Seu processo mental pode parecer lento e complicado para quem deseja respostas e soluções instantâneas, mas, quando uma organização está pronta para passar à fase seguinte, todos estão envolvidos em seu plano de acção, pois este foi adotado por consenso.

O talento do indivíduo de aura dourado-azulada reside em sua capacidade de perceber as necessidades profundas e não verbalizadas dos outros. Consegue acompanhar o tom emocional de um grupo ao mesmo tempo que segue o fluxo de informações de seus membros. Ele é capaz de pôr em palavras o que os outros sentem, sem julgar. A compaixão provém da tonalidade azulada, e a perspicácia intelectual é uma manifestação do seu tom dourado.

Indivíduos possuidores desta cor de aura sabem e entendem que toda emoção humana é uma parte importante dos dados necessários à tomada de decisão para que os outros possam aceitá-la tanto no plano emocional como no mental. Sabem de maneira intuitiva que, sem um envolvimento emocional, sem fraternidade e sem aumento da auto-estima, nenhum projeto ou resultado é verdadeiramente satisfatório; é apenas uma demonstração de forma sem substância.

É meticuloso em seus processos mentais. Esse aspecto impregna tudo o que faz, e por isso verifica todos os seus passos à cata de erros e omissões. Para os outros, talvez pareça muito cansativo um procedimento que consome tempo demais, mas é preciso lembrar que essa pessoa registra ao mesmo tempo as informações do lado esquerdo do cérebro e as emoções do lado direito, e assim tem grande necessidade de ordem mental. Em casa e no trabalho, cria mecanismos que a permitam passar de um projeto a outro com facilidade, sem descuidar de cada detalhe. Sem esses sistemas, ela acaba se atolando em detalhes enfadonhos que consomem todo o seu tempo.

CONSTITUIÇÃO EMOCIONAL: DOAÇÃO E FRATERNIDADE

O indivíduo de aura dourado-azulada se sente mais feliz quando trabalha com um grupo de pessoas. Como considera o impacto de cada decisão sobre os indivíduos envolvidos, falta-lhe o impulso dinâmico necessário para ser um empreendedor agressivo e independente. Sabe ouvir com o coração, assim como com a inteligência; por isso sua estratégia para resolver problemas é justa tanto para o empresário como para o cliente, para o supervisor e para o empregado, para a esposa e o marido. Ele não se interessa apenas em saber para onde vai, mas também como chegará lá. Em questão de negócios, é paciente, preocupado em entender os pontos de vista e os processos mentais dos outros. Raramente tira conclusões precipitadas ou recorre a estereótipos.

É compassivo e amoroso, assim como extremamente generoso. Consegue ser receptivo e dar o maior apoio sem exigir obediência ou pagamento em troca. Tímido e discreto, não gosta de atrair para si uma atenção indevida. Em sua vontade de servir os outros, tende a colocar as necessidades de qualquer um na frente das suas. Os problemas surgem quando seus gestos generosos são vistos pelos outros como uma obrigação. Esse comportamento o priva do reconhecimento de que seu ego precisa e sua generosidade merece.

Seu maior problema é que raramente pensa em gratificação ou valorização pessoal. Precisa dedicar tempo e reflexão ao que o deixa feliz, satisfeito, realizado, e depois comunicar essas necessidades aos outros. Ele é tão discreto que os outros supõem que não precisa ou não quer nada em troca de seus esforços. Não é bem o caso. E, a menos que haja um outro indivíduo com mesma cor de aura em sua vida, é provável que ninguém tenha tempo ou paciência para ouvir o que ele tem a dizer com a mesma atenção que dedica aos outros.

O indivíduo de aura dourado-azulada dá com alegria simplesmente porque tem o que dar. Dá porque tem um profundo amor, compaixão e compreensão da natureza humana. A continuidade de seus relacionamentos lhe proporciona senso de identidade, uma forma de se situar no tempo e no espaço. Ele descobre quem é através das pessoas de sua vida. O indivíduo de aura desta cor do espectro conhece o significado do velho provérbio, "Diga-me com quem andas e te direi quem és". Seu conceito de comunidade pode ser tão restrito quanto seu círculo familiar, e tão grande quanto o mundo todo.

Qualquer que seja seu quadro geral de referência, a unidade social mais importante para ele é a família. Em geral se casa para a vida toda. O amor, os cuidados e o carinho da família lhe dão paz e satisfação. É pai ou mãe que se envolve, participando com frequência das atividades dos filhos, dedicando-lhes o melhor de seu tempo, interessando-se verdadeiramente pelo que pensam e fazem. Os homens com esta cor de aura tendem a se envolver com mais afinco nas atividades dos filhos transformando-se em escoteiros-chefes, instrutores ou líderes de grupo.

Têm firmeza e lógica em sua disciplina, sempre dispostos a ouvir a história da criança sem abrir mão do papel de adulto.

Reuniões familiares, passeios e férias são atividades importantes para os pais de aura cor dourado-azulada. Entendem que certas formas de expressão precisam da reclusão de uma família em férias, longe do alvoroço da vida cotidiana. Como grande parte de sua renovação emocional se dá no seio da família, uma vida familiar amorosa, que lhe dê apoio e seja afetivamente segura é uma necessidade básica.

Como é um dos melhores ouvintes do espectro, ele tem a capacidade de identificar o cerne na questão, separando-o da "história" ou de dados supérfluos. Ouve com o coração e a inteligência, percebendo as verdadeiras esperanças, temores e desejos profundos de seu interlocutor. Seu dom é ouvir com atenção, ajudando os outros a organizarem suas opções e selecionarem um plano de ação. Entretanto, tem necessidade de se beneficiar desse tipo de comunicação tanto quanto os outros. Nada é tão precioso para ele quanto ser ouvido com a mesma compreensão e compaixão por aqueles a quem ama. Infelizmente, justamente por ser um ouvinte tão bom, ele é raras vezes ouvido com tal atenção. Além disso, sua natureza despretensiosa não o permite exigir o que mais precisa - compreensão e compaixão.

ESTILO SOCIAL: SENSO DE COMUNIDADE

O interesse e a inteligência do indivíduo dessa cor de aura estão voltados para a comunidade, e ele sempre vê as questões de acordo com o impacto sobre as pessoas envolvidas, seja a família, os vizinhos, a cidade ou o mundo. Consegue também ver o que está por trás da verdadeira questão, o quadro ou o conceito mais abrangente. Envolve-se em muitos projetos diferentes cujos objetivos sejam melhorar a qualidade da vida humana.

Ama as pessoas e adora fazer parte de um grupo, desenvolvendo em geral profundas raízes emocionais. Tem muitos amigos, mas a intimidade se adquire lentamente durante um longo período de tempo. Interage num nível humano e terno, dando apoio e confiança aos outros. Está sempre disposto a dar uma mãozinha, participando das atividades em que acredita. Prefere o papel de participante-observador, pois assim pode envolver-se ativamente ao mesmo tempo que mantém uma distância vigilante e objetiva.
Nunca se impõe aos outros, e não expressa suas idéias, crenças ou atitudes onde não são desejadas ou solicitadas.

O indivíduo com esta cor de aura é social e sociável. As pessoas adoram estar perto dele porque ele dá mais calor às comemorações em reuniões sociais.

PODER PESSOAL E ESTILO DE LIDERANÇA: SENSO DE CONSIDERAÇÃO GRUPAL

A força do indivíduo de aura dourado-azulada é sua capacidade de reunir um grupo de pessoas com perspectivas diferentes e transformá-las numa equipe bem articulada. Humano como é, reconhece o valor do provérbio que diz ser mais fácil pegar moscas com mel do que com vinagre. Conquista o apoio e a cooperação levando em conta as necessidades emocionais de todos os que estiverem envolvidos no projeto - membros da equipe, empreiteiros, fornecedores, fregueses e empregador. Outra força sua é a disposição para trabalhar nos bastidores, fazendo contratos e acordos coerentes com as necessidades expressas de todos os envolvidos.

Muitas vezes ele assume tarefas de liderança que os outros recusam por serem controversas demais ou por não serem atraentes o bastante, como a acção assertiva no local de trabalho ou o planejamento do piquenique da companhia. Vai em frente com sua obrigação na maior tranquilidade. Interessa-se profundamente pela questão dos direitos humanos. Resolve brigas de irmãos com a mesma equanimidade com que participa da política corporativa. Como líder, dedica tempo, talento e energia para provocar mudanças positivas, humanitárias, em sua esfera de influência.

No mundo dos negócios e do comércio, combina seu interesse pelo bem-estar social com inovações econômicas como a iniciativa privada interna, um sistema onde os empregados vendem suas idéias e invenções para a companhia matriz em troca da oportunidade de administrar a divisão responsável pela fabricação ou pelo desenvolvimento daquela idéia ou produto. Companhias de propriedades dos empregados também são apreciadas pelos indivíduos de aura dourado-azulada.

Em qualquer campo ou ocupação onde se encontre, seu principal papel é o de ajudar grupos de pessoas a interagirem com carinho e compaixão. Ele adora ensinar, e demonstra uma paciência infinita auxiliando cada pessoa do grupo a aprender cada conceito. A pessoa com aura dourado-azulada sai-se bem onde quer que a comunicação clara seja essencial ao processo.. Por causa disso, se torna um excelente gerente de divisão ou chefe de equipe.

OPÇÕES FINANCEIRAS: INTERESSE PELO ESSENCIAL

O indivíduo de aura dourado-azulada tem uma espécie de fé em relação ao dinheiro e à forma de satisfazer suas necessidades financeiras. Sabe que, de algum jeito, elas serão supridas e, por isso, vai trabalhar confiante. Isso não significa que não percebe o valor e o poder do dinheiro. Na verdade, poupa seus recursos e é prudente sem ser exageradamente cauteloso, judicioso sem ser parcimonioso. É sensato, hábil e generoso. Doa-se a indivíduos e organizações que mantém a dignidade humana e promovem a auto-estima e o sentimento de valor pessoal.

Sabe prover sua família, consciente que é da necessidade de segurança das pessoas queridas. Escolhe investimentos seguros. Avalia a soma que precisa ganhar pelas necessidades de sua família e da comunidade. Tende a investir no próprio lar e no próprio negócio. Não é um consumidor emérito, mas tende a comprar produtos bem feitos e duráveis, em lugar daqueles que refletem modas passageiras. Prefere comprar uma casa sólida e despretensiosa, porém confortável, e um carro bem projetado, para que possa orgulhar-se deles durante anos.

Para o indivíduo de aura dourado-azulada, as crianças são o recurso essencial de qualquer comunidade, e tem convicção de que, quando recebem uma boa educação, elas têm mais oportunidades de se tornarem membros produtivos da sociedade. Costuma sustentar várias atividades comunitárias que enriquecem a vida humana: teatro, ópera, orquestras sinfônicas, ligas esportivas mirins. Muitas vezes assume cargos de liderança em conselhos de educação ou recreação.

ESCOLHA PROFISSIONAL: DOAÇÃO CONSTRUTIVA

Por causa de sua capacidade de ouvir, o indivíduo de aura dourado-azulada pode ser um excelente árbitro, juiz, conselheiro, diretor de recursos humanos, treinador, terapeuta ou professor. A escolha de sua ocupação em geral espelha seu amor pelas pessoas e sua disposição em ajudar. Uma de suas formas de prestar serviços é introduzindo uma racionalidade calma em situações emocionalmente carregadas, ajudando as pessoas a se comunicarem melhor entre si.

Quando tem dificuldade de trato com alguma pessoa, pode-se ter certeza de uma coisa: essa pessoa deve ser realmente difícil de se lidar. O indivíduo de aura dourado-azulada consegue se relacionar bem com quase todo mundo. É solícito sem ser bajulador.

É sério e reflexivo. Nunca é egocêntrico ao prestar serviços, e por isso em geral não escolhe carreiras proeminentes, como atleta profissional ou artista de casa nocturna, mas, em atenção a sua consciência social, pode aceitar um cargo público, com o propósito de dar voz a seus ideais. Por causa de seu amor à comunidade, muitas vezes trabalha para melhorá-la, criando um modelo para sua visão de mundo. A fim de tornar real seu sonho de um mundo melhor, torna-se um criador de ambientes que intensifiquem e ampliem a capacidade humana de interação positiva.

O indivíduo de aura dourado-azulada não se sai bem trabalhando sozinho ou em competição com outras pessoas. Carreiras de escritor, artista ou desenhista exigiriam que passasse horas demais sozinho, por mais que aprecie a arte. Trabalhar só com máquinas também faria com que se sentisse completamente isolado da interação humana. Qualquer emprego que coloque essa pessoa em deliberada oposição ou combate físico com outros, como a carreira militar, o boxe profissional ou o trabalho policial, vai contra o cerne natural de seus dons e talentos de pacificador.

Ele se dá bem em ocupações que combinam o uso de máquinas delicadas e complicadas com a capacidade de interação humana: odontologia, optometria, radiologia, medicina. Se por um lado o indivíduo de aura dourado-azulada adora o que um computador pode fazer, por outro lado considera a tecnologia da informática em si excessivamente enfadonha, linear e desprovida de emoção humana para se constituir em um modo satisfatório de ganhar a vida. A possibilidade da internet lhe é, entretanto, fascinante, uma vez que o põe em contato com as pessoas de todo o mundo e lhe permite sentir-se fazendo parte de uma "aldeia global".

ESPIRITUALIDADE: "AMAI-VOS UNS AOS OUTROS"

O indivíduo de aura dourado-azulada interessa-se mais por teologias e religiões que enfatizam o elemento humano: compaixão, amor e a bondade inerente ao ser humano. Suspeita de qualquer filosofia ou teologia que não tenha aplicação prática. Logo põe em prática tudo quanto aprende na igreja ou no grupo. Para ele, os ideais elevados são a pedra de toque da realidade. "Amai-vos uns aos outros" é seu plano de acção.

O indivíduo de aura desta cor do espectro serve a "Deus" servindo a humanidade. O bom samaritano deve ter sido um indivíduo de aura dourado-azulada; ele interrompe sua viagem para levar seu inimigo inerte para a pousada mais próxima, onde cuida de seus ferimentos e paga por sua estadia sem pensar no que obteria em troca. Sente-se compelido a pôr em prática os princípios que aprendeu, aliando sua profunda compaixão espiritual às atividades práticas da vida quotidiana. Vive para conhecer a "Deus", muitas vezes vivenciando esse conhecimento através dos olhos daqueles a quem ama e serve, fazendo valer o axioma que diz que "Deus" está no próximo.

O indivíduo com aura desta cor aconselha com compaixão, serve com dignidade. Ele gosta de se envolver com os serviços de bem-estar social oferecidos por igrejas ou grupos - missões de salvamento, programas de expansão comunitária, dia de cuidar das crianças e programas pré-escolares. Serve por causa de seu envolvimento intenso com questões de dignidade humana e do compromisso social, e não pelo reconhecimento, status ou benefícios que eventualmente possam ajudá-lo.

Com seu intenso envolvimento com a comunidade e os indivíduos que a constituem, o indivíduo de aura dourado-azulada é o gerador desse tempo de florescente espiritualidade. Sua busca espiritual consiste em mostrar como se cria a resolução dentro de si mesmo. Esse elevado senso de paz pessoal, dignidade, auto-estima e percepção do valor pessoal nos ajuda a desenvolver o sentimento da fraternidade humana.

Aura Amarela - Equilíbrio Bioquímico

Aura Amarela - Equilibrio Bioquimico

O amarelo é a cor de aura das pessoas mais afetadas pelo delicado equilíbrio bioquímico do corpo. Quando não toma cuidado, o indivíduo de aura amarela é suscetível a adquirir vícios físicos ou manias - violentos desejos corporais. Precisa aprender a reconhecer e agir de acordo com os sinais que o corpo lhe envia.

A quantidade de alegria que está experimentando na vida é a melhor forma que tem para medir seu próprio sucesso. Quando sente alegria é que ele chega ao conhecimento de "Deus". Sentir alegria é estar em harmonia com seu "eu interior" e expressá-lo adequadamente no trabalho e no lazer. De todas as cores, cabe ao indivíduo de aura amarela organizar sua vida de tal modo que tudo quanto faz lhe traga satisfação pessoal. É através deste exemplo que ele ensina.

ABORDAGEM DA REALIDADE FÍSICA

O indivíduo de aura amarela percebe o sentido das coisas através das sensações bioquímicas que sente no próprio corpo. O amarelo é uma das cores cinestésicas do espectro; isso significa que um indivíduo de aura desta cor tem uma reação física antes de ter uma resposta emocional ou intelectual. Quando ele entra numa sala cheia de gente, sabe de imediato se quer permanecer ou não. Seu corpo registra e avalia o tipo de energia da sala, indicando-lhe quando deve ficar. Tem mecanismos biológicos aguçados que respondem a situações, lugares, eventos e pessoas. Ao contrário do indivíduo de aura dourado-esverdeada, que sente através de ação muscular reflexa, ele sente as nuances da vida através de sua bioquímica. Isso o torna muito sensível à comunicação não-verbal, que registra, mas tem dificuldade de explicar a si mesmo e aos outros. Quando se sente embaraçado num encontro ou numa festa, manifesta um comportamento agitado ou irrequieto, como tamborilar na mesa com os dedos ou bater com os pés no chão. Não tem a intenção de ser rude; é seu corpo que lhe pede para manter-se em movimento. Seu desafio é reconhecer este comportamento e descobrir formas apropriadas de agir de acordo com ele.

Por causa da superestimulação do sistema bioquímico durante todo o dia e da ausência de estímulos durante o sono, o indivíduo de aura amarela frequentemente acorda com alguma dorzinha leve, dor de cabeça, ou um ligeiro desconforto. Não tem certeza de sua localização exata porque não sabe traduzi-la em informação que o ajude a dar um sentido às coisas e à vida em geral. Muitas vezes procura camuflar a dor substituindo-a por uma sensação agradável que possa aceitar e com a qual possa relacionar-se. A maneira mais fácil de mascarar a dor, principalmente de manhã, é tomando algo de valor analgésico: café, açúcar refinado, chocolate, remédios, ou, em casos mais exagerados, álcool ou fumo. Em casos realmente extremos, estas pessoas começam o dia tomando quatro ou cinco xícaras de café, uma garrafa de coca-cola, ou doces... ou um pouco de cada uma dessas coisas.

O dia pode trazer uma série de crises de dor pelas quais reage de forma positiva ou negativa. O indivíduo de aura amarela pode tornar-se fisicamente dependente de substâncias químicas por causa da sensação de bem-estar, ingerindo vários estimulantes o dia todo.

Pessoas de auras de outras cores são mais predispostas a vícios psicológicos. Porém, para elas, quando se resolve a questão emocional, o vício fica temporariamente "resolvido". Isso não se aplica ao indivíduo de aura amarela. Como ele processa o mundo através do seu corpo, nem sempre entende o grande número de estímulos físicos que experimenta.

Seu objetivo é descobrir formas práticas de lidar com a dor física ou o desconforto. O truque é enganar o corpo viciando-se em outras substâncias bioquímicas produzidas naturalmente pelo organismo e que são inofensivas. Ficou provado, por exemplo, que, durante certos tipos de exercícios físicos, o cérebro libera endorfina. Diversos peptídeos secretados no cérebro têm o efeito de aliviar a dor, como a morfina, e produzem uma enorme sensação de bem-estar. Para o indivíduo de aura amarela, é melhor viciar-se em suas próprias endorfinas do que em substâncias potencialmente perigosas.

Para ele, viver é equilibrar constantemente os pratos de uma balança. De um lado, estão as substâncias que constituem um vício perigoso:

Cafeína: café, refrigerantes, chocolate. | Alimentos industrializados: açúcar refinado, farinha branca. |  Drogas: remédio, fumo, excesso de maconha ou outras substâncias, álcool. | 

Do outro, estão as endorfinas naturais produzidas pelo corpo, que lhe dão a sensação de paz. Várias atividades podem ajudá-lo a produzir essas substâncias:
Sexo.|  Exercícios. | Oração e meditação.

O indivíduo de aura amarela precisa de uma vida sexual ativa por duas razões: porque a atividade sexual é uma forma de exercício físico e porque a liberação sexual traz consigo uma sensação de bem-estar difícil de se conseguir de outras formas. No momento do orgasmo, ele pode expandir-se, tocar o Self e conhecer a alegria que acompanha o êxtase. A atividade sexual libera uma onda bioquímica de bem-estar, de sensação de segurança e de aconchego no mundo. Essa sensação pode durar um dia inteiro. Quando isso acontece ele acorda de manhã com os olhos brilhando como estrelas. Quando se sente seguro e satisfeito, consegue se concentrar no desenvolvimento de habilidades a talentos que vão aumentar sua auto-estima e respeito próprio.

O exercício físico deve fazer parte do cotidiano desse indivíduo. Correr, caminhar, nadar, andar de bicicleta, jogar tênis, dançar e praticar outras atividades que trabalhem sistematicamente com os músculos longos é muito recomendada. Quarenta e cinco minutos de uma dessas atividades todo dia permitem que o fluxo de substâncias bioquímicas percorra todo o sistema. O indivíduo de aura amarela deve evitar atividades de grande impacto como a ginástica aeróbica, que golpeia a martela a estrutura óssea e pode provocar tensão nas juntas e nas vértebras. É muito suscetível a lesões nos joelhos, cotovelos, ombros e costas.

O Tai-Chi, as lutas marciais e o yoga são formas ativas de oração e meditação quem para ele, representam um terceiro tipo de vício positivo. Formas ativas de meditação são aquelas em que a mente se focaliza no corpo. Essa meditação ajuda a satisfazer sua necessidade por endorfinas naturais. Além disso, permite-lhe alterar o estado de consciência de forma natural, em vez de fazê-lo artificialmente. Quando a mente se focaliza em algo, o corpo fica tranquilo, permitindo que a inspiração, as novas idéias e as soluções fluam para dentro. O indivíduo de aura amarela harmoniza não só o corpo, mas também a alma.

ATITUDES MENTAIS

O indivíduo de aura amarela é brilhante e criativo. Como o corpo não o deixa ficar quieto muito tempo para compilar dados, não é um intelectual. Suas habilidades mentais situam-se no reino da aplicação prática; brilha mais quando está aplicando o que aprende de forma prática.

Adora aprender quando esse aprendizado é ligado a processos cinestésicos; sente-se bem e feliz consigo mesmo. Como sua aura é de uma cor cinestésica, aprende fazendo; pôr a mão na massa lhe faz bem. Por exemplo: como não consegue ficar parado por longos períodos de tempo, ele não retém as informações depois de um certo ponto. Muito ao contrário: ouve as instruções de um corpo que indica sobrecarga de dados. Pessoas da aura amarela aprendem bem ouvindo as gravações num minigravador enquanto correm. Envolver o corpo em qualquer processo de aprendizagem fazem-nas reter os conhecimentos. Seus professores, supervisores e treinadores precisam usar métodos do tipo mão-na-massa e proporcionar muitos intervalos para que ela possa esticar as pernas, e também para que consiga assimilar as informações.

CONSTITUIÇÃO EMOCIONAL

O indivíduo de aura amarela é como um cãozinho de estimação - adorável, louco para agradar, afetuoso, divertido, alegre e confiável. Sua franqueza natural torna-lhe difícil esconder qualquer coisa. É ingênuo; seus sentimentos são feridos com facilidade, e nunca são escondidos.

Detesta ver alguém com raiva, ferido ou sofrendo. Lida com seu desconforto nessas situações distraindo a si e aos outros, envolvendo-se com uma atividade qualquer em vez de tentar resolver o problema em questão. Muitas vezes conta piadas ou gracinhas na hora errada por causa de sua necessidade de evitar o confronto. Quando sentimentos e necessidades de conflitam, ignora a situação e finge que não existe.

Ele mais parece criança - e não infantil - do que o de aura de outras cores. É mais aberto, cheio de reverência e espanto diante do mundo em sua volta; manifesta uma inocência e uma confiança revigorantes. É ansioso por explorar e vivenciar o mundo, como uma criança que vai à Disneyworld pela primeira vez - correndo para lá e para cá com a maior exuberância. O cinismo não faz parte de sua personalidade, e por isso muitas vezes parece confiante demais para seu próprio bem. Não é uma pretensão; é a forma de ser natural dele. Quando entra em contato com a criança que habita dentro de si, expressa amor à vida. Ao interagir com pessoas que o amam e reconhecem seus talentos, fica em paz consigo mesmo e chega ao conhecimento de "Deus" através da alegria que sente e demonstra.

ESTILO SOCIAL

Amável, ativo, aberto, divertido, o indivíduo de aura amarela sabe desfrutar bons momentos. Adora gente e o ar livre. Atividades como piqueniques, jogos desportivos ou passar alguns dias na praia são ideais para ele.

O indivíduo possuidor de aura desta cor do espectro é um festeiro nato. Todo clube ou organização precisa de uma pessoa assim para promover a hospitalidade e para que se dê início as atividades sociais, pois parece que é sempre alguém de aura amarela que organiza o piquenique da empresa e o jogo de futebol do bairro. Como é louco por confraternização, supõe que todo o mundo também o seja. Depois de escolhidas as equipes e quando o embaraço inicial foi vencido, os outros entram no espírito do jogo graças à enérgica insistência do indivíduo de aura amarela. Ele joga de brincadeira, mostrando grande paciência com os outros. Entende realmente que é o espírito de equipe que importa num time esportivo; ele joga para desfrutar a camaradagem, a experiência compartilhada.

Ele parece estar sempre em grande atividade, divertindo-se muito, rodeado de amigos e companheiros. Entretanto, também tem um lado calmo. É a parte que precisa de família, de lar, de segurança, da sensação de fazer parte de algo maior. Por causa de sua natureza aberta e confiante, é passado pra trás com bastante frequência. Um amante ou membro da família é seu baluarte contra o mundo - um porto seguro quando as coisas dão errado.

Como tem um impulso sexual muito forte, muitas vezes se casa cedo, mas um casamento prematuro pode ser perigoso para ele. Pode permanecer na percepção adolescente de que seu parceiro é a fonte de satisfação de todas as suas necessidades e, em consequência disso, pode não desenvolver a capacidade adulta para relacionar-se e assumir o papel de mãe ou de pai. Por outro lado, se encontrar alguém que consiga dar-lhe carinho e ajudá-lo a chegar a novos patamares em suas capacidades e talentos, pode verdadeiramente encontrar a felicidade e a plenitude numa relação conjugal.

PODER PESSOAL E ESTILO DE LIDERANÇA

O amarelo é uma das cores de liderança, sendo o dourado e o violeta as outras duas. O indivíduo de aura amarela lidera através da pura alegria de estar no meio de pessoas. Sua gargalhada contagiosa, grande senso de humor e atitude condescendente fazem com que seja amado, e não temido ou reverenciado. Não tem força para entrar numa guerra profissional interna, nem é implacável o bastante para chegar ao topo da escala empresarial. Em vez disso, inspira confiança tanto por sua disposição em ajudar, sua vontade de compartilhar de seu tempo e de seu talento, como por sua paciência e bom humor.

O indivíduo de aura amarela lidera fazendo. Adora mostrar sua habilidade ou talento. Como em geral é atraído por ocupações físicas, gosta de mostrar suas técnicas, instrumentos e métodos. Prefere mostrar - em vez de contar - aos outros como fazer uma determinada coisa, e é um bom líder em qualquer situação que exija técnica, praticidade, esforço físico e energia.

OPÇÕES FINANCEIRAS

O indivíduo de aura amarela tende a ser uma verdadeira criança em matéria de dinheiro. Confia que há de aparecer alguém para cuidar disso. Para ele, é fácil ganhar e gastar dinheiro. Enraizado em suas necessidades presentes, não se preocupa muito com as consequências futuras. Pode gastar rapidamente até o limite de seu cartão de crédito, esquecendo-se de que terá de pagá-lo depois.

Vê o dinheiro como um veículo que o liga a outras pessoas na sociedade. Dinheiro significa "bons momentos". Carros, roupas e dinheiro no bolso são essenciais para ele. São seu passaporte para onde ocorre a acção: o bar, a praia, a rampa de esqui, enfim, qualquer lugar onde as pessoas se reúnem e se divertem.

Por causa dessa atitude, é bom para ele quando outra pessoa cuida de seu dinheiro. Precisa de dedução automática na conta bancária dos pagamentos de empréstimos feitos, planos de poupança, aposentadoria e seguro de vida total. Esses serviços são perfeitos para o indivíduo de aura amarela, que não costuma se lembrar das datas de vencimento das contas. Na verdade, ele opera bem na base do dinheiro vivo - sem precisar de contabilidade! Seus cônjuges e sócios deveriam assumir as finanças, se fosse possível. Ele tende a gastar demais, fazendo grandes dívidas. Reluta em adiar o prazer do divertimento ou da satisfação de sua necessidade de expressão física - equipamento esportivo, fins de semana divertidos, roupas novas e atraentes. O indivíduo de aura amarela coopera se entender e enxergar a necessidade de ter um orçamento ou planejamento financeiro, mas precisa de lembretes frequentes. Porém, é bom lembrar que a sua restrição a um orçamento por um período muito longo, sem constatações regulares do progresso do rumo ao objetivo, faz com que se rebele por causa do ressentimento e da falta de reforço positivo, sabotando assim todo o trabalho realizado até aquele momento. Portanto, uma revisão semanal das estratégias ou decisões do programa financeiro é essencial para o indivíduo de aura amarela.

A capacidade de liderança é uma das principais características do indivíduo de aura desta cor do espectro. Esta capacidade se manifesta quando ele trabalha com um grupo de pessoas numa atmosfera de cooperação. Lidera ajudando as pessoas a aprenderem uma arte ou um trabalho especializado. Sai-se bem em qualquer ocupação que lhe permita ensinar através da demonstração, por instrumentos ou técnicas. Em decorrência, é um bom treinador, incorporador, professor ou instrutor.

É também excelente supervisor ou gerente, porque sua primeira atitude é estabelecer relações com os funcionários. Depois de conquistá-los, é capaz de utilizar a força de sua personalidade para atrair e induzir os outros a trabalharem rumo a um objetivo comum. Compreende verdadeiramente a natureza de uma equipe vencedora.

Adora o ar livre. Ocupações como guarda-florestal, operário de construção civil, agrimensor, delegado de polícia, paisagista e membro de uma equipe de manutenção de jardins são algumas de suas possibilidades. É ainda um excelente vendedor porque adora perambular ao ar livre, determinando seu próprio ritmo, conhecendo pessoas e trocando idéias. Quando vende um produto - e não uma idéia - o indivíduo de aura amarela gosta muito de demonstrar suas funções e habilidades.

Quando consegue ficar dentro de um escritório, ele se torna um excelente agente de viagens, porque envia seus clientes a todos os lugares que gostaria de conhecer. Mantém-se atento para atividades originais a preço módico - e mesmo quando seus clientes não gostam da actividade, , não se aborrecem, pois o agente a conseguiu para eles por um preço baratinho. O indivíduo de aura amarela é também um fantástico guia turístico e líder de excursão. Se os clientes conseguirem acompanhá-lo, ele lhes proporcionará os melhores momentos de suas vidas.

ESPIRITUALIDADE

Esse indivíduo entender a espiritualidade em termos de Deus, um Ser Superior que criou um mundo repleto de maravilhas. Para ele, a espiritualidade não é um conceito intelectual, nem uma experiência emocional; é uma sensação física, um jato de adrenalina. Pode descrevê-la com frases como: "Senti a mão de Deus em meu ombro" ou "Senti como se estivesse sendo levado por um Poder Superior". Descreve qualquer experiência espiritual em termos de sensação física, inclusive a teologia e o dogma. A seriedade excessiva não o atrai. É mais feliz em situações onde possa se expressar de maneira espontânea e natural; tem necessidade de remexer-se, de contorcer-se e pular de pura alegria física com suas experiências espirituais. Por causa de suas necessidades físicas, uma forma ativa de culto lhe é mais produtiva e satisfatória.

Ele vê sua espiritualidade com uma inocência e simplicidade infantis: é esperançoso e confiante. Vê Deus nas borboletas, no arco-íris. Mesmo quando adulto, saúda o nascer-do-sol com abandono emocional, excitado com as possibilidades de um novo dia. O indivíduo de aura amarela se maravilha com a perfeição física do universo. Quando vê o mundo refletido numa gota de orvalho suspensa num único filamento de uma teia de aranha, pergunta: "Como poderia não haver um Poder Superior?". Para ele, a espiritualidade é a alegria de estar vivo.

Aura Índigo - Enviado do amanhã

Aura Indigo - O Enviado do Amanhã
A realidade de nosso mundo é um campo energético dinâmico, em transformação e desenvolvimento contínuos. Como parte desse ecossistema, a humanidade está crescendo e se desenvolvendo. Quando as necessidades do todo se modificam, é necessário que hajam mudanças nas partes que constituem o todo. Com a aura também é assim.

Uma nova cor - o índigo - surgiu, conferindo aos indivíduos capacidades, talentos e características físicas bem diferentes das outras cores. Nesse momento (1989), a maioria das pessoas de aura índigo são crianças ou jovens.
Vejo as crianças de aura índigo como sendo investidas de talentos e novas faculdades que serão necessários à nossa evolução. Essas crianças têm características singulares, cujo propósito só podemos presumir.

O importante sobre o indivíduo de aura índigo é que ele tem uma capacidade de liderança diferente daquela que conhecemos até agora. Ele entende o que significa um ser humano plenamente realizado sem ter aprendido esse conceito de ninguém.

O mais difícil para ele é desenvolver a paciência e a tolerância. Como parece já ter conhecimento do verdadeiro significado da autenticidade, tem pouca paciência com os outros, que ainda lutam para compreendê-lo.

Não que lhe falte compaixão. Porém, sua forma de compaixão consiste em dar aos outros seres humanos tempo e espaço bastante para encontrarem suas próprias respostas, para chegarem a suas próprias conclusões.

ABORDAGEM DA REALIDADE FÍSICA:
SENSIBILIDADE SUPRANORMAL.

O indivíduo de aura índigo tem um sistema bioquímico com necessidades e considerações diferentes daquele de outras cores da aura. A aceitação da parte dos pais desse sistema mais sensível é compensada regiamente.

O indivíduo índigo parece registrar os dados físicos, emocionais e psicológicos numa frequência inusitadamente alta, da mesma forma que alguns aparelhos de som são concebidos para captar ondas sonoras de ordem superior. Por causa disso, o sistema do indivíduo índigo se sobrecarrega com facilidade, e pode ficar confuso com muita estática mental, barulho e agitação. Do mesmo jeito do indivíduo de aura cristal, ele tem um sistema nervoso muito sensível. Excitação em demasia ou estimulação prolongada fazem com que ele se retraia. Os adultos compreendem mal esse comportamento, considerando a criança difícil ou voluntariosa, quando ela está apenas tentando conseguir uma pausa emocional.

O indivíduo índigo é alerta desde o começo. A criança não costuma ter o mesmo ar difuso dos outros recém-nascidos. Mesmo adorando laticínios como queijos, iogurte ou sorvetes, o índigo tem intolerância física ao leite de vaca, que provoca congestões das vias respiratórias superiores, tosses, coriza, infecções de ouvido. A substituição por produtos com leite de cabra ajuda-a a se sentir melhor.

Por causa de seu sistema nervoso inusitadamente sensível, ela precisa de um ambiente mais plácido e tranquilo que outras crianças. Quando submetida a longos períodos de estimulação, seu sistema nervoso se sobrecarrega, tornando-a irritável ou indisposta. Parecem seres mimados demais, mas na verdade têm necessidades diferentes. Precisam de estímulo ao lado lógico do cérebro, de modo que o lado intuitivo (o cérebro direito), muito ativado, fique livre para vagar. Música para meditação é interessante, uma vez que a relação do aura índigo com a musicalidade é muito poderosa.

Tais criaturas são realmente muito bem dotadas mentalmente, em todos os níveis do mental (do lógico ao abstrato), porém de uma forma nova e diferente. Realmente querem entender, não para aumentar sua auto-estima, ou pelos privilégios que desfruta uma criança bem dotada, mas por causa de sua curiosidade natural.

Quanto ao temperamento, o indivíduo índigo costuma incorporar características masculinas e femininas ao mesmo tempo. Por isso, na vida adulta, não costuma ter preconceitos em relação à sexualidade - heterossexualidade, homossexualidade ou bissexualidade. Tudo costuma ser a mesma coisa para ele. Aproxima-se e afasta-se dessas várias formas de expressão sexual com muita facilidade. Sua união é mais de alma com alma do que de corpo com corpo. A expressão sexual é um meio de comunicação tão profundo que o sexo realizado com o propósito de liberação física é simplesmente incompreensível para ele. Como ele se renova tanto física quanto espiritualmente em cada uma dessas experiências, parece ter um impulso sexual menor; é na verdade uma pessoa muito individualizada para interagir sexualmente e sair ileso.

ATITUDES MENTAIS:
SUPERDOTAÇÃO CONSCIENTE

A aguda perspicácia intelectual é um dos aspectos mais gratificantes e mais exasperantes do indivíduo índigo. É brilhante e inquiridor, com uma inteligência que vai muito além dos conceitos mais tradicionais. Como as crianças de aura índigo parecem nascer sabendo tudo, não costumam pedir informações, mas procuram verificar os conhecimentos que já têm. Elas nada aprendem, apenas se recordam de tudo. Costumam testar os outros para saber se merecem confiança. Fazem perguntas difíceis que exigem respostas ponderadas e inteligentes. Uma resposta como "porque eu mandei", ou "as coisas sempre foram assim", ou mesmo "porque é assim, e pronto", só faz brotar outra pergunta sagaz por parte do indivíduo índigo. Bem cedo, em geral antes dos dois anos de idade, ela já tem uma notável compreensão de conceitos abstratos. Não está sendo precoce. Em verdade, a aura índigo representa o indivíduo do amanhã.

Como costuma ir diretamente à essência das coisas, não se engana com as aparências. Quando chega a hora de saber, nada a faz desistir.

Costumam ser criaturas bem dotadas que não se impressionam um milímetro com os próprios dotes, e qualquer sistema que não atenda às suas necessidades irá gerar problemas. Independentes sem serem arrogantes, sabem exatamente do que são e do que não são capazes. Não são arrogantes, simplesmente rejeitam a falsa modéstia. O sistema escolar tradicional, com sua forma encadeada de aprendizado, não funciona para esse ser.

Para o ser índigo, a aprendizagem não é errática ou fortuita. Temas, tópicos e idéias não podem existir isoladamente para o índigo. Ele vê o mundo e as idéias como fragmentos interligados de uma estrutura organizacional maior, a qual estão diretamente conectados, como micros numa grande central cósmica de informações. Aprender um tópico sem considerar suas implicações em outras áreas de conhecimento é algo incompreensível para elas. Precisam entender como as peças se encaixam. Mergulha em tudo muito profundamente. Ressente-se quando um modelo de aprendizado lhe é imposto, ou quando tem de se limitar seguindo à risca um padrão pré-fabricado.

Precisa de espaço próprio: sua própria mesa, seu próprio quarto, etc. Seu campo magnético altamente individual precisa da solidão como forma de recarrego.

Como se entusiasmam facilmente em suas jornadas mentais, são indivíduos que reagem bem a lembretes gentis de "o jantar sai em meia hora".
Marcadores de página mentais são importantes para essa criatura que tão facilmente se conecta a fontes de informação que para outras pessoas são coisas muito distantes.

Às vezes tem dificuldade de explicar suas idéias e imagens aos outros, mas fica martelando seu ouvinte com dados e exemplos até passar sua idéia e o ouvinte o compreender.

Suas necessidades intelectuais são ecléticas, com muitas formas variadas de aprender. Muda de interesse também com extrema facilidade, um dos maiores problemas do indivíduo índigo reside em sua tendência para se entediar. Alguns desses indivíduos chegam mesmo a abandonar a escola ou faculdade por puro tédio. Não que seja arrogante ou se considere mais brilhante que os outros, mas quer simplesmente a liberdade, com uma certa orientação, para dedicar-se a seus interesses e saciar sua imensa sede de saber.

As pessoas que exercem autoridade devem respeitar e argumentar com esse tipo de indivíduo. É impossível que ele seja coagido a fazer algo que não queira. Mas coopera brilhantemente quando não é tratado com superioridade. Pode se tornar gélido e obstinado quando é subestimado, ou fazer uma sala inteira explodir de alegria com sua capacidade de manipular as correntes emocionais.

CONSTITUIÇÃO EMOCIONAL:
AUTENTICIDADE E AUTOCONSCIÊNCIA

Em muitos níveis, o aura índigo nunca é criança, mesmo que seja absolutamente infantil nos primeiros anos de idade. Parece mais maduro que outros da mesma faixa etária, reagindo com empatia e compreensão aos pequenos dramas da vida. As crianças de aura índigo parecem bem mais auto-suficientes que as outras, precisando de menos interação com a família e outras crianças. Ficam bem quando dispõem de muito tempo sozinhas para se dedicar aos seus próprios interesses e atividades. Têm a imaginação activa e muitas vezes falam consigo mesmas, perdidas em outra realidade. São criaturas que se dão bem em ambientes que colocam alguns limites claros e seguros em seu comportamento, ser cercear suas necessidades de explorar e descobrir. Quando tratada com respeito, a pessoa de aura índigo é extremamente cooperativa.

Pouquíssimos passos do processo normal de aprendizagem e desenvolvimento aplicam-se ao indivíduo índigo, e por isso muitas pessoas se sentem perdidas ao tentar compreender o que realmente motiva os indivíduos com esta cor de aura. O mais curioso é que a pessoa índigo não é, de forma alguma, passível de corrupção emocional, absolutamente invulnerável ao sentimento de vergonha, culpa ou rejeição. Ela prefere aceitar as consequências de seus atos a ir contra aquilo que acredita.

Não adianta querer manipulá-la com a noção de culpa. É uma emoção que simplesmente parece não compreender. Punições pouco significam para ela. Têm menos significado ainda quando alguém procura justificar algo dizendo "essa é a forma como as coisas funcionam", ou "faça porque estou mandando".

O indivíduo índigo sabe exatamente o que deseja, sempre. Se alguém lhe apresentar opções, tem de estar preparado para ir até o fim. As opções oferecidas e não cumpridas afetam a credibilidade das pessoas que participam de sua vida. Da mesma forma, o índigo tem um verdadeiro e intenso desprezo pela falta de autocontrole das outras pessoas. De uma forma interessante, contudo, o índigo não guarda rancor nem recorre a comportamentos emocionais de vitimização. Apenas se lembra, com sua mente de computador, quem merece ou não merece confiança.

O indivíduo índigo dificilmente é efusivo ou abertamente afetuoso. Parece auto-suficiente. É prudente ao dar seu afeto. Quando relativamente contente, ou quando vence algo, não explode numa felicidade estonteante. É como se ele já tivesse visto tudo isso antes.

Em geral, só consegue se comunicar de forma absolutamente fluida com algumas poucas pessoas. Aprende bem cedo a ser cauteloso e selectivo na hora de compartilhar seus pensamentos, idéias, sensações, pois sabe que é pura perda de tempo tentar se comunicar com mentes inferiores. E não tem a menor vocação para convencer alguém de algo. Até poderia, com a pressão mental quase telepática que exerce sobre os outros. Só que não tem a mínima paciência pra isso.

O indivíduo índigo sente-se muitas vezes isolado e fora de sintonia com as outras pessoas. A sensação de isolamento é semelhante àquela sentida por uma minoria dentro de um grupo, ao menos por enquanto, nesse tempo que vivemos, onde a aura índigo ainda é uma nova mutação energética, psicológica e até mesmo bioquímica.

A sensação de solidão vivenciada pelo índigo o conduz para o uso de drogas, muito mais como uma alternativa de expansão da consciência (conexão com O Todo) do que como uma forma de afirmar um padrão de vida rebelde. É um tipo que não se encaixa em padrões, e se sente como a ovelha negra da família, da escola, da sociedade. O indivíduo índigo, e níveis profundos, sabe que estamos todos interligados como uma família, sem linhas divisórias nem áreas de separação ou propriedade. Vê isso de forma tão intensamente clara, que muitas vezes se sente isolado em sua compreensão. É uma alma extremamente gentil, por trás de um semblante de indiferença gelada, ao qual as pessoas geralmente se prendem, por terem perspectiva superficial.

ESTILO SOCIAL:
RECUSA AOS PADRÕES

O indivíduo de aura índigo sempre diz a verdade, por mais brutal que possa parecer aos outros. Não é regido pelas normas sociais de nosso tempo. Não se comporta de uma determinada maneira só porque os outros o amarão mais como recompensa. Para ele, culpa é algo que simplesmente não existe. Não tem como entendê-la, pois seu propósito de vida, em momento algum, envolve "ser bom"; é descobrir novas formas que permitam a todos nós nos expressarmos de modo a continuarmos funcionando como um mundo cheio de fantásticas diferenças singulares, que o tornam rico. "Bondade, delicadeza e aceitação" são valores absolutamente sem sentido para ele. Esses conceitos não o motivam uma polegada. Obedece a uma regra se, e apenas se concorda com a premissa moral que a sustenta, e se comporta de uma determinada maneira porque deseja um relacionamento onde seja possível compartilhar e negociar. Porém jamais obedece pelas vias da coerção, mesmo que haja tortura. É inclusive resistente à dor, moral, física ou psicológica, ao ponto de enlouquecer quem queira manipulá-lo. Sabe dizer não, e sabe mantê-lo; nenhuma ameaça, nenhuma promessa, rogo ou castigo pode fazê-lo mudar de idéia. É motivado por outras coisas. Quando criança, o indivíduo índigo tem uma inteligência social bem acima da média. Quando adulto, torna-se muito seletivo em seus relacionamentos. À medida em que vai ficando mais velho, vai ficando cada vez mais difícil explicar sua singularidade, e escolhe amigos e companheiros que o aceitam como ele é. Muitas vezes escolhe parcerias amorosas que são antes de tudo grandes amigos e companheiros, e, só depois, amantes. Prefere ainda pessoas de personalidade forte, firmemente enraizadas no mundo contemporâneo, e tem verdadeiro e real desprezo por pessoas frágeis, carentes e vítimas de uma visão maniqueísta das coisas. O indivíduo índigo precisa que sua família e amigos funcionem como amortecedores, para se sentir em segurança no mundo. Precisa de alguém em quem confiar. Numa relação íntima, não quer ter de controlar seu comportamento, e por isso escolhe pessoas que tenham simpatia por sua necessidade de comunicação de alma para alma, e que aceitem sua impossibilidade de se adaptar a conceitos sociais. Muita gentileza e envolvimento emocional são a recompensa para quem se relaciona com ele.

PODER PESSOAL E ESTILO DE LIDERANÇA:
EXERCÍCIO DA VONTADE INDIVIDUAL

O indivíduo índigo é o líder de uma nova era pelo fato de seguir sua própria direção interior. Não lidera pela força, pela vontade ou pela personalidade. Seu poder reside na indiferença pelas recompensas e pela recusa em ser manipulado. Ele lidera fazendo-nos repensar e reexaminar nossas crenças, valores e formas de fazer as coisas. Ao questionar as práticas tradicionais, passa a expor a tremenda falta de lógica de muitas coisas que fazemos. Não tem a capacidade administrativa ditatorial do indivíduo de aura violeta. Vê a realidade alternativa do de aura lilás e ainda por cima, adicionalmente falando, conhece as transformações que estão para acontecer na tecnologia, ciência e invenção. É a nossa esperança.
A pedra fundamental de sua personalidade, de seu poder pessoal e de seu estilo de liderança é a recusa em ser manipulado ou coagido, mesmo por si mesmo. Nenhuma consequência é tão grave, nenhum castigo é tão duro que o faça abandonar suas metas. Também não fica enraivecido, não é recalcitrante ou obstinado. Apenas considera todos os fatos e depois toma uma decisão.
O aspecto mais importante do indivíduo de aura índigo é sua adesão ao sistema de valores internos, uma adesão que parece ter nascido com ele.
Não se trata de algo adquirido ou aprendido; é, só isso. Ele representa o ser humano plenamente realizado e que pode incorporar em si todos os desafios e potenciais da vida. Nasce sabendo que a vida é cheia de alegria, e pode continuar sendo, não evitando a dor, mas aceitando-a; não sendo bom, porém enfrentando a cobiça, a ambição e a inveja, e integrando-as ao seu próprio ser.

OPÇÕES FINANCEIRAS:
SEGUINDO OS PRÓPRIOS CAMINHOS

O indivíduo índigo não entende quase nada de dinheiro, e o vê como parte do sistema de manipulação usado por algumas pessoas para controlar e dirigir as ações e comportamentos de outras. Trabalha porque gosta, porque traz benefícios e prazer para si e para os outros, e porque se sente útil trabalhando. Se achar um emprego tedioso, ou que exija mais esforço do que foi combinado, ele apenas o abandona.
O indivíduo índigo não é preguiçoso. Observá-lo trabalhando num projeto que o interessa e que absorve toda a sua atenção é defrontar com a verdadeira tenacidade. Sabe o que deseja e o que não deseja.
Isso o coloca na situação precária de tentar imaginar como é possível se sustentar fazendo o que gosta. Uma de suas saída é a vida comunitária. Viver de forma a dividir as despesas e as responsabilidades funciona bem para ele.

ESCOLHA PROFISSIONAL:
A VISÃO DO FUTURO

No mundo atual, o indivíduo índigo tem grande satisfação em trabalhar com as mãos, ou com qualquer coisa ligada à ciência, à arte. São inteligentes, de fala envolvente, trabalham duro e são dedicados.
Possuem habilidade para lidar com coisas eletrônicas.
No futuro, na medida em que surgirem novas situações e necessidades, o indivíduo de aura índigo será o mais requisitado, pois possui uma visão antecipada do futuro. Pode ser um excelente médico, psiquiatra, psicólogo, escritor, tecnólogo, biólogo, cientista, filósofo, e deve correr para bem longe de atividades como direito, ciências políticas e prendas domésticas.

ESPIRITUALIDADE:
ALÉM DOS CONCEITOS HUMANOS

A espiritualidade expressa pelo indivíduo de aura índigo é um exemplo do que deve ser a vida sem a culpa e o medo usados por tantas religiões para intimidar e manipular seus seguidores. Ele sente a natureza da própria divindade, aquela parte de si que é um reflexo da perfeição divina. Para ele, a espiritualidade está relacionada à autenticidade das coisas como elas são, sem adjetivos limitadores, que dividem a realidade em coisas "boas" ou "más".

O indivíduo índigo parece nascer sabendo tudo, graças à mutação energética e bioquímica que lhe permite entrar em conexão empática com O Todo. Não vê a vida sob a óptica de conceitos como "evolução" ou "perfeição", pois consegue captar a sutil verdade de que, para admitir a existência de evolução, precisaria admitir primeiramente a existência de coisas "melhores" e "piores", e ninguém melhor que o índigo para saber que isso não existe, exceto nas mentes das pessoas escravizadas pelo maniqueísmo.

Ele tem uma relação única com o Poder Superior. A maioria da humanidade considera tal poder como algo "acima" e "distante", e assim o busca. O indivíduo índigo parece ter a sensação íntima do poder superior. Para ele, o Poder Superior é uma realidade cotidiana, não um conceito teológico. Deus é. Ele vê a busca humana pela espiritualidade como uma fachada primitiva, tola, ingênua e empobrecida.

De uma forma curiosa, entretanto, é justamente o indivíduo índigo o que mais sente facilidade para se adaptar a práticas espirituais tradicionais. Tem dom para a meditação, e aprecia objetos cerimoniais, velas, incenso, mandalas, fogueiras, pedras, símbolos. Todavia, tais ritos e objetos são utilizados, em verdade, pelo índigo, para ele brincar, o que não elimina o respeito que sente pelo primitivismo humano. Entedia-se, mas é sutil.

É uma pessoa eclética no plano espiritual, capaz de fazer um mix de tradições, rituais e símbolos ao mesmo tempo, obtendo paz e conforto desses objetos exteriores. Mas não é realmente ligado a nada disso, ou a qualquer sistema de crenças. O índigo compreende, desde a mais tenra idade, que há uma configuração no Universo que tem muito pouco a ver com as normas e regras que as pessoas fizeram. São os enviados da nova espiritualidade holística, e não aprenderam isso com ninguém. Tudo, o templo e os objetos de poder, estão dentro dele, e por mais que muitas pessoas conheçam ou preguem isso em teoria, com o índigo é diferente. Ele simplesmente sabe.

O índigo é compreendido como uma mutação paranormal no esteio da humanidade atual. É este o ser que tem a visão da tecnologia e do futuro. Para ele, nossa civilização parece tão bárbara e supersticiosa quanto a corte do Rei Artur pode parecer a um americano comum. 

Aura Lilás - Os mundos da magia

Aura Lilás - Os mundos da Magia
Amante do sonho, do devaneio, da fantasia - essa é a melhor descrição do indivíduo de aura lilás. Ele vê primeiro os elementos mutantes da forma, da aparência e da configuração que constituem os desenhos. Em seguida, decompõe e reorganiza esses desenhos para criar novas estruturas e conceitos.

Para ver o que ele vê, é preciso conseguir descobrir formas de pássaros nas nuvens e gnomos nos jardins. Com uma capacidade exacerbada de perceber outras dimensões com seu olho interior, ele está sempre aberto para explorar realidade alternativas - realidades que existem na ficção científica e nos sonhos.

O desafio, para ele, consiste em permanecer em nossa realidade, física e emocionalmente. Viver no mundo da fantasia é muito mais fácil do que conviver com as exigências materiais. Ele sente necessidade de desenvolver novas formas de usar as imagens, idéias e temas que vivencia nos sonhos e fantasias para poder criar uma rica trama de novas lendas, fábulas e arte para os outros.

ABORDAGEM DA REALIDADE FÍSICA: ADAPTANDO-SE À TERRA

O indivíduo de aura lilás tende a ser menos físico que os demais. Carrega consigo muitas vezes um ar de fragilidade, e não lida muito bem com as exigências da realidade concreta. Em casos extremos, pode até parecer pálido e doentio. Como tende muitas vezes a ficar em ambientes fechados, longe do sol causticante e da chuva gelada, termina por ser prejudicado em termos de saúde. Aprecia a natureza, mas tem dificuldade em desfrutar, na prática, desta realidade. Em termos abstratos, consegue apreciar a beleza da terra, das plantas, dos insetos, do ciclo da vida. Porém, em termos reais, considera arar uma actividade suja, que as plantas são fontes de manchas, e que insetos podem ser repelentes. Vive mais uma descrição artística e mítica da natureza do que sua realidade.


O indivíduo de aura lilás parece devanear pela vida fora, fazendo planos, mas sem se dar ao incômodo de procurar saber o que seria necessário para realizá-los. Tem boas intenções sobre a nova decoração da sala de visitas, no entanto, o trabalho de ir até a loja, escolher a cor e trazer as tintas para casa é tão titânico, que ele pode até deixá-las num canto sem nunca se mexer para pintar as paredes. Na hora em que está disposto a pintar, já enjoou da cor e tem de começar todo o processo outra vez. É realmente mais fácil somente idealizar sobre a nova decoração da sala de visitas.

Costuma ter pouca percepção do relacionamento entre tempo e espaço.
Corre o risco de assumir compromissos que não cumpre. Na verdade não pretende ser desatento; só é meio difícil para o lilás - como uma espécie de defasagem - perceber a diferença entre a fantasia e o real.
Parece atado a um mundo de sonho permanente, e se souber se conectar a esta fonte de inspiração sem se afogar nela, será um transformador social através de suas obras. Para o indivíduo de aura lilás pode ser inclusive doloroso viver nesse mundo físico. A realidade pode ser sempre um "duche de água fria", com suas exigências e limitações. Quando os amigos e a família ficam insistentes demais, exigindo que se torne mais responsável e confiável, ele pode ficar furioso; precisa de um pouco de tempo e de solidão para ficar com suas fantasias e sonhos.

ATITUDES MENTAIS: INTUIÇÃO EXPERIMENTAL

O indivíduo de aura lilás tem uma capacidade intelectual intuitiva, em contraposição ao pensamento lógico, ordenado e sequencial comum aos indivíduos de aura das outras cores mentais do espectro. Faz conexões a esmo entre os suprimentos disponíveis no depósito de informações de seu cérebro. Essa disposição para brincar com idéias, formas de raciocínio e imagens mentais é a fonte de sua criatividade. Representa sua vontade de ser aceito além do que é aceito pela sociedade como um "limite normal" para a criatividade, abrindo novos horizontes para se estudar e explorar.

Esse indivíduo sempre parte da premissa "por que não?". Como vive num mundo de sonhos e fantasias, não tem suas perspectivas limitadas por considerações de tempo, espaço, materiais e orçamento. Para ele, tudo é possível. Esse processo mental é semelhante, mas não igual, ao indivíduo do indivíduo de aura violeta. A aura violeta sente que precisa dar vida a uma idéia, produto ou conceito que lhe seja prático. Já o ser de aura lilás meio que se perde em termos de tornar as coisas práticas. Para a aura lilás, a idéia já é, por si só, interessante. A parte mais difícil da vida do indivíduo de aura lilás é ter de agir de acordo com as idéias que proliferam em seu cérebro. Ele precisa trabalhar diligentemente para capturar o mistério das idéias, precisa se esforçar e suar a camisa para traduzi-las em realidade.

Ele tem o dom de perceber mentalmente a configuração global do pensamento criativo ao mesmo tempo que manipula e altera as várias partes para testar vários resultados. É capaz de deslocar o foco, movimentando-o à vontade, dos mínimos detalhes ao quadro geral. É uma habilidade complexa que muitas vezes passa despercebida numa sociedade que valoriza tanto o pensamento pragmático.

O indivíduo de aura lilás percebe a configuração no espaço. Isso significa que, depois de vê-la com o olho interior, não tem a menor necessidade de reproduzi-la. Na verdade, seu maior desafio é continuar trabalhando para que sua concepção mental corresponda ao que consegue reproduzir de maneira tangível.

O mais frequente é o uso das próprias habilidades através da palavra escrita. Quando concebe mentalmente a resolução de um problema, ele se traduz em um conjunto de palavras, de rica textura sensorial e musical. Este indivíduo tem a linguagem do poeta combinada à paixão e dedicação de um artista.

Sua capacidade é basicamente visual, mas as imagens que visualiza são experiências de fato multissensoriais. Assim sendo, mesmo quando ele é um artista visual talentoso, não consegue transmitir todas as dimensões sensoriais de suas idéias e raciocínios. Então volta sua atenção para sua habilidade na escrita, desenvolvendo um amplo vocabulário para poder descrever nos mínimos detalhes as nuances de emoção e sentimento, além de pessoas, lugares e experiências. Através da palavra escrita, faz com que o fantástico pareça real, dando-lhe profundidade, perspectiva e dimensão.

CONSTITUIÇÃO EMOCIONAL: ÉTER E FANTASIA

O indivíduo de aura lilás é o que menos tem os pés no chão, tanto física como emocionalmente. Parece entrar nesta realidade distanciado de qualquer coisa que possa dar estrutura ou significado à sua vida. Tem dificuldade em criar e manter um sistema de valores e crenças, e muitas vezes adota as diretrizes de outras personalidades mais fortes que a sua.

Passa pela vida como se realmente não pertencesse a este mundo, como se não fizesse parte desta vida. Acredita ser difícil considerar qualquer lugar como seu verdadeiro lar. Sente-se fora de sintonia e tende a se defender com um véu opaco. Pode inclusive ter problemas ao lidar com pessoas muito dominadoras, pois elas afetam o delicado equilíbrio de sua identidade energética.

Como é o sonhador do espectro, se compraz com todas as formas de estados auto-induzidos de consciência alterada. Devaneia constantemente, parando às vezes no meio de uma frase, arrebatado pela ação que vê em sua mente. As palavras proferidas por outras pessoas podem ligar um interruptor na cabeça do indivíduo de aura lilás, liberando um dilúvio de imagens internas. Nós, do lado de fora, não temos consciência de sua televisão interna, mas, para ele, o que está acontecendo em seu interior é tão rico que a realidade exterior parece supérflua.

Além dos devaneios, ele tem uma vívida imaginação que intensifica sua propensão à auto-sugestão (hipnose), à visualização criativa, sonhos comuns e pesadelos. Sendo tão sensível física e emocionalmente, torna-se também propenso à clariaudiência, à clarividência e à clarisciência (capacidade para "saber" de algo sem razões aparentes). Como não coloca restrições aos mecanismos internos de sua mente, está aberto a experiências como a psicografia e outros fenômenos extrasensoriais.

Em nível emocional é extremamente sensível e se envolve muito mais com a idéia arquetípica do romance do que com a pessoa propriamente dita. Mas, em verdade, não é uma pessoa muito acessível a níveis de afeto.. Ama, mas não expressa seu carinho da forma convencional que as pessoas esperam que se faça. As atividades mundanas, monótonas, da vida quotidiana, o entediam e levam-no a fugir para dentro de si mesmo, em busca de renovação mental e espiritual. Parte dele está sempre distante, inacessível para os outros que gostariam de ter uma interação íntima e calorosa. Deve tomar cuidado, pois tende a emaranhar-se muito nas complexidades psíquicas das pessoas com quem se envolve, e tal coisa limita a potência de sua sensibilidade criativa. Mas, em geral, tal coisa só ocorre com as pessoas a quem verdadeiramente ama, pois, normalmente, o indivíduo lilás é quase que totalmente ausente no que tange a "se incomodar" com as energias emocionais alheias.

Ele já nasce com uma imaginação fértil e com a capacidade de criar uma realidade nova e diferente; se nem sempre é prática, é sempre interessante, proporcionando estímulo para a inteligência de todos.

ESTILO SOCIAL: BUSCA PELOS MUNDOS INTERNOS

Socialmente, o indivíduo de aura lilás tende a ser solitário, temendo que os outros não entendam a sua maneira de viver. Ele vive mais no mundo de sua mente, e é raro expressar o que sente no íntimo com medo de ser ridicularizado, criticado ou isolado. Assim sendo, muitas vezes desenvolve comportamentos compensatórios destinados a fazer os outros pensarem que ele está se adaptando às normais sociais, quando, na verdade, só está interessado em criar uma aparência "aceitável e normal" que proteja sua autonomia. Por exemplo: muitas pessoas de aura lilás parecem estar prestando atenção quando, na verdade, sua mente está a milhões de quilômetros dali.

Não costuma se enredar em lutas de ego e poder, como o indivíduo de aura violeta. Não dá muito valor a muitas coisas que a maioria das pessoas considera "importantes e necessárias" à vida. Quer reconhecimento pelo mérito artístico de seu trabalho, mas não busca o estrelato ou a posição de centro das atenções. Tem disciplina ao trabalhar suas idéias, mas não age em função do reconhecimento social.
Cria porque não tem outra escolha: as idéias o usam como canal de expressão, e assim o aura lilás se sente "possuído" pelo impulso primal de criar.

O indivíduo de aura lilás tem laços frouxos com a própria família e alguns poucos amigos íntimos. Como o indivíduo de aura índigo, não tem muita necessidade do estímulo emocional vindo de fora, pois ambos vivem perfeitamente bem no "mundo de dentro". Envolve-se ativamente com sua vida mental: obras de arte, escritos, pesquisas, e todas as formas de expressão psicológica e artística. Tais obras são seus reais amigos, filhos, a própria natureza.

A expressão sexual é uma área onde ele pode agir de acordo com o mundo que vê em sua fantasia. Está entre os indivíduos mais criativos sexualmente, entre os mais dispostos a experimentar, embora costume impor limites à exploração sexual, limites esses que ele não ultrapassa e que têm por base sua necessidade de segurança física e psicológica, e não são necessariamente os mesmos de uma sociedade inibida.

Num relacionamento onde se sinta física e emocionalmente seguro, ele é criativo, inventivo e ousado, disposto a se entregar fisicamente a fim de que sua mente fique livre para vagar entre as vibrações astrais. É como se ele se esgueirasse para fora desta realidade quando está fazendo amor, sabendo que o outro e seu próprio corpo vão acabar por lembrá-lo de voltar.

PODER PESSOAL E ESTILO DE LIDERANÇA: REJEITANDO PAPÉIS DE PODER EGÓICO

O indivíduo de aura lilás não é um líder. Ele usa todos os recursos que possui para manter o rumo certo da própria vida; assumir a responsabilidade de mostrar aos outros o que devem fazer é demais para ele. Não dispõe de recursos físicos nem emocionais para se responsabilizar por ninguém, nem perante ninguém, mas essa mentalidade solitária é perfeita para o propósito de sua vida - que é visitar outras realidades, observando e relatando o que vê, ouve e vivencia. Papéis de liderança tradicional reduziriam sua capacidade de passar, mentalmente, para outros domínios da realidades.

A própria necessidade de ficar sozinho é a fonte de poder do indivíduo lilás. Ter a coragem de ser diferente, de buscar outras ambições que não envolvem poder temporal e humano. Como é geralmente criticado (sobretudo pela família) por não ser tão "ambicioso e agressivo", desenvolve a capacidade mnemônica de se camuflar.

OPÇÕES FINANCEIRAS: APRENDENDO A LIDAR COM DINHEIRO

O indivíduo de aura lilás se trata de uma criança quando a questão envolvida é dinheiro. Tem pouca ou nenhuma noção do dinheiro como conceito, ou medida de sucesso. Se tem o dinheiro necessário para as coisas que julga essenciais, fica muito feliz, mas não é voltado para a busca do poder nesse sentido; o que ele busca é o reconhecimento de sua obra, embora possa ter acessos de materialismo temporário, sobretudo para fugir da dependência da família. Mas a verdade é esta: após independer-se, o lilás típico volta-se para a realização de sua obra, mas não se liga muito no retorno material da mesma, e precisa ser recordado de como é importante "querer" dinheiro, pois a predisposição natural de indivíduos com esse tipo de aura é uma vida financeira meio complicada. Uma chave para a solução deste problema seria aliar-se a pessoas com maior habilidade neste setor em específico.

ESCOLHA PROFISSIONAL: SENSIBILIDADE A SERVIÇO DE UM TODO MAIOR

O indivíduo de aura lilás se sai melhor em situações em que consegue sustentar-se com o dispêndio mínimo de tempo e massa cinzenta. Dar aulas, de preferência a alunos de nível universitário, em que a exigência emocional é menor, é o que ele faz com prazer. Outros escolhem a pintura, muitos optam pela literatura ou algum outro trabalho criativo que possa proporcionar-lhes uma estrutura básica, um lugar onde vão regularmente, mas que lhes deixe tempo livre para pensar e devanear - tempo para explorar sua fonte de criação. Prazo de entrega e responsabilidade assumida com editores e alunos podem lhe dar o entusiasmo necessário para terminar seus trabalhos.

Se sai bem nas artes cênicas, sobretudo como roteirista teatral, pois este campo lhe proporciona uma forma de visitar outras realidades de maneira natural e autêntica. Quando escreve, transporta-se para aquela realidade; quando interpreta, incorpora o personagem; quando dança, torna-se a própria música. Tem talento também para trabalhar com figurinos, cenários, e produção de teatro.

O indivíduo de aura lilás pode se tornar um excelente terapeuta em centros de tratamento que estimulem criatividade e experimentação. Trabalha muito bem com arteterapia e com gente que teve alguma experiência paranormal, ou como focalizador no contexto de crescimento espiritual, mas funciona mais pela abordagem alternativa do que pela convencional, pois as situações clínicas tradicionais são rígidas e limitadas demais para seu estilo tranquilo e místico.

ESPIRITUALIDADE: OS REINOS DA MAGIA

O conceito de espiritualidade do indivíduo de aura lilás é uma mescla de fantasia mística, mágica, de histórias do Rei Arthur com as sociedades utópicas do futuro relatadas em obras de ficção científica. Ele não jura fidelidade a nenhum conjunto de crenças espirituais; investiga livremente qualquer noção ou conceito que prenda sua atenção.

Deus, para ele, é uma idéia que, na teoria, está disposta a investigar, porém qualquer coisa que restrinja ou limite os parâmetros de sua realidade - o rígido conceito de Deus na ética judaico-cristã, por exemplo - ele ignora ou despreza, mas em geral apenas ignora. Qualquer sistema de crenças baseado em normas, regras ou códigos de comportamento é um anátema para ele. Em contrapartida, os movimentos que defendem o conceito de liberdade individual o atraem muito. Ele quer a oportunidade de encontrar o Ser Superior à sua própria moda e na hora conveniente para ele.

Como é muito voltado para o lado feminino, "yin", da natureza, dá muito valor à beleza. Um lugar de culto artisticamente belo é uma excelente fonte de inspiração espiritual. Música, vitrais, sinos, incenso, vestimentas e velas, tudo isso se transforma em estimulantes visuais, auditivos e cinestésicos que lhe permite "partir", entrar livremente no estado onírico que prefere à realidade. Nesse estado, a realidade do culto e a urdidura de sua própria mente se sobrepõem, criando uma experiência religiosa ou espiritual rica em textura, cor, sons e imagens. As visões podem ser impressionantes, mas não são necessariamente "místicas" no sentido tradicional, pois ele não está disposto a dar a ninguém, nem mesmo a "Deus", qualquer poder sobre ele.

O indivíduo de aura lilás compreende melhor o mundo da magia e dos Merlins, onde relações estritas de causa-e-efeito passam por mudanças alquímicas, alterando tudo o mais no processo. Isso não implica necessariamente no envolvimento com magia e feitiçaria (às vezes até sim) - só que compreende de maneira intuitiva as forças primárias destas práticas. Mas lhe falta a disciplina suficiente para ser um grande místico ou um curandeiro. O conceito de "Deus" é nebuloso e indefinido para ele, embora tenha experiências fantásticas que poderiam ser consideradas como "estar perto de Deus". Como é um livre pensador, reluta muito em dizer que encontrou a "resposta definitiva", ou "o Deus de todos".

Na tentativa de encontrar sua família espiritual, ele tenta de tudo, e varia muito. Despende muito tempo procurando grupos ou ideologias que dêem apoio e estímulo a seu processo intuitivo natural. Infelizmente, todo sistema tem uma estrutura de crenças ou dogmas fundamentais aos quais ele não se dispõe e não consegue se adaptar - e este é o seu dom mais precioso e sua prisão mais restrita.

Aura Azul - Amor Interativo


Aura Azul - Amor Interativo
O Azul personifica as características do cuidado e do carinho. É a cor da aura do indivíduo que mais se preocupa em ajudar os outros. Se o indivíduo de aura dourado-azulada descobre o sentido da própria vida junto à comunidade, o de aura azul dá valor à prestação de serviços aos indivíduos.

Servir é uma forma de altruísmo, uma doação de si. É a arte de antecipar as necessidades de outros seres humanos e satisfazer essas necessidades, mas permitindo que os indivíduos mantenham sua dignidade.
Ao fazer uma gentileza para um vizinho ou um ato de caridade para um paciente, o indivíduo de aura azul se sente realizado, valorizado e digno; descobre formas de viver através da doação.

O maior desafio para ele é descobrir o que precisa para ser feliz, e então realizá-lo. Como está sempre a serviço dos outros, dedica muito pouco tempo e presta muito pouca atenção às atividades voltadas para seu próprio crescimento espiritual, material e emocional. Por isso, precisa aprender a dizer "não", e manter-se firme. Ele precisa imitar o sábio cozinheiro que separa uma porção da massa para poder fermentar o pão do dia seguinte. Dessa forma, ele pode manter seu poder pessoal. Precisa aprender a administrar seus recursos internos regulando-os e usando parte de seu tempo e energia para se renovar.

ABORDAGEM DA REALIDADE FÍSICA:
GOSTO PELO CONFORTO

O indivíduo de aura azul não considera a realidade física algo recomendável. Para ele, a realidade é suja, dura e feia. Mesmo uma cena idílica descortinada do alto de um morro, quando vista de perto fervilha de insetos nojentos. Ele tende a viver na realidade das emoções e dos sentimentos, mais reais para ele do que o meio ambiente externo.

Deixado por conta própria, o indivíduo de aura azul não se importa de forma especial com exercícios ou atividades físicas vigorosas e fatigantes. Isso o deixa acalorado e suado, uma experiência muito desagradável. Contudo aprecia muito os esportes com um componente de camaradagem, como vôlei, futebol e outros jogos de equipe, ou mesmo atividades com um componente de graça e beleza, como andar a cavalo, nadar, dançar. Gosta de caminhar, como uma forma de se aproximar da natureza ou de estar com amigos ao ar livre. Exercícios que incluem um alongamento delicado, com uma atmosfera menos febril que a aeróbica, são os que mais lhe atraem, como o Tai-Chi-Chuan ou o Yoga. Esportes de resistência, que exigem um condicionamento físico constante, não o atraem em nada, pois considera o tempo de atenção dispensado a si próprio como narcisista e excessivo.

Costuma, em geral, ser do tipo endomórfico - a imagem física da "Mãe Terra". Engorda com facilidade, sobretudo de forma localizada, principalmente depois de ter filhos, no caso da mulher. Numa época que tanta ênfase se dá às dietas, exercícios, figuras esbeltas e sem quadris, o indivíduo de aura azul está em desvantagem estética.
Normalmente bem cheia, particularmente depois da menopausa, as mulheres de aura azul precisam entender que sua beleza reside na capacidade de cuidar a apoiar os outros, e em sua personalidade agradável.

Para os homens de aura azul, a maior dificuldade está em corresponder àquilo que nossa sociedade compreende como "ser masculino"; o homem de aura azul é acima de tudo um ser feminino, o que não interfere, necessariamente, em sua sexualidade, mas o aproxima de valores não muito estimulados no universo "do homem". Isso pode criar alguma dificuldade até a pessoa aprender a respeitar seu próprio modelo sem se sentir inadequada.

ATITUDES MENTAIS:
VISÃO SUBJETIVA DO MUNDO

O maior dom do indivíduo de aura azul é sua intuição altamente desenvolvida. É muito sensível às vibrações emocionais dos outros, verdadeiramente uma pessoa empática. Mas, para ele, é muito difícil de traduzir em informações úteis o que sabe de maneira intuitiva. No processo de tomada de decisão, emoções, sentimentos e intuições em geral não recebem a mesma consideração que fatos e números, no mundo em que vivemos. Por isso ele em geral se sente menos capaz que as outras pessoas quando se trata de fazer uma contribuição "intelectual". A capacidade de coletar, selecionar, armazenar e recompor informações é uma capacidade adquirida, que ele precisa aprender, principalmente por meio do treino do próprio pensamento crítico.

Como todos os indivíduos de auras da família espiritual, o de aura azul pensa de maneira holística. Apreende todas as partes de uma discussão ou modelo decisório ao mesmo tempo, percebendo os resultados e suas consequências, determinando e avaliando causa e efeito, mantendo sempre em aberto as opções alternativas.

Se o indivíduo de aura verde pensa de maneira binária, separando e comparando opções na bifurcação de cada possível escolha na árvore binária, o de aura azul agarra-se à árvore toda, nunca deixando escapar qualquer das opções potenciais. Como o de aura azul tem todas as soluções alternativas ao mesmo tempo, não é de estranhar que tenha dificuldade em explicar o que sabe, ou mesmo tomar decisões. O de aura azul pode atolar-se em detalhes sem saber para onde está indo ou o que deve fazer. O talento mais importante que ele pode adquirir é aprender a focalizar, a eliminar todas as questões e os interesses que não têm uma pertinência imediata com o problema em pauta.

Na escola, o indivíduo de aura azul vai bem nas matérias que enfatizam muito a intuição ou os sentimentos: literatura, redação criativa, arte e teatro. As que exigem uma abordagem linear, como a matemática ou as ciências exatas, ensinam a memorizar, a organizar e a construir hierarquias. Estas são as matérias que o ajudam a lidar com os dados do mundo real. É frustrante para ele saber a resposta de um problema de matemática e não saber como chegou a ela.

Embora seja altamente emotivo e muitas vezes se prejudique com isso, o indivíduo de aura azul pode se sair bem nos negócios, em especial nos que têm um componente do servir e que lhe permite se relacionar intimamente com outras pessoas. Ele é capaz de tomar decisões, só que é mais lento e mais deliberado que as outras pessoas. Falta-lhe a capacidade de organização do indivíduo de aura dourada ou do de aura verde, ou mesmo o ego forte do de aura violeta, como também não compreende bem o distanciamento frio do de aura índigo.

O indivíduo de aura azul precisa inventar sistemas para lidar com situações de negócios, e que lhe concedam tempo suficiente para trabalhar em seu próprio ritmo. Ele precisa de três a sete dias para tomar uma decisão muito importante. Dado esse tempo, espaço e tranquilidade, ele chegará a decisões acertadas e bem elaboradas que ele assume com firmeza. Para se sentir bem no plano emocional, precisa que todas as propostas e as reclamações sejam postas no papel, pois isso lhe dá a oportunidade de separar os sentimentos da acção e de criar uma solução que possa sustentar.

O indivíduo de aura azul pesa bem todos os fatores que precisam ser considerados em qualquer tomada de decisão: compromissos anteriores, necessidades próprias e da família, os méritos do projeto e o resultado almejado. Quando se vê diante de empregadores e clientes que exigem decisões imediatas, ele procura validade dos motivos e exigências deles antes de tomar qualquer atitude. Costuma considerar os reveses dos negócios como uma questão pessoal. No mundo dos indivíduos de auras das cores mentais, tudo no princípio é uma idéia; no mundo do de aura azul, tudo é, no princípio, uma emoção. Reconhecer seus sentimentos e estar disposto a ir em frente apesar deles é o que lhe permite atuar com sucesso no mundo dos negócios.

O maior bem é seu envolvimento emocional. Isso faz parte de seus processos afetivos e mentais - ele vê o potencial inerente às boas idéias, e quer ajudar os outros a atingirem seus objetivos. Qualquer idéia, projeto ou indivíduo ao qual ele se liga é realmente afortunado.
Quando assume um compromisso, seja lá qual for, o indivíduo de aura azul é de absoluta confiança.

CONSTITUIÇÃO EMOCIONAL:
O DOMÍNIO DAS EMOÇÕES

O azul é a cor da energia feminina e reflete de maneira única um aspecto próprio dessa energia - a capacidade de entrar em contato com os sentimentos e expressá-los. O indivíduo de aura azul entende o mundo mais através de suas emoções do que de sensações físicas, como é o caso do se aura amarela e do de aura dourado-esverdeada. Amor, ódio, esperança, desespero - esses são os fatos da vida cotidiana do indivíduo de aura azul. As emoções são a base de suas decisões e atitudes.

Esta capacidade de agir partindo de um centro emocional é a maior qualidade que ele possui, mas também pode ser seu maior defeito. Ele quer amar e cuidar dos outros, e quer ser visto como uma pessoa amorosa, solícita, bondosa e útil. O defeito aparece quando a confusão emocional turva os fatos de uma situação, impedindo-o de tomar a melhor decisão.. É incapaz de discernir com justiça e objetividade quando está envolvido pelo próprio emocional intenso.

Por ser tão sensível e perceber indícios não-verbais dos humores dos outros, o indivíduo de aura azul não é reconhecido pelo que sabe. Cônjuges e empregadores que usam uma abordagem mais racional, costumam questionar sobre os dados que ele dispõe para sustentar sua opinião. Como os dados em geral são os sentimentos, costumam ser desprezados como irrelevantes, pouco específicos e pouco científicos. Em nossa sociedade, o conhecimento intuitivo do indivíduo de aura azul às vezes é desconcertante e pode parecer sem importância para os que têm uma perspectiva mais intelectual. Entretanto, em áreas da vida nas quais o dom específico é necessário e os cuidados essenciais para a manutenção do bem-estar da família e da comunidade, ele é considerado necessário e valioso.

O indivíduo de aura azul adora gente. Servir aos outros é o trabalho de sua vida. Seu bem-estar se constitui em satisfazer as necessidades daqueles a quem ama, e tudo isso tem um objetivo: ser amado em troca.
Falamos aqui de um amor condicional. Tais cuidados que o aura azul dispensa aos outros podem ir desde atitudes práticas até conselhos. Um dos perigos para ele é que seus amigos e familiares passem a achar que ele não fez mais do que sua obrigação, e que se pode contar com ele a qualquer hora. E, na verdade, podem mesmo! Com sua vontade de ajudar os outros, ele se deixa usar, não conseguindo pedir nada em troca, pensando que os outros são tão sensíveis quanto ele. Isso faz com que ele tenha a sensação de que seus esforços não são reconhecidos, e por isso mesmo alguns indivíduos de aura azul se magoam com tanta facilidade e até mesmo entram no perigoso comportamento de vítima.

Para combater esta situação, ele precisa ser muito mais determinado. Deve aprender a colocar limites no seu servir, a comunicar suas expectativas com clareza e tomar atitudes quando seus pedidos de gratificação não forem concedidos, e ele souber que os merece. Em resumo, precisa adquirir a capacidade de fazer comunicados objetivos, racionais. Quanto mais faz o comportamento de vítima, mais sofre, o que o leva a uma grande sensação de futilidade. Esse ciclo depressivo faz com que ele recorra a uma série de reclamações, às vezes reais, às vezes imaginárias e exageradas, sendo a perda da auto-estima e do respeito próprio a mais séria de todas elas.

Algumas vezes, o indivíduo de aura azul precisa reconhecer que suas necessidades são tão importantes quanto as dos outros. Precisa aprender a cuidar de si mesmo e a dar atenção a si mesmo, ao invés de esperar tais cuidados e atenções da parte dos outros.

Tem grande necessidade de alimentar o lado emocional de sua personalidade. Manter um diário, escrever, ler, ouvir música, desfrutar momentos de solidão ou um tempo ao ar livre, estar com amigos e ser ouvido são actividades que ajudam. Sem a oportunidade de pôr em ordem a confusão de seus sentimentos, ele irá se colocar numa situação insustentável de emoções sem resolução.

O indivíduo de aura azul expressa suas emoções com a linguagem do riso e das lágrimas, e ambos vêm à tona com facilidade e rapidez, às vezes para seu grande embaraço.
Não é necessariamente afetado, mas sim motivado à liberação espontânea de uma emoção abafada que, se ficar embutida, pode causar problemas físicos, como dor de cabeça.

Para o indivíduo de aura azul a linguagem é um veículo pobre para expressar a textura e a rica profundidade daquilo que lhe vai no íntimo. O pôr-do-sol, a música sacra, a companhia da pessoa amada tocam-no lá no fundo. Quando se une com seu parceiro, fica tão tomado pela emoção da experiência que às vezes expressa sua alegria e felicidade com lágrimas.

O indivíduo de aura azul também chora quando fica com raiva. Ao contrário do que se diz, não usa as lágrimas como um dispositivo de manipulação para fazer as coisas ao seu modo. Em geral, sua primeira expressão é sempre emocional, sobretudo em situações difíceis - raiva, ira, frustração e desamparo. Só depois é que passa para uma discussão mais racional da situação e procura resoluções alternativas.

O indivíduo de aura azul percebe a existência de uma lógica por trás de seus sentimentos. Não consegue explicar isso; só consegue sentir as emoções. Para ele, ignorar ou depreciar este aspecto de seu ser é abdicar de sua fonte de poder. Quando está em contato com seus sentimentos, entra em acção electrizado. Para ele, as emoções são a chave da interação humana, sem a qual nada vale a pena.

ESTILO SOCIAL:
ENTREGA E PARTILHA

O indivíduo de aura azul adora gente, e é adorado também. Gosta de cuidar e de ajudar os outros, muitas vezes a expensas de sua própria afetividade. Como expressão de seu amor, é frequente colocar as necessidades dos outros à frente das suas. Quando apreciado e reconhecido por esta contribuição, fica em paz e à vontade no mundo.
Sente-se mais feliz quando está se relacionando com seu parceiro amoroso, com os filhos e com os amigos. Cuidar das pessoas que ama não é nenhum sacrifício, nem apresenta nenhuma dificuldade para ele. Contudo a ingratidão é algo que ele não tolera.

Passa longas horas planejando atividades, eventos e gestos que expressem seu amor. Refeições especiais e festas de aniversário de arromba são algumas das formas que ele encontra para comunicar a profundidade de seus sentimentos a quem ama. Os feriados são especialmente importantes para ele, em particular as festas de fim de ano. Sendo tradicional, adora redescobrir as decorações favoritas da família, preparar as refeições tradicionais e vivenciar a calorosa intimidade da família e do lar. Os feriados que não têm essas características são frios, vazios e deprimentes: um período do ano que tem de ser suportado.

Um indivíduo de aura azul adora dar e receber presentes. Escolhe-os e dá com o maior carinho e cuidado. Como parece Ter os pés bem firmes no chão, os outros muitas vezes lhe dão presentes práticos e úteis. Na verdade, nada excita mais o indivíduo de aura azul do que um presente que não ousaria comprar para si próprio: coisas geralmente supérfluas, mas que tenham a ver com estética.

Ele precisa tornar-se mais firme. Quando determina limites nas exigências emocionais, dele e dos outros, consegue tomar decisões e atitudes mais sábias. Ao perceber que tem direito à felicidade, pode proteger-se e evitar ser usado emocionalmente. A lição mais difícil para ele entender é que não se pode dar aos outros sem também dar a si mesmo.

PODER PESSOAL E ESTILO DE LIDERANÇA:
PODER CONSENSUAL

O indivíduo de aura azul é o líder da equipe na vida. Apoia, estimula e facilita o que pode para os outros. É mais hábil em papéis de liderança dividida do que em posições de responsabilidade centrada sobre si. É democrático, quer que todos participem, e divide as tarefas igualmente, com a intuição certeira de qual papel cabe para quem. Sabe também dar aquela "mãozinha extra" se necessário for.

Seu desafio mais difícil é a tomada de decisão conjunta. Ele quer considerar capacidades, atitudes, valores e necessidades emocionais dos outros, e isso nem sempre é prático. Pode perder muito tempo dando ouvidos aos queixumes infantis dos outros, e perder o senso do que é essencial. Na verdade, o objetivo de todo processo decisório do indivíduo de aura azul é o consenso. Desentendimentos, discussões em voz alta e conflitos de personalidade tornam muito difícil a vida para um líder de aura azul.

OPÇÕES FINANCEIRAS:
AMBIÇÃO PELA SIMPLICIDADE

Como as questões financeiras são processos essencialmente contábeis, o indivíduo de aura azul acha difícil ligar emoções com finanças. Sente que o dinheiro é algo estúpido, e não gosta de discutir essas questões.
Nos negócios, uma das coisas mais penosas para ele é falar de dinheiro. Pessoas e relacionamentos pessoais são muito mais importantes, na visão do ser de aura azul; o dinheiro é secundário. Por isso, eles precisam fazer acordos e contratos monetários com antecedência, a fim de ficar livre para interagir emocionalmente, que é o que faz melhor.

Costuma ser excelente administrador do dinheiro alheio. Leva a responsabilidade a sério: é confiável, frugal e prudente. No casamento e nos negócios, vê o dinheiro como posse de outra pessoa. Cuidadoso ao dispor de recursos, prefere não assumir grandes riscos. Assim como o indivíduo de aura dourado-azulada, se dá bem em investimentos seguros, como imóveis.

ESCOLHA PROFISSIONAL:
SERVIR PARA VENCER

O indivíduo de aura azul é tão bom ouvinte que muitas vezes se torna o conselheiro ou o terapeuta gratuito dos vizinhos. Está sempre disposto a ouvir cada capítulo dos traumas e das dores de cotovelo. Acha difícil agir objectivamente e não se envolver, e logo se surpreende tomando partido e ficando frustrado quando a pessoa não está tomando as devidas providências, porém com muita frequência descobre que foi apenas usado por um queixoso crônico que não tem a menor intenção de fazer alguma coisa em relação ao problema. Esta identificação emocional e falta de objectividade é que torna difícil para ele ser um bom terapeuta. Há empatia demais com o cliente. Controlando isso, a história é diferente.

Tradicionalmente, ele considera o trabalho fora de casa como uma segunda fonte de renda, e não necessariamente uma recompensa tangível por seus esforços e criatividade. Por causa disso, muitas vezes se surpreende mais em empregos do que em carreiras, para conseguir a chamada "estabilidade financeira"; em geral cargos públicos, ou mesmo como secretária, enfermeira, professora. Alguns indivíduos de aura azul conseguem, entretanto, trilhar por rumos mais ambiciosos, que envolvam projecção, mas é raro.

O indivíduo de aura azul está começando a entender a influência econômica das mulheres, e quer fazer parte desta dinâmica. Pode ser excelente na direção de recursos dinâmicos, na contabilidade, como representante de serviços oferecidos ao consumidor. Se sai melhor no poder compartilhado, ou com uma equipe de apoio interno. Não se sai bem em profissões como advocacia ou negociação de contratos, ou em qualquer coisa que exija o mascarar de sentimentos, como psiquiatria, medicina e psicoterapia.

Quando decide tornar-se empresário, deve ter um sócio ou parceiro que lhe dê apoio e esteja disposto a tratar dos detalhes legais e financeiros do negócio. Tem tanta vontade de ajudar as pessoas que corre o risco de esquecer de cobrar por seus serviços. Ter alguém para segurar essas pontas é essencial para ele.

ESPIRITUALIDADE:
A VISÃO DE DEUS COMO "AMOR"

A espiritualidade é a força motora do indivíduo de aura azul e de sua busca de uma relação profunda e inabalável com Deus. Para ele, Deus não é um ser antropomórfico, um homem sentado nas nuvens lançando relâmpagos aqui embaixo, mas um poder onipresente e amoroso, uma presença que dá direcção à sua vida.

A profundeza de sua espiritualidade e amor a Deus não é algo que ele consiga discutir facilmente com familiares e amigos, pois as emoções ligadas a Deus não são fáceis de traduzir. Não se baseiam em teologia ou dogma, lógica ou razão. É um sentimento de amor tão profundo que o deixa em lágrimas e sem voz de tanta maravilha e reverência.

O indivíduo de aura azul tem uma forte percepção divina. Vivencia, sente e conhece a Deus, em vez de intelectualizar seu conceito. Para ele, Deus não é uma idéia; é real, é conhecido através do amor, do conforto e da fé. Quando crianças, muitas pessoas de aura azul têm uma experiência transcendental com o divino. Por isso é que conhecem o Deus do Amor. Muitas delas não sentem que suas experiências religiosas tenham valor, nem recebem o apoio intelectual e espiritual de que precisam. Por isso passam grande parte da vida procurando um contexto, uma religião, um sistema de crenças suficientemente abrangente para conter o que já sabem já vivenciaram. Busca durante toda sua vida um lar espiritual, participando de várias religiões, na esperança de encontrar compreensão e abrigo onde crescer espiritualmente.

Participar de algum modo de uma prática espiritual organizada também é importante para ele. O cenário é tão importante quanto o culto, e ele se sente profundamente tocado por cerimônias rituais. Música, velas e orações alimentam sua alma. Lugares sagrados - seja qual for a religião que o santificou - são místicos e mágicos para ele. Pode ter experiências espirituais profundas tanto na igreja de sua cidade natal como no topo de Macchu Picchu.

O indivíduo de aura azul tem uma fé e uma confiança inabaláveis na força divina. Para ele, Deus é uma força real e presente. Por piores que as coisas estejam, mesmo assim consegue evocar a sensação de saber que tudo vai dar certo. Para ele, a oração é ativa - uma caminhada pelos bosques, os momentos de silêncio em casa, ou o trabalho solitário num projeto onde possa abrir-se para idéias e inspiração que lhe venham. Com as mãos ocupadas, a mente fica livre para vagar, para contemplar os mistérios da vida em toda a sua maravilha e complexidade.

O indivíduo de aura azul se realiza espiritualmente quando serve, porque, para ele, servir a quem ama é servir a Deus. Quando se doa aos outros, sente que está devolvendo uma parte do que recebeu de Deus. Para ele, a espiritualidade também precisa ter uma aplicação prática. 
sintoniasaintgermain.com.br

Postagens populares

O Blog Filosofia Esotérica Brasil é de mesma autoria do Consciência Estelar, vote para melhor blog!

O QUE PROCURA? ACHE POR AQUI!