sábado, 26 de novembro de 2011

VIVA COM PROPÓSITO

Uma mensagem de Wayne W. Dyer Sexta-feira, 9 de Outubro de 2009


O senso de propósito está no topo da pirâmide de Auto-realização, criada por Abraham Maslow mais de 50 anos atrás. Através de suas pesquisas, Dr. Maslow descobriu que aqueles que se sentem importantes estão vivendo as maiores qualidades que a humanidade pode oferecer. Por muitos anos tenho trabalhado na área de desenvolvimento, motivação e conscientização espiritual, este é o ponto o qual a maioria das pessoas questiona. Tenho sido constantemente indagado sobre questões como: Como acho meu propósito? Tal fato realmente existe? Porque não sei meu propósito na vida? Estar num propósito é o que a maioria das pessoas auto-realizadas busca em sua jornada. Muitos não têm um objetivo e ainda duvidam que haja um propósito de vida.

O simples fato de você existir indica que há um propósito. A pergunta chave para a maioria de nos é: “Qual é o meu propósito?” Ouço essa indagação das mais diferentes maneiras: O que eu deveria estar fazendo? Deveria ser um (a) arquiteto (a) um (a) florista ou um (a) veterinário (a)? Devo ajudar pessoas ou consertar automóveis? Deveria ter uma família ou estar na floresta salvando os chimpanzés? Estamos perplexos com o interminável número de opções disponíveis para nós, e perguntamo-nos se estamos fazendo a coisa certa. Eu imploro a você para esquecer estas perguntas. Mova-se, no entanto para um lugar de fé e confiança na Mente Universal, lembre-se que você emana dessa Mente e é uma parte disso a todo momento.

Em resposta à pergunta “O que devo fazer com minha vida?”, sugiro que há uma única coisa que possa fazer, assim como você veio a esta vida sem nada, e a deixará da mesma maneira: Você pode presenteá-la. Você se sentirá ainda mais no propósito, quanto doar-se em beneficio de outros. Dando aos outros ao seu Planeta e a sua Fonte, estará sendo util. Independente do fluxo de abundancia que retornará pra você.

Permita-se estar atento as emoções internas, despreocupadas com assuntos sobre escolha vocacional ou fazer coisas que está destinado a fazer. Quando estiver a serviço de outros, ou propagando gentileza além de seus próprios limites, você se sentirá em contato com a Fonte. Sentir-se-á feliz e contente sabendo que está fazendo a coisa certa.

Tenho aquele sentimento de satisfação e contentamento interior que me faz saber que estou em meu propósito ao ler minha correspondência ou ao ouvir os comentários que eu tão freqüentemente ouço ao andar pelo aeroporto ou comer nos restaurantes: “Você mudou minha vida, Dr. Wayne Dyer. Você estava lá por mim quando me senti perdido.” Isto é diferente de receber um pagamento de royalty ou uma notável publicação, as quais eu também aprecio. AS atitudes particulares de gratidão são o que me sustentam ao saber que estou no meu propósito.

Fora da minha ocupação escolhida, sinto-me realizado numa miríade de maneiras a cada dia. Quando eu dou assistência a alguém que necessita, quando tenho um momento para confortar um empregado insatisfeito num restaurante ou loja, quando faço uma criança isolada do grupo rir, até mesmo quando pego o lixo e o jogo numa lixeira. Sinto que estou me doando e de tal forma sinto-me cheio de propósito. Permaneça focado em doar e o seu propósito o encontrará.


--------------------------------------------------------------------------------

Tradução: Michelle Boscolo de Medeiros (Misha)
Fonte:
http://spiritlibrary.com/wayne-w-dyer/living-your-life-on-purpose

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

ANE HI YAR, OS ALTERADORES DA FREQUÊNCIA

ANE HI YAR, OS ALTERADORES DA FREQUÊNCIA
em 19 de agosto de 2010



Nas últimas semanas muitas coisas têm acontecido e nós temos notado a diferença nas frequências.
Há um chamado sendo enviado para Ane Hi Yar, muitos os chamam de Elohim.
As histórias sobre eles são muitas e eu tenho pedido por mais informações a respeito deles há tempos.

Eis o que recebi até agora e como eu consegui receber.

Eu pedi para receber a informação diretamente da Fonte e com isso eu quero dizer que eu queria saber o que aconteceu no momento em que a Fonte realmente se tornou a Fonte e o que isso significa agora para nós.

Após as mudanças que foram feitas com o cérebro reptiliano e trabalhar com todos os três cérebros em uníssono, eles não conseguiram comigo.
Eu tenho passado por uma grande atualização ou mudança que me permitiu receber a linguagem provinda da Fonte.

Começou com o som e a luz e quando eu digo isso, foi difícil.
Muitos de vocês assistiram aos filmes "Guerra nas Estrelas" com o robozinho e os sons que ele produz.
Os sons que eu estava recebendo eram pelo menos mil vezes mais rápidos do que os dele e os sons chegavam junto com luz e frequências.
Isto me fez perceber que mesmo que muitos digam que eles conseguem entender e falar a linguagem da luz, isto realmente não é verdade.
Eles estão recebendo uma versão filtrada e reduzida e para compreender totalmente a versão completa é exigida uma tremenda atualização do meu cérebro e entender isso, me levou semanas para eu conseguir captar pequenas palavras e o entendimento que agora eu tenho.

Mas vou começar com o que eu sei neste momento.

Surgiu-me o vazio, a energia dentro do vazio está em equilíbrio total e apesar do vazio aparentemente não conter nada, ele é tudo.
Então alguma coisa aconteceu, houve esta pequena e fraca centelha, uma anomalia, vocês poderiam denominar.
Mas ela foi o início da Fonte como nós a conhecemos.

Esta pequena centelha consistia-se de algumas partículas de energia e a energia parecia se multiplicar.
Essas partículas estavam todas na mesma frequência, mas a proximidade entre elas parecia elevar a frequência até que num ponto houve uma explosão.
O que eu vi é que por causa da fricção e da velocidade cada vez maior no centro dessa bola de energia, ela explodiu de dentro para fora.
Houve uma parte que permaneceu na frequência original, a única palavra que tenho é núcleo, mas as palavras na linguagem da luz são Kay Le Muyar.

As partículas de energia espalharam-se pelo vazio e pareciam vibrar em frequências diferentes da que provieram.
De alguma forma, por causa da explosão, parecia que elas tinham algum tipo de consciência básica: elas queriam voltar para a frequência original.
A Fonte ou Kay Le Muyar passou por uma mudança também e começou a se expandir para recuperar todas as partes que tinham se espalhado.
Isto levou muitos milhões de anos no tempo terreno para se concluir.
Mas, quando todas estavam de volta, havia um conhecimento interior que a Fonte sabia que iria acontecer de novo.
E parece que planos foram feitos, se acontecesse, para recuperar todas essas peças outra vez.

Foi aqui que os Ani He Yar foram criados dentro da Fonte, os alteradores da frequência.
A Fonte ainda estava crescendo, se expandindo, e então aconteceu de novo.
Desta vez foi muito além do que apenas pequenas peças que se espalhavam.
Desta vez eu vi universos sendo criados pelas partículas de energia que pareciam estar no mesmo tipo de padrão de frequência entre si.
Nesses universos eu vi estrelas e planetas sendo criados pelas partículas de energia se reunindo.

Neste momento os Ani He Yar foram enviados para iniciar o processo de retorno de tudo para a Fonte.

Foi aí que minha informação parou.
Eu posso entender o processo até aí, mas há muito mais para ser entendido, o trabalho em mim ainda não está finalizado, e estou aguardando.

O que isso tem a ver conosco neste instante, eu não sei exatamente.
Eu sei que os Ani He Yar estão aqui para ajudar nas mudanças da frequência.

Todos nós somos a fonte, só que nós vibramos numa frequência diferente.
A presença dos Ani He Yar é para reunir a energia e retorná-la à frequência original da Fonte.
Eles reuniram e ajudaram a trazer as diferentes frequências da fonte para doze frequências principais.
As doze tribos espalhadas pela Terra.
Como a Fonte nasceu no Vazio, a única centelha é a nossa existência.
Esta centelha está dentro de vocês, pois vocês agora estão se movendo dentro do Vazio.
Somente pelo renascimento vocês ascenderão, a partir desta única centelha dentro do vazio.
O vazio é onde todo o positivo se torna um com o negativo e vira zero.
Não há escuridão onde há luz, não há luz sem escuridão.

Como vocês estão se movendo para o ponto zero sem retorno, suas ações serão aquilo que os leva para a luz dentro da escuridão, a centelha interior.
Não é quem os levará.
São vocês cujas ações fixarão uma referência para todos que seguirão.
Como o tempo mudará de momento a momento, todos terão a chance de renascer no vazio e se tornar a centelha iluminando.

Na I Ya Ma E Ru Nós somos os filhos da Fonte
Ke Tou Ma Re Nós somos Amor
Ka Te Na U Nós somos Luz
An Ne Ha Guardiões da Fonte

A luz interior é a luz do nosso exterior.
A Fonte é uma frequência, é isto que queremos significar quando falamos: Um com a Fonte.
Não há luz ou trevas dentro da Fonte, somente o Um
Ma Te

Os Ane Hi Yar estão aqui para nos guiar para o Um.
Ka Te Mur O Eu Sou é a Fonte numa velocidade mais lenta, mas ainda é o Um.



Através de Petra Margolis
http://www.ascendedmasters.org/
Fonte: http://lightworkers.org/channeling/
Tradução: SINTESE
http://blogsintese.blogspot.com/

OS 24 ELOHIM



OS 24 ELOHIM
Canalização: Petra Margolis
em 21 de novembro de 2011




Eu recebia informação sobre os Elohim antes de começar, cerca de dois anos atrás.


A última que recebi foi quando eles se chamaram de Ane Hi Yar, ou os alteradores da frequência.


Vocês podem ler essa mensagem abaixo (Ane Hi Yar).


Como parece que é hora de uma atualização e há uma necessidade de mais conhecimento, pois muitos estão olhando para deus ou deuses criadores, eu pedi a eles para nos dar uma ideia do papel deles no processo de ascensão da Terra, e também do nosso.


Como da última vez eu recebi a mensagem de um modo diferente, agora eu perguntei especificamente aos Elohim sobre o conhecimento e orientação deles e da Terra.


Nós somos os 24 Elohim.

Todos nós estamos num grupo de consciência dentro do Espírito, pois nós também estamos encarnados na Terra.
Vocês não nos reconhecerão, pois nós estamos entre vocês para estar a serviço da Terra em seu processo de ascensão; é por isso que estamos aqui.

Nós somos vistos como deuses criadores, nós não somos.

Seu universo foi criado em um momento no tempo em que os muitos envolvidos estavam precisando de uma nova experiência.

Nós somos conselheiros nesta experiência, mas não somente nós, pois há muitos grupos envolvidos no aconselhamento e na criação de uma nova realidade.
Seu universo já estava presente naquele momento e com todos os planetas e seres envolvidos, a realidade da Terra foi criada numa limitação dimensional.

Este não foi o primeiro conceito de criação, pois muitos seres já estavam na Terra, é daí que parte de suas lembranças provém.

Como em todos os universos, a criação muda e às vezes é necessário fazer uma mudança total e completa.

Isto foi feito pela criação da realidade dimensional e da ilusão da realidade física dentro dessas dimensões.

Este é um pequeno resumo, pois a criação de sua realidade foi realizada durante um período de muitos anos na linha de tempo terrena.

Ajustes foram feitos durante o tempo, pois cresceu a necessidade de todos experimentarem limitações físicas ainda maiores, e também como parecia que ao se mudar para a realidade dimensional e o efeito dela na realidade espiritual, muitos se tornaram mais e mais apegados à vida na realidade física, perdendo sua conexão, todos juntos, com a realidade espiritual.

Isto foi discutido muitas vezes quando os encarnados deixavam seus corpos físicos e voltavam ao seu Eu espiritual.

Todos os seres que encarnaram na Terra sempre tiveram livre escolha e eram totalmente informados sobre o processo de se tornar totalmente desconectados de sua existência espiritual quando decidiam mudar para a sua realidade terrena.

No início havia a oportunidade de sair do ciclo de encarnação, pois as partes espirituais não estavam completamente apegadas ao mundo físico.
O mundo físico não era tão denso quanto é agora.

Embora tenha se percebido que o apego ao mundo físico estava se tornando mais e mais a realidade para todos os que estavam encarnados, mesmo enquanto eles retornavam à sua existência em espírito, muitos decidiram entrar no processo de experiência e aprendizagem que estava disponível e entraram totalmente na realidade física da Terra.

Sempre houve conselheiros e orientação quando esses seres se mudavam para sua realidade espiritual, mas eles não eram capazes de mudar totalmente para a sua existência espiritual durante o intervalo entre as encarnações, então foram formados grupos para fornecer orientação a eles nesse níveis de sua existência.

Orientação e conselho somente poderiam ser dados naqueles níveis de existência deles.

Antes de decidir mudar totalmente para a realidade física de encarnação em corpos físicos, um plano foi criado para permitir o retorno à total consciência de sua existência espiritual.

Este plano foi criado no fluxo original do seu universo dentro do fluxo cósmico.
Vocês veem este fluxo dentro dos yugas*.

Haveria seres que encarnariam na Terra com total consciência para ajudar todos os seres na Terra a partir do nível terreno, como também, os seres que os ajudariam no nível espiritual entre as encarnações.
(Obs.: entendo aqui como "ao nível da alma".)

Às vezes os encarnados se deixariam conhecer, outras vezes eles apenas trabalhariam dentro das frequências nas dimensões.

Nós, os Elohim, sempre fomos os alteradores da frequência, apesar de que alguns de nós tiveram vidas bem conhecidas na Terra.

Há muitos por aí envolvidos no processo de despertar.

Neste momento do tempo nós chegamos outra vez no processo de ascensão da Terra.
Já estivemos neste momento antes e tal como tudo no seu mundo, nem sempre funciona do modo como pretendíamos, por assim dizer.

Há muitos grupos diferentes envolvidos nesta criação dentro do seu universo e nós não trabalhamos todos juntos, como em muitos outros universos.

Muito tempo passou na linha de tempo terrena, e muitos ajustes têm sido feitos por nós, e também por outros que sentiram que era necessário um plano diferente ou eram necessários ajustes diferentes, tanto para o próprio processo deles quanto para o próprio controle do processo deles.

Muitos seres encarnados na Terra retornaram a um ponto em que, entre as encanações, eles estão quase que totalmente reconectados à sua existência dentro do espírito, e todos estiveram envolvidos todas as vezes nas decisões que foram tomadas.

Como nós seguimos o fluxo natural das energias da fonte, a energia cósmica, agora nós estamos de novo num momento de alteração nas realidades dimensionais na Terra.
A alteração é criada pelo fluxo de energia fora do seu universo, mas também pelo fluxo de energia que está dentro do seu universo.

Em certos momentos específicos, os dois fluxos se juntam para criar o ponto zero, como vocês poderiam chamá-lo.

Este é o momento em que a mudança pode se tornar uma realidade integral, ao invés de parcial, pois o ponto zero permite uma mudança completa, e dentro dos fluxos nós somente podemos fazer mudanças parciais.

É aqui que muitos ajudarão na ascensão da Terra, e muitos seguirão a ascensão da Terra.

Sim, todos nós estamos encarnados e nós temos as codificações necessárias para um determinado papel no processo, pois nós estamos encarnados com uma conexão total com nossa existência em espírito.

Nós sabemos que é hora de compreender, pois estamos nos aproximando da ascensão da Terra, e nós estaremos mais prontamente disponíveis para aqueles que desejam compreender.

Como há mais grupos envolvidos, haverá mais grupos que chegarão à sua atenção.
Para aqueles de vocês dispostos a entender o processo de ascensão, nós os orientaremos e ajudaremos se necessário, mas tudo o que vocês precisam é se conectar ao seu próprio ser completo para encontrar as respostas.

Os 24 Elohim


* Yuga (em sânscrito: idade) é uma idade do mundo, segundo o Bramanismo e a Teosofia. Existem quatro Yugas que se sucedem durante o ciclo manvantárico:
- Krita Yuga - com duração de 1.728.000 anos;
- Tetrâ Yuga - 1.296.000 anos;
- Dvâpara Yuga - 864.000 anos;
- Kali Yuga - o atual Yuga, com duração de 432.000 anos.
(http://pt.wikipedia.org/wiki/Yuga)
 
 
FONTE: BLOG: SINTESE

MENSAGEM DO COMANDANTE ASTHAR SHERAN Recebida por SUSAN LELAND

Imagem

Agora vamos dar esclarecimentos sobre um assunto que vocês devem, ou não estar cientes. Existe a necessidade de haver uma restauração da ordem, como resultado de todo o caos, mas este será apenas uma parte do esclarecimento, solicitamos que todos mantenham a calma. Entendemos que haverá uma falta de compreensão para os que não estão cientes destes assuntos.Lembram-se da imagem que mostramos a vocês daqueles que estavam com as suas cabeças na areia, não importando o quão desconfortável isto era experimentado e sentido por eles? Existem ainda aqueles que estão com a cabeça na areia e estes não têm nenhuma consciência sobre NESARA e a Nova Era. Então é necessário restabelecer a ordem, por eles estarem em alta condição de stress. Do jeito que as coisas estão indo, mesmo assim haverá um pronunciamento pacífico. Em outras palavras, aqueles que vocês chamam de seus líderes, mesmo aqueles que estão sendo presos ( processos, cadeia etc ) não resistirão com armas ( exército etc e tal ) nem serão chamados para impedir os eventos. Será tudo tranquilo, ordenado e pacífico.

Mas existem aqueles, como poderíamos dizer, que estão com as cabeças na areia e podem não estar se sentindo tão pacíficos, então o CHAMADO é para que se mantenha a Paz. O CHAMADO é para que todos vocês mantenham a Paz. Como fazer? Vocês farão como já fizemos, vocês emitirão a LUZ DO AMOR para toda a parte, aumentem a potência desta Energia de Amor especialmente para os lugares tenebrosos deste mundo, da mesma forma como vocês estão localizando e energizando as áreas internas escuras de vocês mesmos, onde ainda resta escuridão. Devemos simplesmente fazer isso para o mundo. Não poderia ser mais simples, poderia? Então saibam que isto é necessário para a Transmutação do medo e de toda e qualquer resistência daqueles, que mesmo percebendo a mudança chegando, estão resistindo. Estes são os que realmente usam os chapéus negros, estão com suas cabeças na areia, estão sendo capturados pela mentira e não entendem como, repentinamente, tudo em seu mundo parece estar num estado de completa desestruturação, confusão ( não controlam mais os acontecimentos ).

Não será por muito tempo, conforme vocês medem o tempo, mas existirão alguns sinais de caos externo, alguns clamores de desordem e stress. Não existirão batalhas nas ruas. Não existirão bombas e destruições das suas cidades. Não haverá rios de sangue ou revoltas de nenhum tamanho. Existirão alguns incidentes, mas eles serão poucos. Eles acontecerão apenas para aqueles, que necessitam uma outra forma de expressão, para expressar a si próprios. Não é para ficar alarmado de jeito nenhum. É simplesmente para se estar atento de que a Manutenção de Paz é o mais importante, o mais valorizado, e esta atitude deixará você em alerta, como dizemos no jargão militar. Pedimos que vocês estejam prontos para dar continuidade à Missão de Pacificadores, dirigindo-se aos Portadores da Paz, porque os eventos estão acontecendo aqui e agora.

Estamos operando por trás do cenário em muitas, muitas direções, nos preparativos do CAMINHO, minimizando o que descrevemos em nossas mensagens, como reações um tanto caóticas, com a REVELAÇÃO DA VERDADEIRA HISTÓRIA - A HISTÓRIA DELA, que foi tão negada. Você agora já sabe e não foi nenhum choque para você. Existem algumas coisas que serão reveladas durante o processo educacional. Haverão surpresas. Coisas como, “Eu não sabia sobre isso, mas é perfeitamente cabível. Agora eu vejo como o quebra - cabeças está resolvido”.

É engraçado, não é? Mas lembrem-se, para os seus irmãos e irmãs que mantêm as suas cabeças na areia, nós nos aprofundamos demais, isto requer uma ajuda especial, amparo, gentileza e firmeza. Perdão, para que eles possam manter-se em si mesmos, na sua própria Luz, e para que encontrem coragem na VERDADE que agora já é conhecida. E dançaremos também. Teremos grandes celebrações e festas. Alegria, Alegria, Alegria para o Mundo, vocês verão a evidência desta Alegria, desta Iluminação de todos os Reinos, e se vocês não estão vendo isto é porque os humanos à sua volta ainda não estão no fluxo. Entretanto eles olharão para vocês de uma forma diferente, e dirão “Bom, de alguma forma o meu mundo virou de “cabeça para baixo”, é evidente que você não é um ecêntrico, um caso de loucura.”

Se isto é difícil, é porque eles não estão ainda prontos para perceber esta Alegria, Alegria, Alegria, Feliz Celebração, Bem Vindos para a Era de Ouro nos seus arredores ( Adoro quando crio palavras! ). Vocês perceberão isto em outros Reinos. O que há sobre isso? O que é NESARA realmente, a não ser uma total nova forma de Energia, um conceito de Ser totalmente novo. É Liberdade, são os seus Direitos Constitucionais restabelecidos e é a eliminação do extremo stress que vocês tiveram. Não diremos Bem Vindos aos seus próprios Seres, mas vocês tiveram esta sensação retirada de vocês, aceitaram uma justa porção desta sensação de stress em seus Seres, porque precisavam saber o que é se sentir assim. Como celebrariam o desestressar, se não tivessem experimentado o stress primeiro? Tem lógica, não é mesmo? Mas imaginem quem estará sentindo esta ausência de stress, porque vocês estarão liderando isto. Eles sentirão isto porque o Mundo estará conduzindo a todos para isso. Animais, plantas, quantos de vocês têm mais de uma planta? Olhem com atenção, eles parecerão estar dançando uns com os outros. Você poderá escutar uma canção e não saberá de onde vem. Algumas de suas folhagens parecerão estar batendo palmas. Tudo é possível.Estamos falando sobre as freqüências que estão acontecendo. Estamos falando sobre todos entenderem a Mensagem, reverberar e compartilhar esta Mensagem. Então estejam Alegres, Amados, porque este é o mundo onde vocês são Bem Vindos. Este é o mundo que vocês clamaram, que vocês co criaram. Este é o Sonho, a Visão, de muito tempo atrás, como vocês disseram. Este tempo é chegado para ser a VERDADE E A ÚNICA VERDADE NO PLANETA TERRA. Saudações Amados


Postado por Zyon Galante Colber às 11:26

http://magoodaluz.blogspot.com

UMA TERRA DESPERTA - por Julie Redstone - em 23 de Novembro de 2011.


 
Uma nova energia está envolvendo a Terra.

Ela está transformando as moléculas da matéria física e elevando a consciência de todos.

Ela está se infiltrando na estrutura do mundo material e realizando mudanças que criarão mais vida e luz no tempo e espaço.

Esta nova energia é o Sopro Divino de Deus, mantido no envolvimento da matéria física em uma união de plenitude e de integração.

Ela não é sentida independentemente da experiência humana. Ela é sentida ATRAVÉS da experiência humana – tanto física, quanto emocional e espiritual.

Seu propósito é libertar a humanidade. Seu objetivo: retornar todos e cada filho de Deus ao pleno âmbito do movimento Divino que é inerentemente uma parte do ser humano, e na plena profundidade do conhecimento de identidade que mantém a vida como sagrada e própria, como parte de um Todo sagrado.

Movendo-se silenciosamente como uma névoa que é somente visível quando observada a partir de um determinado ângulo de percepção, a nova energia está se infundindo na consciência – a consciência que É, e a consciência que FOI, com novas perspectivas e novas opções para o futuro.

Ela está sutil e seguramente transmitindo aos corações de todos que um novo modo de vida está chegando ao ser, trazendo a liberdade expansiva de mais vida para o cenário da vida atual.

Esta sagrada e inesperada névoa penetra no âmago do coração.

Ela transformará toda a vida, os relacionamentos, as expectativas, as esperanças e as possibilidades para a humanidade.

Ela criará uma nova imagem do possível.

Ela estenderá e aprofundará o modo no qual os “habituais relacionamentos” são concebidos.

Ela dará novo significado e profundidade à compreensão do amor.

Cada alma que se submete a estar em harmonia com esta realidade emergente, está sendo elevada a um novo estado de consciência em si mesmo, no qual velhas limitações e distorções são reveladas e curadas, no qual novas visões se revelam, velhas identidades baseadas na história pessoal e biológica são reunidas em uma nova unidade, abrigadas na integridade sagrada do ser Divino interior.

Cada um que busca sentir o Sopro de Deus que chega, está se sentindo envolvido pelo novo início deste tempo de revelações.

Pois a nova energia do Sopro Divino vem aos pés suaves da própria névoa.

Ela é carregada nas asas dos anjos e da intenção divina de outros seres de Luz que intensificam o fluxo do que está ocorrendo. Ela é inspirada pelos corações e almas de todos.

Chegando silenciosamente, ela se move sem força e sem a necessidade de coerção, ou mesmo de atenção, pois o seu poder é o poder do amor e do conforto, e o seu espaço no coração está assim garantido.

Sua ação moverá os habitantes da Terra para uma nova consciência – uma consciência do ser Divino, vivendo na e através de toda a vida física, enquanto o mundo é tornado íntegro e a nova vida de um planeta sagrado chega à existência.



----.....---==||.....---ooo000ooo--......||==----.....----



Fonte: http://lightomega.org/Mission2a.html

China Roses – YouTube - http://www.youtube.com/watch?v=-4h8k4EDRx8&feature=related

Tradução: Regina Drumond

PURIFICAÇÃO, ESCÂNDALOS SEXUAIS E O RETORNO À SEXUALIDADE SAGRADA - por Julie Redstone (Light Omega) - em 19 de Novembro de 2011



A liberdade de expressar os impulsos não pode ser a verdadeira liberdade, a menos que isto leve em conta um ser íntegro e especialmente o coração em relação a todo o ser e ao coração do outro. Esta liberdade aumenta o crescimento de cada um e permite que Deus entre no relacionamento, desde que o amor do coração esteja plenamente presente.

A liberação da escuridão está ocorrendo tanto individual, quanto coletivamente hoje, como resultado da expansão da luz espiritual na Terra. É importante manter esta luz na proliferação dos escândalos sexuais e nas revelações que têm ocorrido nas últimas semanas (na Universidade de Siracusa, na campanha presidencial republicana nos Estados Unidos), e também nos últimos anos na Igreja e entre os líderes políticos e chefes de estado. Não é apenas que estes estejam sendo desenterrados e vindos à luz do dia com maior frequência. É também que uma purificação da escuridão sexual, bem como de outras formas das trevas, está ocorrendo neste momento com o objetivo final de cura. Esta cura exige que o que esteve oculto se torne consciente. Isto é necessário com respeito às atitudes em relação à sexualidade, ao corpo, e uma compreensão do que é a liberdade em relação ao corpo. Além disto, e o mais importante, o que o corpo físico é em relação à essência espiritual do ser.

Para começar, a liberdade não é necessariamente a capacidade de fazer qualquer coisa que se queira com o corpo. A este respeito, há a verdadeira liberdade e há a ilusão da liberdade que se disfarça como verdade. A verdadeira liberdade está baseada nas decisões de um tipo profundo que são feitas com e para todo o ser, com o objetivo de promover o crescimento deste ser em maior plenitude. A ilusão da liberdade, pelo contrário, cria uma crença de que, dando permissão ao impulso do momento, ainda que ela surja de um ser parcial, e ainda que as conseqüências para o crescimento sejam prejudiciais, esta expressão do impulso representa a liberdade. A ilusão da liberdade na área sexual cria também a separação da energia sexual do coração e do centro coronário e assim, divide o indivíduo de uma maneira que o afasta cada vez mais do sagrado.

A escuridão sexual tem levado e continua a levar aos abusos de muitos tipos, às doenças sexualmente transmissíveis e a uma variedade de padrões de relacionamentos disfuncionais. Embora muitas vezes isto seja considerado aceitável dentro das normas culturais e sociais de hoje, isto é porque a distinção entre a verdadeira liberdade e a ilusão da liberdade não é compreendida, e porque o afastamento dos valores sagrados tem ocorrido a tal ponto que o relacionamento do corpo com o espírito tem progressivamente diminuído.

A liberdade para expressar os impulsos não pode ser a verdadeira liberdade, a menos que isto leve em conta todo o ser e especialmente o coração, em relação a todo o ser e ao coração do outro. Tal liberdade aumenta o crescimento de cada um e permite que Deus entre no relacionamento, desde que o amor do coração esteja plenamente presente. Por outro lado, a separação da energia sexual do coração e do amor de Deus, cria uma não santificação do corpo que se destina a se tornar um instrumento sagrado da luz. Principalmente, neste momento, quando a luz está se expandindo na Terra, tal falta de santificação é significativa. Quando isto ocorre, tanto o ser encarnado, quanto o Ser coletivo humano podem manter menos luz e trazer menos luz aos outros.

Os escândalos sexuais que ouvimos hoje, são parte da purificação da Terra em seu retorno à Luz e aos valores do sagrado. Esta purificação requer que o que tem estado escondido, seja individual ou coletivamente, se torne conhecido. Por outro lado, a revelação dos escândalos e abusos sexuais, podem também promover um aumento da escuridão, devido ao fascínio que tais revelações possam evocar. Este envolvimento emocional pode se ligar às energias já presentes e se tornar parte da própria consciência também.

A separação do corpo do sagrado deve ser visto hoje, não somente como notícias, mas como um objetivo das energias opostas que limitariam a expansão da luz na Terra através da não santificação do corpo. Como o corpo passa a ser visto como “propriedade pessoal”, e não como um veículo para a expressão Divina, a expansão da Luz no corpo, bem como a sua capacidade de irradiar luz é reduzida. De fato, se o corpo é tratado como uma “coisa” que se usa ou se o corpo do outro é tratado de uma maneira semelhante, o corpo de luz não pode se desenvolver plenamente.

A revelação dos abusos sexuais de uma forma pública dá a cada um uma escolha que não estava presente quando as coisas estavam mais escondidas. A escolha é esta: saber que as energias opostas à expansão da luz estão presentes em muitas formas e lugares, e que se deve esforçar para preservar e defender os valores do sagrado; ou, continuar a exercer atividades que são popularmente aceitas, ainda que elas possam afastar do sentido interior mais profundo do que seja certo. A escolha pelo sagrado não pode acontecer quando o corpo é usado na busca de atividades que satisfaçam somente uma porção do eu, ou quando uma parte do eu permanece separado da outra parte, a fim de perseguir ambições que não promovem a integridade e o crescimento.

Em muitas áreas hoje da vida, a escolha para purificar a própria perspectiva, comportamentos e crenças, está sendo oferecida como uma oportunidade de acessar mais os valores da alma e os valores de viver uma vida sagrada. Aqui, pode-se optar por comprometer-se mais plenamente com esta vida, ou permanecer em uma consciência mais limitada e isolada. A um nível coletivo, esta escolha é profundamente significativa. Pois um retorno ao sagrado pode somente acontecer através da afirmação que cada um faz de fazer isto, e através da disposição que cada um expressa de manter todo o ser – corpo, coração e mente – como indissoluvelmente ligado à Essência espiritual.




 
----.....---==||.....---ooo000ooo--......||==----.....----
 


quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Corpo - ''O Templo Divino''


 
''O corpo é a expressão do ser enquanto totalidade, aprenda a decifrá-lo, conhecer mais sobre você e liberar seus potenciais".
"Que o seu corpo seja abençoado.

Que você perceba que o seu corpo é um belo e fiel amigo da sua alma.


E que você esteja cheio de paz e alegria e que possa reconhecer que os seus sentidos são portas de entrada sagradas.


Que você reconheça que o sagrado é consciente, que ele te espreita, sente, escuta e toca.


Que os seus sentidos se juntem à você e lhe tragam à casa.


Que os seus sentidos sempre lhe permitam celebrar o universo e o mistério e as possibilidades da sua presença aqui.


Que o Eros da Terra lhe abençoe".

Anam Cara
A dessacralização criada pelo estilo moderno de vida esconde do ser humano um dos seus mais preciosos meios de transcendência. Em Corpo, Território do Sagrado, Evaristo E. de Miranda nos leva a uma viagem de autodescoberta que bem pode representar um caminho de retorno à nossa integridade.
Por Romeo Graciano

Da janela do carro, minha filha,
que tem seis anos, viu o outdoor exibindo uma loira nua e perguntou: “Por que ela está pelada, pai?” Sem alongar a história, respondi que ela gosta de mostrar a beleza do seu corpo, e que muita gente faz isso para ser elogiada, para chamar a atenção. Ao mesmo tempo, comecei a pensar no lado cruel da nossa cultura, que domestica as pessoas já na tenra idade. Minha filha dava risadinhas enquanto se divertia repetindo a palavra “pelada”.

Continuei meu caminho tentando refletir sobre as influências desses momentos em uma criança que mais tarde será mulher. Como educá-la para ter uma relação sadia e sem preconceitos com seu corpo quando estamos mergulhados em exemplos nada edificantes?

A onipresença do corpo em nossas vidas dá o que falar em todos os campos de atividade. Porque ele é tratado principalmente como uma extensão do ego, e assim sofre com as distorções dos desejos e ilusões da personalidade, submetendo-se às regras da moda e sendo modelado ao gosto da conveniência pessoal, pois a cirurgia plástica não mais é um privilégio de poucos.

Coisificado e perfurado por metais (os piercings), desajustado por posturas incorretas no seu convívio mecânico com máquinas e tecnologias, o corpo humano foi quase totalmente esvaziado do seu sentido de transcendência. Tudo muito normal em uma realidade que exalta a aparência e suas impressões de curta duração. “Assim é se lhe parece”, confirmaria Piran- dello.

Alex Soletto

Mais do que simples suportes, os pés representam a força da alma.
As tradições religiosas apresentam o corpo como um templo de Deus e, portanto, uma ponte para a divindade. Na visão judaico-cristã, ele foi criado à imagem e semelhança de Deus, sendo que os sentidos servem justamente para nos despertar para outras realidades, fora dos limites do corpo material.

Com o objetivo de fornecer conhecimentos a todos que desejam viver o corpo na sua merecida profundidade, Evaristo Eduardo de Miranda lançou, recentemente, o livro Corpo – Território do Sagrado (Edições Loyola). O autor é mestre e doutor em ecologia pela Universidade de Montpellier, além de destacável conhecedor da teologia espiritual. Nessa obra, ele parte dos fundamentos que unem judeus e cristãos e da sabedoria da cabala – “um caminho e um instrumento do conhecimento judaico das realidades infinitas” – para desvendar o vasto simbolismo das regiões do corpo que compõem uma geografia do sagrado, uma via de acesso à reintegração do humano no divino.
O percurso desse caminho iniciático é realizado em analogia com a Árvore das Sefirot (as dez emanações do Criador) ou das vidas, e segue o sentido ascendente próprio da energia de expansão que responde pela verticalização humana.

Esta jornada exploratória começa pelos pés, o nosso primeiro estágio no domínio do ter. Hoje em dia, está bastante difundida a massagem nas plantas dos pés (reflexologia) como forma de beneficiar a totalidade do corpo, o que reafirma o significado dos pés enquanto rudimento do ser, sua causa e semente. Eles representam não só o suporte da postura ereta, como também a força da alma, e podem designar a pessoa ou o seu caráter.

Referindo-se à cerimônia do lava-pés, Evaristo de Miranda observa que, por seu intermédio, “lava-se o passado e inaugura-se a presença no seio de um novo acolhimento”.

Os pés só encontram razão de ser quando associados às pernas, responsáveis pelo nosso incansável caminhar sobre a terra. Andando sobre suas próprias pernas, o ser reconhece sua necessidade de obter crescimento interior, de exercer sua marcha com autonomia e autodomínio. (“Não imites o cavalo ou a mula estúpidos, cujo impulso se domina com freio e cabresto; e nada te acontecerá” Salm 32,9.)
Saber caminhar com as próprias pernas é outra maneira de se iniciar em si mesmo, uma vez que, até conquistarmos a nossa verdadeira integridade, todos nós somos mancos por força das circunstâncias.
Portanto, pelas pernas pode-se viver uma experiência de conversão.

Mas não descuide do fato de que o mapa não é a estrada nem confie em roteiros preestabelecidos.

Aprenda com o ensinamento do poeta espanhol Antonio Machado, que afirmou: “Caminante no hay camino, se hace camino al andar.”

Segundo Evaristo de Miranda, sob o ponto de vista espiritual,

“os pés representam o ainda-não-realizado e os joelhos o realizado”.

E, não por acaso, “joelho e bênção, em hebraico, são a mesma palavra”.

Os joelhos equivalem, em diversas tradições culturais e na simbologia bíblica, à sede principal da força do corpo. Indicam a autoridade do homem e o seu poder social, e deles se originam diversas expressões relacionadas à temática da força e do poder: dobrar os joelhos, em sinal de humildade, e ajoelhar-se diante de alguém são alguns exemplos.


Ao colocar-se na “presença de Deus”, o homem que ora irá ajoelhar-se, estreitando os vínculos entre joelhos e oração.

“Os joelhos nos falam do engendramento interior, da procriação realizada e nos recordam a criança benigna em cada ser humano”, esclarece o autor.


Na interpretação cabalística, os pés equivalem ao feto no ventre da mãe, os joelhos correspondem à criança no nascimento e as coxas estão relacionadas à adolescência e aos processos de iniciação do amadurecimento.

Consciente de que o ser humano encarna os seus arquétipos, vale dizer que no mito do centauro Quíron, o Curador Ferido, ele é atingido na coxa por uma flecha envenenada, que lhe causa uma ferida incurável e um sofrimento pelo resto da vida.

E também foi no interior da coxa de Júpiter (Zeus) que Dioniso, deus da embriaguez e da fertilidade, realizou uma segunda gestação.

Prosseguindo neste movimento ascendente, subindo pela coxa vamos adentrar o segundo estágio do corpo humano, que o autor denomina “A Porta dos Homens”.

É o plexo urogenital, onde se localizam “as primeiras aberturas e comunicações físicas permanentes entre o interior e o exterior do humano, entre o ter e o ser”.

Aqui se encontram os órgãos sexuais e reprodutores masculinos e femininos. O sexo masculino contém o princípio ternário, e o feminino, o quartenário (quatro lábios da vagina); da soma de ambos resulta o número 7, símbolo da perfeição e da totalidade.

Evaristo de Miranda explica a prática da circuncisão como uma marca da aliança de Deus com os homens, realizada no pênis por ser este o lugar da sua união íntima com a mulher.

A circuncisão ainda serve para retirar o “anel feminino” do homem, conferindo-lhe inteireza em sua condição masculina.

Nesse segundo estágio do corpo, os rins representam os pés e simbolizam a sede da energia que animará o homem nos seus relacionamentos externos e internos, consigo e com o universo.

Na visão bíblica, os rins, que executam a função essencial de filtrar o sangue, correspondem à força e, em contrapartida, ao pânico e ao medo.

Enquanto os rins purificam o sangue pela água, o coração cumpre a mesma função pelo ar.

Os rins assinalam o princípio da ascensão da energia e consciência, do irrealizado para o realizado, do visível para o invisível, já que regem “a passagem da água ao sangue, transmutado em espírito, e a passagem do sal ao fogo, transmutado em luz”.

Entre o esôfago e o duodeno situa-se o estômago, onde ocorre parte da digestão. Embora a maioria desconheça, a nutrição promove a integração da totalidade das energias divinas e tem natureza espiritual.
Os rins formam uma matriz de água e o estômago é a matriz de terra, que no corpo se associa à carne. Mas a carne como essência divina, fundamentada na interioridade do espírito, de acordo com o significado da eucaristia, na qual a carne e o sangue de Cristo constituem o alimento transcendental. “Na tradição judaico-cristã, a carne não pode ser identificada com o corpo, nem com a matéria. Ela é o complexo psicofísico do homem em sua existência concreta e total. A carne é o fundamento último e a expressão da pessoa, carregada e expressa no corpo”, justifica o autor.

Associado à idéia da índole e do caráter das pessoas, o fígado é o órgão da honra, do pesar, da glória e da luz. De acordo com o autor, o jejum visa o fígado, sendo um recurso para aliviar este órgão dos excessos de alimentos físicos e psíquicos que bloqueiam a realização do devoto.

No movimento vertical do ser humano pela Árvore das Vidas, Eduardo de Miranda identifica várias etapas ou passagens por determinadas matrizes que são a uterina, a abdominal, a peitoral e a craniana. Esse percurso simbólico equivale à progressão do sólido para o líquido, do líquido para o gasoso e o energético, em uma associação com os quatro elementos primordiais – terra, água, ar e fogo.

O abdômen é visto como um sinal da nossa exterioridade e se mantém separado da matriz peitoral pelo músculo do diafragma. É nessa matriz que se localiza o território de emergência da consciência pessoal, cujos principais órgãos são o coração e o pulmão, responsáveis pelo nosso sistema cardiorrespiratório.

A matriz peitoral, mais interiorizada, é o território do coração, da força de vontade, do desejo, do sopro e da palavra criadora. Porém, o peito e o ventre compartilham suas respirações, sendo o primeiro de ordem superior e o segundo de ordem inferior.

E aqui chegamos ao órgão-símbolo predileto dos amantes, o coração.
De acordo com Eduardo de Miranda, nosso guia nesta estimulante viagem, a tradição judaico-cristã distingue dois corações: o coração-órgão (o Filho) e o coração centro (o Pai). O termo é citado mais de 800 vezes na Bíblia, entretanto, apenas uma dezena de vezes ele aparece fazendo referência ao órgão. Na maior parte das vezes, a palavra coração serve de metáfora.

Junto aos pulmões, o coração é o “mestre do sopro e da vida”. Mesmo porque na respiração está a “presença do sopro divino” no ser humano, energia essa que o sangue e o coração distribuem por todo o corpo.

“O coração do tolo é como um vaso quebrado, não pode reter nada do que aprende” (Sr 14). Assim, o coração também é interpretado como um vaso, o que faz analogia com o santo cálice (graal) que recolheu o sangue de Jesus. A expressão “amar a Deus de todo o coração” foi interpretada com sabedoria por Babua ben Asher (final do século 18), para quem o coração, por ser o primeiro órgão a formar-se no embrião e o último a morrer, confere à frase o sentido “do primeiro até o último suspiro”.

Na tradição judaico-cristã, no sufismo ou no taoísmo, o coração é encarado como “o trono de Deus no centro do homem”. Ver com os olhos do coração, por exemplo, é outra maneira de dar sentido às coisas, de transformar a visão condicionada e limitada da realidade humana.

Eduardo de Miranda nota que “o coração contrito acompanha o espírito contrito”, o que é um indício de que o coração tende a aparecer mais ligado ao espírito do que à alma.

O coração centro (o Pai) é um consagrado símbolo do verdadeiro amor, iluminado pelo fogo do espírito.
Como dois foles que mantêm viva a divina chama do coração, os pulmões realizam a união entre o sopro e o sangue. (“Privado do sopro, a carne se deteriora” Ecles 12,7.) “No corpo humano, os pulmões são a imagem do Espírito Santo em íntima comunhão com o coração-centro, o Pai, fonte de tudo, e o coração-órgão, o Filho”, interpreta o autor.
Pelo enfoque bíblico dos pulmões, a matriz abdominal e peitoral é um espaço preenchido pelo sopro, do qual está repleto também toda a dimensão situada entre os céus e a Terra, onde o ser humano respira e tem sua existência na matéria. O sopro-espírito não é apenas mais um atributo da pessoa divina, mas a própria manifestação de Deus, que insuflou em nossas narinas o hálito da vida.

A associação entre o sopro e a palavra é outro aspecto a ser ressaltado, pois “devemos falar para respirar e respirar para ver”.
A energia que expande a consciência segue de baixo para cima, reproduzindo o movimento ascensional característico do ser humano, que pisa sobre a terra mas almeja reintegrar-se à realidade celestial, divina. No corpo, nada representa melhor esse processo do que a coluna vertebral, semelhante à escada de Jacó.

Século 13

Menorá : representação dos orifícios da cabeça.

Eduardo de Miranda localizou a palavra coluna
124 vezes no texto bíblico, e informa que a cabala tem simbologia associada a cada número dos três conjuntos de vértebras da nossa coluna, ou seja, sete vértebras cervicais, 12 dorsais e cinco lombares.

As práticas tântricas também enfatizam a ascensão da energia kundalini pelo eixo vertical da coluna, onde estão dispostos os sete chacras básicos, para o despertar da supraconsciência, da iluminação. O objetivo é atingir o topo do crânio, sede da coroa do templo corporal e centro das profundas transformações que conferem à consciência um salto incomparável.

E aqui temos a cabeça, com seus sete orifícios associados aos sentidos. Esses sete orifícios estão representados na menorá, o candelabro judaico de sete braços e um dos principais símbolos do povo hebreu.

“O lugar central ocupado pela boca evoca o poder da palavra, de acordo com a Torá, e o uso correto da boca é um canal central de luz para vivificar o corpo”, adianta o autor.

O cristianismo é uma religião da palavra e portanto atribui grande importância ao ouvir. Mas, enquanto símbolos, os ouvidos estão relacionados à escuta mística, interior, “à abertura da pessoa à inteligência cósmica, à capacidade de situar-se no espaço e no universo”. Conseqüentemente, a orelha representa a obediência, a palavra divina.

Já a boca constitui o órgão da palavra e do sopro. É considerada um símbolo feminino do poder criador, e proporciona a manifestação dos graus mais elevados da consciência. Originalmente, a palavra é sagrada, e todos nós poderíamos produzir maravilhosos benefícios em nossas vidas exercitando, no cotidiano, essa primorosa qualidade.
Os olhos, que também absorvem o alimento energético e sutil do seu ambiente, são interpretados como “um instrumento da unificação de Deus e da pessoa humana, do Princípio e da manifestação”. Segundo a mística judaica e cristã, o homem possui olhos para desenvolver a visão de Deus.

Os olhos são símbolos ígneos de atenção e intenção e correspondem ao coração-centro, ativado no estágio do ser. A palavra olho, em hebraico, é homônimo de fonte, manancial.

Por fim, atingimos a matriz craniana, a última etapa deste nosso percurso. “O crânio representa o matriciamento definitivo do humano, do sagrado ao santo”, escreve Evaristo de Miranda, citando Emmanuel Levinas, em Du Sacré au Saint.

É na “câmara nupcial do crânio” que o ser humano se encontrará com Deus. A partir da perspectiva da tradição judaico-cristã, o autor nos explica que “não se trata de um Deus cósmico ou causa do mundo, nem de um Deus da verdade racional ou teológica”. Ele está se referindo ao Deus da pessoa, descoberto pela sua abertura a realidades mais interiores, mais pessoais, na busca pelo seu próprio coração. De modo que não se trata de um encontro impulsionado por fatores externos.
O pensamento, na matriz craniana, é antes de mais nada a consciência de si, bem como a consciência do universo que se abre diante do ser. E é permanecendo “na abertura infinita do mundo que a consciência de si mesmo descobre sua imensidade, casamento entre o íntimo e o infinito. Essa abertura é o verdadeiro lugar do homem, seu lar, ele que é destinado ao infinito”, analisa o autor.

Sempre digo que uma das maiores estratégias de Deus, ao criar a nossa espécie, foi depositar dentro de cada ser a essência de tudo aquilo que devemos saber para restituir a nossa autêntica natureza. E o corpo, como um impressionante mapa da ação do divino em nós, é a constatação mais palpável dessa promissora possibilidade.

Shalom...
EVARISTO EDUARDO DE MIRANDA
Nossa época explora o mistério da corporeidade, como outras exploraram o da espiritualidade. Este livro visa àqueles que desejam viver seu corpo e não somente cuidar dele. Para penetrar na riqueza da visão bíblica do universo simbólico corporal, são necessárias chaves etimológicas, semânticas, culturais, psicológicas e espirituais. Ninguém possui o monopólio da simbologia corporal. A chave é um símbolo ambíguo: tem o duplo papel de abrir e fechar. Este livro apresenta a simbologia de cada uma das principais partes e órgãos do corpo humano, fundamentada na tradição mística judaica.

De baixo para cima, dos pés para a cabeça, do Reino (Malchút) para a Coroa (Ketér), no sentido do chamado à verticalização, ele inicia o leitor num território que todos conhecem e desconhecem. Na perspectiva judeu-cristã, apesar dos séculos de desvios e absurdos corporais, o bem-estar do Homem, seu estar bem, depende de um ser bem, ser mais. O simbolismo do corpo é um instrumento para compreender seu dinamismo e sua inteireza, caminho extra-ordinário de comunicação com o divino.


A riqueza simbólica e espiritual, vinculada a cada porção do território corporal, não pode ser esgotada, mesmo se um livro inteiro fosse dedicado a cada parte ou órgão. Na geografia do corpo, este livro é uma viagem de exploração; um caminho iniciático. Para o leitor, a descoberta de outras conexões, menos visíveis, desse território misterioso do imaginário e do sagrado, o corpo humano, virá de imediato ou no futuro, como novos frutos desta primícia.

Editora: Loyola

domingo, 13 de novembro de 2011

CANALIZAÇÕES

Como podemos ter certeza de que um texto é/foi canalizado? Todos nós, seres humanos, temos capacidade de acessarmos os seres iluminados, prontos a nos ajudar, sempre que recorremos a eles.
Edgard Cayce, o Profeta Dorminhoco, recebia mensagens dos Arcanjos e espíritos evoluídos, quando entrava em transe. Ou seja, ele não permanecia consciente durante as reuniões, precisando de pessoas de sua confiança para transcrever as mensagens.
Chico Xavier recebia as mensagens e as escrevia rapidamente. Muitas pessoas, em todo o mundo, realizam transcrições de suas escutas, conscientes ou não.

É importante lembrar que, diariamente – a todo instante – estamos sendo orientados pelos anjos e/ou espíritos de Luz. Mas, infelizmente, nossa mente ‘tagarela’,  ativa e indisciplinada, boicota essas mensagens. E o curioso é que, na maioria das vezes, estamos pedindo uma orientação ao ‘alto’. E quando a orientação chega, achamos tratar-se apenas de um pensamento alucinado.

Por que isso acontece?

São várias as razões, mas, vamos entender de maneira prática.

  • Mantenha-se ‘presente’ durante todo o tempo.
  • Evite voltar ao passado ou saltar para o futuro.
  • Viva aqui e agora.
  • Perceba-se.

Às vezes, observamos que os textos canalizados e publicados na internet estão repletos de informações importantes, porém, nem sempre compreendidas por todos. Para que essas informações tenham sentido útil e prático na vida de pessoas comuns, assim como você e eu, é necessário – ou, pelo menos, é assim que eu, particularmente, - interpreto -, que possamos aplicar tais informações na nossa vida, no dia a dia. Pois, de nada nos adiantará um texto longo, recheado de palavras, às vezes extremamente exóticas, muitas das quais nem fazem parte do vocabulário diário da maioria das pessoas.

Esclareço, com todo o meu respeito pelos canalizadores, que a intenção aqui é dinamizar o entendimento das canalizações, para que todos possam – de fato e de direito – colocar em movimento todas as observações contidas num texto canalizado.

Isso é muito fácil de ser comprovado. Infelizmente, hoje, - e a tendência é se agravar -, a maioria das pessoas não consegue encontrar, em sua vida, tempo para ler/estudar, livros afins, textos canalizados e outros.  Elas lêem, rapidamente e, logo em seguida querem ‘mais’; como se fossem encontrar no texto seguinte uma fórmula mágica que resolvesse todas as suas dificuldades. Porque isso não existe!

A interpretação de uma mensagem, em minha opinião, fica a critério do canalizador – preservando-se, evidentemente, o conteúdo. Podemos transmitir informações importantíssimas sem criarmos pânico e medo nas pessoas que receberão tais informações.

Pânico e medo são agravantes, cujos desdobramentos podem ser irreversíveis para toda a humanidade, e eu não acredito que Deus, os anjos, ou espíritos de luz – que SIMBOLIZAM O AMOR PERFEITO, O AMOR INCONDICIONAL -  possam querer isso para os seres humanos.  O medo gera pânico e o pânico gera violência. E violência é o que mais encontramos, hoje, por todo o planeta Terra.

Uma mensagem canalizada se transforma em informação, que, por sua vez, circula velozmente pela internet, atingindo um número inimaginável de leitores por todo o planeta. E aí, então, acontecem as “interpretações pessoais” e as mensagens podem, até, ser alteradas por interesses mesquinhos, duvidosos, e o que no princípio continha elementos importantes para a humanidade, deixa de cumprir sua função de divulgação de alertas para o bem de todos os envolvidos.

Assim, considerando tudo isso, há alguns anos, aprendi com os “Anjos” a sintetizar as mensagens que canalizo de maneira a despertar, nos buscadores espirituais, o interesse mais objetivo.  Essa objetividade está intimamente ligada à reflexão dos temas abordados e, de maneira clara, como um indivíduo poderá aplicá-la na sua vida, obtendo resultado condizente com a sua necessidade individual e, principalmente, coletiva.

A tecnologia, hoje, nos favorece também nessa jornada.  Uma apresentação em Power Point, por exemplo, onde o usuário movimenta livremente a sequência dos slides, facilita a reflexão e o estudo sobre o texto, ficando a seu critério colocá-la, ou não, em funcionamento na sua vida.

Ainda na formatação dos PPS, tenho o maior carinho e cuidado ao criar imagens ilustrativas, visando, com isso, valorizar ainda mais as mensagens ali contidas. Ah! Você poderá pensar que o que de fato interessa são as ‘palavras’. Hum! Sim e não.

Lembre-se de que somos todos diferentes uns dos outros, apesar de sermos UM.
Assim, você reage/responde a uma informação de maneira diferente de outras pessoas, até de seus amigos mais próximos.  Então, imagine como as canalizações em textos prolixos, acabam por se perderem, da fonte até o destino. A interpretação de textos, de qualquer natureza,  vai depender muito do intérprete  - do leitor em especial.

Essa é a minha visão dos contatos e benefícios que podemos incorporar à nossa vida, através das mensagens dos Anjos. Independentemente da sua escolha religiosa, os anjos permanecem de plantão, disponíveis – a todo o momento – para instruir e orientar a todos aqueles que se dispuserem a escutá-los.

Quando você receber uma mensagem, avalie a mensagem em todos os níveis e sentidos.
Qual o impacto da mensagem na sua vida?

Quando você lê, ou escuta, uma mensagem, qual o pensamento que surge na sua mente logo de imediato?

Ops! “nunca havia pensado isso antes!”
“Meu Deus, isso parece que foi escrito para mim!”

Pode, também, acontecer o seguinte:
“Nossa, isso nada tem a ver comigo!”

Nessa frase, e em outras também, podem estar contidas inúmeras verdades, pois, em alguns casos, o impacto nos diz:
“olhe para essa situação de outra maneira”, “seja honesto consigo mesmo: reconheça que errou”´, e por aí seguem as deduções.

Então, não rejeite nada no primeiro momento. Volte à leitura e tire suas conclusões depois de refletir sobre o impacto das mensagens na sua vida, mesmo que lhe pareça sem sentido.
Simples, não é?

Se você, de fato, estiver solicitando orientação, a mensagem estará diretamente ligada à sua pergunta, no momento presente ou, até, um tempo a mais pela frente. E, quando você receber uma mensagem e, depois de lê-la, se sentir desconfortável com o que leu, sugiro que procure na mensagem frases, ou mesmo palavras, que possam sintetizar todo o texto, de forma a deixá-lo compreensível  e útil – não só para você mas para todos. Mas, NÃO MODIFIQUE O TEXTO, PRESERVE SUA INTEGRIDADE e, se achar importante para alguém em especial, passe adiante.

Muitas vezes, mensagens importantíssimas são ignoradas, exatamente por terem sido extensamente descritas.
O Canalizador recebe a mensagem na íntegra, e, em seguida, precisará interpretá-la (sem modificar sua essência)  antes de passá-la adiante. Isso é bom senso, pois, no momento do contato,  nossa energia está numa frequência que se modifica quando termina o contato.

Por mais que estejamos conscientes das nossas responsabilidades quando recebemos ‘mensagens canalizadas’, não podemos ignorar os fatores – nossos! – emocionais que, se não observados com rigor e honestidade, interferirão de maneira ostensiva no texto transcrito.

Assim, observando esses critérios de comprometimento e honestidade, eu transformo as mensagens que recebo  em apresentações do Power Point, para você ler, refletir e, se sentir que a mensagem ‘chega fundo dentro de você”, dê o passo seguinte, que é vivenciar a apresentação e praticá-la no seu dia a dia.

Há também apresentações mais extensas, cujo objetivo é a pesquisa e estudos profundos, como são alguns PPS dos Anjos e todos da Huna, divididos em mais de uma apresentação de um mesmo tema.

Por isso, peço sempre, a todos que recebem os meus PPS, para não modificá-los, pois eles são o resultado de várias horas de dedicação, comprometimento e responsabilidade com aqueles  ‘buscadores espirituais’ que, de fato, desejam caminhar na direção da Luz.  E possuem autoria, vinda do plano espiritual.

http://anjodeluz.ning.com

ARCANJO MIGUEL REGENTE 2012 CANALIZAÇÃO CONSOLAÇÃO MONDUCCI




Arcanjo Miguel regente 2012
 
FALA MIGUEL, aqui sempre aqui. 

Que a PAZ PERMANEÇA VIVA DENTRO E FORA DE SEU CORAÇÃO. Não existe empecilho maior, que impeça a PAZ, do que a prepotência nos atos de um ser. 
2012 será, com certeza, um ANO a mais no calendário desse planeta tão amado por todos os Seres de Luz.
 
Ó amados filhos da Luz, voltai toda a vossa atenção para o verdadeiro significado da palavra AMOR. É através do AMOR que a humanidade vai superar todos os ciclos normais do seu, natural, processo evolucionário. Nenhum obstáculo será maior do que a falta de consciência desse significado. Por vezes falamos sobre a importância de transformar seus sentimentos. Transformem-se! É dentro de VOCÊS!  - Que a MAIOR DE TODAS AS TRANSFORMAÇÕES ACONTECE/ACONTECERÁ.
 
O aspecto mais importante não é buscar fórmulas estratosféricas para, dentro de um microcosmos, encontrarem-se soluções macrocósmicas. Isso não existe. Na simplicidade de um SER TOTALMENTE PURO, está a grande dádiva divina. Linhas e traçados surgem e vocês não alinhavam seus pertences, salvando-os de sua rigidez e prepotência. Sejam mais humildes e tolerantes consigo mesmos.
 
As frequencias, todas elas, estão sim, sendo alteradas para que a humanidade possa alinhar-se em outro padrão vibracional. Vocês, ainda, não tem condições de entender isso; ninguém – nesse planeta pode e deve saber sobre isso agora. Muitos segredos ‘simples’ estão emergindo de suas mentes para serem perfeitamente compreendidos e assimilados e, validados a cada respiração consciente, de que cada ser vivo realiza seu papel sobre esse planeta.
 
Nada pode mudar o curso do puro bem maior para todos. Mas as suas ações, sim. Ações responsáveis em pensamento e atitudes significam uma frequência de luz que se potencializa de acordo com a necessidade individual e coletiva. 
Somos todos SERES DE LUZ E HARMONIA. E, assim, desejamos ver e conviver com os nossos amados seres em transformação nesse mesmo sistema de consciência. 
Abram suas mentes e deixe-nos fluir por e através de vocês. Sejam pacientes com seus sentimentos, reflitam sobre eles, e os desvincule das regras e diretrizes básicas lidas em livros ou proferidas em público. Sejam mais confiantes e abertos a tudo que vos chega através desse canal de puro amor e responsabilidade.
 
Estamos aqui e sempre estaremos. Portanto, não  fiquem preocupados com ondas supostamente criadas pela sua intenção  em destruir o seu mundo – o mundo  que não é aquele que vocês querem. Isso não é possível. Fiquem apenas conscientes de que as transformações já acontecem há alguns tantos ciclos que são conhecidos como ano celestial. O Céu com que vocês sonham está abaixo dos seus pés; acima das suas cabeças está o Ser Maior – seu Deus Pai/Mãe. Ele é o seu céu AGORA. Independentemente das suas ações impensadas, revoltas e criticas  ELE ai permanece.
 
NOSSA ‘SUGESTÃO’ PARA O PRÓXIMO CICLO É: MANTENHAM-SE ALINHADOS COM A FONTE DE AMOR ABSOLUTO.  
Não basta, porém, que se  dediquem  horas a fio em  meditação e outros recursos traduzidos por outros seres. O que enfatizamos é claro e absolutamente viável a qualquer ser humano: MANTENHAM-SE ATENTOS À EXISTÊNCIA DO ‘EU SUPERIOR’ – Seu Deus Pai e Mãe, confiável – amoroso e possuidor das informações e experiências que lhes dizem respeito. Nada pode alterar isso.  
Se as suas frequências estiverem alinhadas nessa conscientização, em pouquíssimo tempo suas vidas tomarão um rumo inimaginável dentro dos seus próprios conceitos de realização.
 
Vocês ainda são limitados pelos conceitos terrestres de crescimento e pela preocupação de estar em outro lugar, e não aqui, a cada momento. Sejam francos consigo mesmos e não desperdicem seus pensamentos e energia especulando situações além da sua própria condição humana. Saibam que, agindo assim, estarão dissipando o que lhes é mais importante:  SUA ENERGIA VITAL.
 
Ponderem seus recursos e sejam mais claros e objetivos. Comecem pela auto-análise de seu comportamento interior (pensamentos e sentimentos), em seguida transfiram essa mesma atenção para aquilo que vocês colocam aos outros e vejam o que estão fazendo. Ação gera reação. O que vocês querem gerar em 2012? Criem/recriem o melhor de si mesmos.
 
Eu Miguel, falei e continuarei falando para aqueles que estiverem dispostos e disponíveis a OURVIR A VOZ DE SEUS CORAÇÕES.
 
2012 e todos os anos que virão estarão sob a guarda e proteção dos Anjos do Criador. 
Sejam vocês a mais pura manifestação Dele e honrem-se a cada instante de sua existência. Ponderem e considerem suas ações e TRANFORMEM-SE! AJAM!  VIVAM  E SEJAM GRATOS.
 
FELIZ RENASCER CONSTANTE.
 
ANO 2012: SABEDORIA é palavra-chave em todas as eras, e não será diferente em 2012. 
  
MANTRA PARA 2012: MEU TEMPO É AGORA, EU REALIZO MEUS SONHOS E DESEJOS. 
 

RELATÓRIO DA ENERGIA PARA NOVEMBRO DE 2011 - Mensagem de Kate Spreckley - em 12 de Novembro de 2011.


Outubro foi inquestionavelmente um mês de mudança, transformação e de profundo crescimento interior. Aberturas para maiores quantidades de amor Divino, poder e energia ampliaram os nossos horizontes, o que estabeleceu dentro de nós uma profunda força e poder interior. As energias de Outubro criaram uma dinâmica vibratória que continuará a infundir toda a nossa existência e nos permitirá viver ativamente a nossa verdade. Isto irá despertar um maior sentimento e sentido de quem nós somos e o que estamos aqui para fazer, o que lhes irá permitir re-criar o seu mundo, utilizando com a consciência, as virtudes Divinas do perdão, do amor e da compaixão.

Vocês podem sentir uma paz mais interna e mais profunda, pois muitos medos, padrões limitantes e crenças foram liberados em Outubro. Esta liberação criou espaço para que muitas inspirações novas e novos potenciais sejam revelados em Novembro, o que continuará a apoiar os sentimentos de paz interior e de tranqüilidade. Novembro, no entanto, promete ser um dos meses mais transformadores de 2011. As energias associadas da Lua Cheia, do Portal 11:11:11 e do Eclipse Solar parcial da Lua Nova, irão limpar as suas energias e trarão a todos nós ao ponto de perfeito equilíbrio. Este equilíbrio permitirá que ocorra um renascimento, o que os iniciará nos mistérios mais profundos de sua existência. Assim, uma nova direção irá emergir, através da qual vocês poderão explorar os seus novos níveis expandidos de consciência e percepção.

Em Novembro, serão experienciadas novas e emocionantes formas de processar e de assimilar a energia, enquanto novos e poderosos fluxos de energia Espiritual fluem através da consciência da humanidade. Quaisquer estruturas de separação serão transformadas na graça da luz unificada, que irá irradiar de sua essência, alinhando os seus corpos Espirituais e físicos em perfeito equilíbrio. Quando este alinhamento se intensificar, vocês desenvolverão a habilidade de manter sem esforço a harmonia e o equilíbrio interior em meio a quaisquer tensões e stress contínuo.

A LUA CHEIA E O PORTAL 11:11:11

Em 10 e 11 de Novembro, a Lua Cheia está no signo astrológico de Touro. Com o Sol ainda no signo de Escorpião, estas energias associadas apoiarão o nosso processo de iluminar a sombra e de superar as limitações do sofrimento e do medo. Estas energias da Lua Cheia irão estimular a ação e o impulso necessários para avançarmos em nossos caminhos. Haverá um forte desejo para rever a sua vida, suas opções e a sua habilidade de trabalhar na manifestação dos seus sonhos para esta realidade. Vocês serão obrigados a observar e eliminar qualquer coisa a que possam estar se apegando, que esteja continuando a criar a dor e o sofrimento em sua vida. Soluções de apoio serão reveladas enquanto vocês continuam a se conectar conscientemente com o Divino e agir sobre a orientação e a inspiração assim recebidas. Nós somos co-criadores com o Divino e embora a inspiração Divina e o ímpeto sejam as chaves para a nossa capacidade de criar a mudança no plano físico, não iremos a lugar nenhum se não tomarmos a iniciativa e agirmos de acordo com a dita orientação. A energia da Lua Cheia e deste Portal os presenteará com a inspiração e o impulso para se libertarem do velho e aceitarem o novo.

O Portal 11:11:11 é a porta através da qual o potencial mais pleno do seu Espírito pode ser despertado nesta realidade física. Ele mantém a santa trindade do Espírito, coração e corpo, e nos encoraja a aprendermos a interagirmos e a fundirmos com estes aspectos para criarmos uma bela sinfonia de luz, de amor e de energia.

Com este Portal, a energia de nosso processo evolutivo se torna mais óbvia no mundo ao redor e um renascimento abrangente irá ocorrer, incentivando um novo reino mais Espiritual. As barreiras que existem entre o Espiritual e o físico estão se rompendo, impelindo a humanidade a uma nova e divertida jornada.

O número 11 está intimamente ligado à revelação Divina e insiste que vivamos a nossa luz e a nossa verdade. Fazer o contrário é tornar a vida mais difícil e mais desafiadora do que o necessário. Enquanto nos movemos através deste poderoso Portal 11:11:11, o enorme potencial da Humanidade será desbloqueado, enquanto o coração e a mente se fundem em Divina união. Isto despertará em vocês a habilidade de canalizar sem esforço a energia da Consciência Crística para afetar a transformação e a mudança no plano da Terra. Uma perspectiva mais compassiva irá emergir, permitindo-lhes expandir efetivamente a sua visão além do seu eu individual e a cumprir a sua missão terrena.

Enquanto o mês de Novembro continua, seremos solicitados a penetrarmos ainda mais dentro da caverna dos nossos corações. A mente pode parecer um pouco confusa e vocês podem perceber as suas emoções, sentimentos e intuição muito mais fortes e mais fáceis de seguir. Como vocês encontrarem a energia deste mês, irá guiar as suas futuras criações. Quando vocês operam a partir do seu centro cardíaco, a inspiração se torna mais clara, as suas habilidades mais reforçadas, presenteando-lhes com um novo foco e uma disposição comprometida de se engajarem plenamente com os seus processos de cura e do despertar.

ECLIPSE SOLAR DA LUA NOVA

No dia 24 de Novembro, nós temos também um Eclipse Solar parcial, tanto com a Lua, quanto com o Sol, no signo astrológico de Sagitário. Os Eclipses marcam um momento de verdade, que está muitas vezes perdido no tempo, mas cujos efeitos serão sentidos nos próximos seis meses. Com o Sol e a Lua em Sagitário, um signo do fogo, nós podemos estar certos de que o desejo para a ação e a mudança será forte. A energia deste Eclipse da Lua Nova será clara e equilibrada e irá favorecer mais ainda a nossa habilidade em sermos instrumentos seguros e puros para o amor e a luz do Divino.

A energia da Lua Nova será amplificada pelo Eclipse, o que nos permitirá a nos conectarmos mais plenamente com o nosso Espírito. Enquanto os aspectos físicos e Espirituais se aproximam mais e mais da unidade, a sua cura interior os presenteará com uma compreensão mais clara do seu caminho. Sua habilidade de se ajustar conscientemente às situações da vida, prestando atenção ao chamado de sua alma, irá se fortalecer. Manter o foco centrado no coração tornará as suas escolhas seguras e permitirá que as suas ações reflitam corajosamente as necessidades do todo. Coletivamente, estamos todos curando a nossa dualidade e enquanto vocês continuam nesta jornada sagrada, vocês irão recuperar a sua sabedoria Divina, remodelar o seu destino e re-criar este mundo.

A energia de Novembro irá exigir que vocês façam algumas perguntas difíceis a si mesmos e que enfrentem todos os medos restantes. Presenteiem-se com o espaço interior necessário para realmente se libertarem de quaisquer padrões limitantes e repressivos. Resistir à desintegração do velho, somente irá intensificar qualquer dor, solidão e vazio que vocês possam estar sentindo. Abram-se para a poderosa abundância do amor e cura Divinos e usem a bondade e a compreensão durante este mês, e vocês serão capazes de influenciar a energia para o despertar do amor, da alegria e da esperança.


----.....---==II==----.....----


Direitos Autorais 2010 Kate Ann Spreckley http://www.spiritpathways.co.za

O SOM DO UNIVERSO

Em física, série harmônica é o conjunto de ondas composto da frequência fundamental e de todos os múltiplos inteiros desta frequência. De forma geral, uma série harmônica é resultado da vibração de algum tipo de oscilador harmônico. Entre estes estão inclusos os pêndulos, corpos rotativos (tais como motores e geradores elétricos) e a maior parte dos corpos produtores de som dos instrumentos musicais. As principais aplicações práticas do estudo das séries harmônicas estão na música e na análise de espectros eletromagnéticos, tais como ondas de rádio e sistemas de corrente alternada. Em Matemática, o termo série harmônica refere-se a uma série infinita. Também podem ser utilizadas outras ferramentas de análise matemática para estudar este fenômeno, tais como as transformadas de Fourier e as série de Fourier.



Desde a antiguidade, muitas civilizações perceberam que um corpo em vibração produz sons em diferentes frequências.



Essa escala, (postada no link acima) que vem sendo atualizada através das mais recentes descobertas científicas, representa o mergulho ascensional da percepção humana em direção ao imperceptível, um desdobrar incessante em oitavas de gradações de energia por onde a vida prossegue, palpitando muito além de nossos cinco canais transdutores — nossos cinco sentidos. A despeito das concepções materialistas, o Ser e o universo se estendem em frequências altíssimas. Partindo desde as vibrações mais baixas do tato (2 a 8 Hz) às freqüências altíssimas dos raios gama e cósmicos, a despeito de todas as concepções niilistas, o Ser e o universo se agigantam e se estendem em magnífico esplendor, sugerindo a essência de sua natureza ultradimensional gloriosa, suprema fonte transcendente mais acessível aos artistas, aos sábios, filósofos e santos. Com nossos sentidos, captamos apenas algumas oitavas do teclado universal. A escala de Flammarion ilustra as vibrações organizadas em oitavas, semelhante ao teclado de um piano. Se tocamos a tecla correspondente à nota Do, e a seguir contamos sete teclas brancas, tocando a oitava tecla, fazemos soar a nota Do uma oitava acima. No caso de escala descendente, uma oitava abaixo.
Imaginando o universo como um gigantesco teclado de piano onde todas as manifestações materiais ou imateriais são produzidas por notas ou grupos de notas ressoando pelo espaço infinito, conseguimos captar apenas, com nossos limitados sentidos, algumas oitavas deste imenso teclado.
Digamos que o universo todo ressoa como uma grande "orquestra" fractal. Em cada "escala" ou "nível" há uma frequencia/vibração/SOM interagindo com outra. O Sol é o nosso "regente", pois a Terra assim como os demais planetas do sistema solar "dançam" conforme a "música" proveniente do Sol. Ou seja, a própria gravidade é o resultado de uma frequência/vibração/som. Não é por acaso que a grande maioria das "deidades" antropomorfizadas na história da humanidade, SEMPRE tiveram uma referencia ao Sol.
[The son of god = o filho de deus. - The sun of god = o Sol de deus]. Essa referência está presente em todas as civilizações antigas e o Sol era "visto" como sendo o próprio "olho de deus". Os Maias o chamavam de "kinich ahau", os egípcios tiveram muitos, sendo o mais conhecido como "Amen-Rá". E os cristãos atualmente não poderiam ser diferente, pois o cristianismo é completamente herdado de religiões mais antigas, mais precisamente da Frateridade Babilônica e seus fundadores, os Levitas (Antigos sacerdotes egípcios). Sendo assim, a referência solar antropomorfizada cristã da atualidade é Jesus, "a LUZ do mundo" e o "filho de deus".


Para os Maias: "o ciclo começa com a manifestação
do "espírito", que sai de HUNAB-KU, seu único "deus", que está em todas as partes, e se densifica na matéria, na terra e na água."

Perceba na imagem ao lado que esse deus era representado com uma espiral.

Essa espiral também aparece na civilização celta,
mas falarei sobre isso depois.


A FLOR DA VIDA
É um símbolo muito antigo, encontrado nos Vedas e também na civilização celta. Os celtas o utilizaram muito como elemento decorativo, presente nos frisos e demais obras de arte.
O círculo simboliza o universo imanente, Símbolos como o que encontra-se no centro são chamados de triquetras, que em latin quer dizer 3 "esquinas". Alguns referem-se a este símbolo como sendo um símbolo de Jesus; o peixe formado por duas linhas curvas também era um símbolo dos cristão. A triquetra é formada por 3 destes "peixes"…
Outro aspecto interessante é que a triquetra é um símbolo unicursal ou seja, traçado continuamente, representado assim a eternidade.
Os Vedas falam de três mundos: o mundo material, o espiritual e o átmico. Na principal oração (mantra) das doutrinas védicas são cantados no início do "Gayatri" significando respectivamente os três mundos ( BHUR BHUVAH SVAHAH ).


A filosofia Celta referencia 3 Níveis distintos, mas interconectados e interpenetrados: o Físico, o Mental e o Espiritual.
Quando o Cristianismo "chegou aos Celtas" este símbolo foi utilizado para simbolizar a Trindade Cristã: Pai, Filho e Espírito Santo.
Repare nas freqüências produzidas no vídeo abaixo e perceba como a forma muda de acordo com o som, mas sempre parecendo uma flor.





APRECIE AGORA O SOM DESTA ORQUESTRA GALACTICA - SONS REAIS CAPTADOS PELA NASA:


A SEGUIR, OUÇA O SOL EM OITAVA SUPERIOR:




Postagens populares

O Blog Filosofia Esotérica Brasil é de mesma autoria do Consciência Estelar, vote para melhor blog!

O QUE PROCURA? ACHE POR AQUI!