quinta-feira, 3 de setembro de 2009

CRIANÇAS INDIGO E CRISTAL


Escolhi este assunto para começar o blog, pois é um assunto extremamente interessante e de interesse mundial. Muitas mudanças estão ocorrendo em nosso planeta, mudanças visíveis e invisíveis que estão vindo pra trasformar a consciencia do ser humano sobre sua atual situação. Mudanças de padrão vibratório do planeta, a realização de profecias tudo esta inerligado. E tudo começa com elas, nossas crianças que atualmente todo mundo vem percebendo, estão nasendo mudadas, mais independentes, diferentes, dotadas de uma inteligencia incomum a outras épocas. Sou mãe e percebo isso também em meu filho. Por isso resolvi abrir o Blog pra falar sobre tudo isso que vem acontecendo em nosso planeta e fora dele, que venho obtendo conhecimento através de pesquisas, projeção, terapias. Abraços a todos e muita Luz!

O Contrato entre Pais e Filhos

Antes de uma alma encarnar na Terra ela seleciona um local e a família que preencherá as suas necessidades espirituais de crescimento e evolução. Vocês podem estar certos que as vossas crianças os selecionaram por uma razão que as conduzirá ao crescimento delas assim como também ao vosso, pois estes contratos de alma são sempre de natureza mútua.
Os pais se responsabilizam por criar a alma que chega a seu corpo jovem assim como protegê-la e dar-lhe tudo o que necessita para sobreviver no plano material. Os pais também se responsabilizam por ajudar no desenvolvimento de quaisquer habilidades e talentos que possam fazer parte da missão espiritual da criança neste planeta.

A criança, por sua vez, responsabiliza-se em ajudar os pais a elevarem a sua consciência através da convivência com uma alma de vibração superior e de mais profunda sabedoria. Este é o caminho natural da evolução, onde a alma da criança está sempre numa espiral superior de evolução e podendo, portanto, auxiliar os pais a também evoluírem. Mas os pais necessitam estar conscientes desta dádiva. Tantos pais adormecidos vêem suas crianças como seres vulneráveis, que necessitam ser controladas e moldadas, que são incapazes de ver a sabedoria e a dádiva que vem com cada criança.

Na futura Nova Terra, cada criança que nascer será reconhecida por sua sabedoria como alma. E os pais estarão conscientes de seu contrato com a criança, e buscarão cumpri-lo juntamente com suas obrigações materiais para o bem estar físico da criança.

Criança Índigo

Os pais que aceitam apoiar e criar uma criança da vibração Índigo concordaram em ser os zeladores de uma alma que traz uma nova forma de energia para o Planeta.
Crianças Índigo são almas pioneiras e seus pais acordaram em juntarem-se a eles para serem os pioneiros de novas formas de vida familiar e comunitária.
A missão da alma da criança é questionar e desafiar velhas formas e criar o caminho para a manifestação de novas formas. Uma criança Índigo é também sensível, amorosa, talentosa e intuitiva. Os pais responsabilizam-se em encontrar formas de estimular esta sensível e bela energia e ajudar no desenvolvimento dos dons e talentos da criança até ao ponto que puderem.

A criança, por sua vez, se compromete a ser a instrutora de novos caminhos. Mas para fazer isto precisa desafiar e questionar os velhos caminhos. A criança Índigo faz isto de duas maneiras. Primeiramente, ele ou ela questiona ou desafia todos os sistemas de crenças e “regras” que vocês ou qualquer outra pessoa tente impor a elas. Desta forma elas lhes mostrarão o que funciona para elas e o que não, e dependerá de vocês, como pais, ouvirem e aprenderem,e não tentarem impor a vossa vontade a elas.

O segundo método de ensinamento é a criança prover um “espelho” para os pais. A criança aceita os padrões disfuncionais que os pais estão a fazer prevalecer nas suas vidas. Estes padrões têm geralmente a ver com a baixa auto-estima e a não aceitação do eu. É por isto que tantos Índigos entram em padrões auto-destrutivos de abuso de drogas e promiscuidade sexual. Eles estão refletindo de volta à suas famílias e comunidades os padrões auto-destrutivos que eles aprenderam.

É também por isto que muitos pais de Indigos lutam com os padrões de comportamento aparentemente destrutivos dos adolescentes Índigos. Os pais precisam compreender que necessitam examinar os seus próprios padrões destrutivos e começar a vivenciar padrões mais amorosos e revigorantes que auxiliem a si e à suas crianças. Quantos pais preenchem suas mentes e corpos com pensamentos e substâncias tóxicas e gastam seu tempo com trabalhos que não gostam, anulando os seus verdadeiros sentimentos? A vossa criança Índigo o alertará disto e será o vosso guia para libertá-los destas formas de ser aprendidas e herdadas. Elas vos ajudarão a despertarem para quem e o que vocês são e para o que vocês são capazes quando são verdadeiros consigo mesmos.

Crianças Cristal

A criança da vibração Cristal traz um tipo diferente de contrato com os pais. Pode-se dizer que onde as Índigo são a equipe de demolição, as Cristal são os construtores. É por isto que Índigos e Cristais encarnam com tanta freqüência na mesma família. Isto permite que sejam removidas as velhas estruturas e as novas sejam construídas.
Mas uma criança Cristal é um ser de vibração muito alta e a missão de sua alma inclui trabalhar na Rede Planetária Cristal e manter a energia para facilitar a mudança global. Assim sendo, o contrato com a criança Cristal é ainda mais desafiador para os pais que precisam compreender que esta pequena criança é também uma alma sábia e poderosa cujo trabalho se estende além dos estreitos perímetros da família.

É por isto que as crianças Cristal estão frequentemente estressadas e superenergizadas. Elas estão trabalhando com as energias daqueles à sua volta, não apenas ao nível familiar, mas também ao amplo nível comunitário. O desafio é dos pais em compreenderem a natureza do trabalho do ser e alma da criança Cristal e tentarem apoiá-los de acordo.

Em retorno, a criança Cristal auxiliará no crescimento espiritual dos pais. A criança Cristal é capaz de “atrair” para a vida dos pais as pessoas e eventos que os pais necessitam para seu desenvolvimento. Isto é porque a consciência da criança Cristal frequentemente se estende de forma muito ampla e pode localizar e atrair aqueles seres que poderão ser mais benéficos naquele momento para a família. Portanto, pais de
crianças Cristal frequentemente se encontram numa trilha de acelerado crescimento e desenvolvimento que é a dádiva de sua criança.

O crescimento espiritual irá auxiliar mais frequentemente a criar um nível superior de consciência dentro da família e também a criar novas formas de interação familiar e respeito. O ensinamento mais poderoso aqui é o da “Igualdade do ser”. A criança Cristal presenteia a família com energias poderosas, amorosas e criativas. É o “equivalente” dos pais e precisa ser tratada com exatamente o mesmo amor, respeito e honra.

No futuro, as crianças serão consideradas como iguais e com “direitos” iguais na família e não apenas como dependentes. As crianças serão consultadas nos assuntos familiares que as afete e lhes serão dadas opções e escolhas. Este é o ensinamento delas e seu contrato com vocês, como pais – honra, respeito, apoio e amor, que é mutuo e mutuamente benéfico.

Arcanjo Miguel através de Célia Fenn
http://www.starchild.co.za/portuguese/channel14por.html#two




Artigo publicado no número de Fevereiro da Revista portuguesa "Pais e Filhos", da autoria da sua diretora, Inês Baptista.

Sensíveis, intuitivas, criativas, algumas com capacidades paranormais, quase todas resistentes à imposição de autoridade e capazes de formular as suas próprias teorias acerca do mundo, as crianças índigo chegam com a missão de transformar a humanidade. São seres da nova energia, arautos da paz, mensageiras da luz. Estão a nascer em todas as casas e é importante aprender a reconhecê-las.

Há quem lhes chame «Crianças Estrela», «Crianças do Milênio», «Crianças da Luz». Quem acredite que são «os seres humanos do futuro», quem defenda que chegam à terra «saturadas de uma vibração anímica» que, até agora, não era comum, quem garanta que «sabem quem foram e o que vieram fazer nesta vida». Nancy Ann Tape, uma conhecida parapsicóloga americana, foi quem primeiro as designou como «crianças índigo», depois de ter constatado que era essa a cor da aura que as envolvia.

Uma cor azul-índigo que está conotada com o sexto chakra, também conhecido como «terceiro olho». Em termos simbólicos, este é o chakra da percepção consciente da essência, aquele que nos permite ver para além do mundo palpável e nos dota de faculdades psíquicas para podermos perceber os arquétipos.



Não será, assim, pura coincidência o fato de as crianças índigo serem particularmente sensíveis, extremamente intuitivas, e que algumas tenham capacidades paranormais. E mesmo que à primeira vista não seja fácil distingui-las no meio das crianças comuns, os entendidos garantem que elas são cada vez mais e que estão espalhadas por todo o planeta. À luz de uma perspectiva mais esotérica, o grande dom destas crianças é essencialmente espiritual.

Algumas podem até ser superdotadas em termos cognitivos e /ou de aprendizagens, mas não é isso o que realmente as diferencia das outras. Para quem acredita na teoria da reencarnação, as crianças índigo são velhas almas de regresso ao planeta Terra, cuja missão é transformar profundamente a humanidade e o mundo.

Não se pense, porém, que o fenômeno índigo se esgota nas explicações esotéricas da Nova Era e dos seus seguidores. Nelson Lima, neuropsicólogo, diretor do Instituto da Inteligência e da Academia de Sobredotados, Membro da Academia de Ciências da Califórnia, Investigador da Bircham University, entre outras coisas, é apenas um dos muitos cientistas que tenta dotar este fenômeno «de uma teoria credível». Por isso se propõe «analisar os aspectos culturais e sociais que lhe estão associados (e, eventualmente, os espirituais e religiosos)». E explica:

"Embora não adote a versão espiritual, não posso, de maneira nenhuma, dizer que não existem fenômenos espirituais, pois todos sabemos que existem. No entanto, vejo as crianças índigo de uma outra perspectiva e, para mim, elas são crianças da nova era, produtos próprios de um novo tempo que criamos, de uma verdadeira tecnosfera que envolve o planeta.» Habituado a trabalhar com crianças especiais – no Instituto da Inteligência fazem-se, todos os dias, testes para descobrir meninos superdotados – Nelson Lima está familiarizado com uma nova geração que «não tem nada a ver com as crianças de há 30 ou 40 anos".

No entanto, ele próprio admite que este novo conceito de «índigo» ultrapassa os aspectos da sobredotação. «A arquitetura cognitiva das crianças de hoje é totalmente diferente, já que existem muito mais ligações entre os neuronios. Nos índigo, para além desse aspecto, parece haver uma capacidade inata para entender o mundo e as leis que o regem. Eles conseguem ter uma visão holística dos problemas, uma inteligência espiritual fora do comum.

Adotando uma linguagem ligada ao espiritualismo, eu diria que os índigo têm uma alma muito grande. Digo ‘alma’ no sentido em que Jung diria... "Alma". Seja em que sentido for, parece haver um certo consenso entre a perspectiva esotérica e a perspectiva científica. É a alma das crianças índigo que as torna especiais, mesmo que essa alma seja, como defende Nelson Lima, "uma criação da mente".


Geração de emergência


Independentemente da fé que se professa ou da ciência que se pratica, não é difícil perceber que o mundo atravessa momentos de mudança. A Era de Aquário não é apenas uma expressão que está na moda, mas uma indicação precisa de que estamos a passar para um novo ciclo. Deixamos a Era de Peixes, marcada pela violência, pelo materialismo, pela obscuridade, e dirigimo-nos para a Luz. Como escreveu Nelson Lima, num texto sobre o fenômeno índigo (e reparem que são de um cientista, e não de um astrólogo, as palavras que se seguem):

"As três grandes características do signo do Aquário – o Ar, o Masculino e Urano – permitem, de acordo com os seus adeptos, esperar um período de paz e harmonia universal, uma abertura da inteligência humana ao belo, ao amor e à fraternidade e uma expansão da consciência que nos permitirá melhor compreender as grandes leis que regem a Vida e o Universo do qual fazemos parte integrante. Será então um período marcado pela mudança de paradigmas, aceleradas e fantásticas transformações políticas e sociais, avanços tecnológicos de impacto profundo nas nossas vidas (e nos nossos cérebros) e uma maior consciência dos graves e preocupantes problemas que enfermam a humanidade e o planeta Terra".

É precisamente para nos ajudar a tomar consciência destes «graves e preocupantes problemas» que os índigo estão a chegar. Eles são, no fundo, os operadores da mudança, aqueles que vêm romper com os velhos sistemas e as velhas estruturas para recuperar e curar o planeta. Numa conferência proferida em Novembro de 2002 sobre estas crianças (disponível para download na internet em(
http://www.velatropa.com), André Louro de Almeida afirma:

"O contexto dos índigo é o planeta em que nós estamos – um planeta que não está bem. E, não só não está bem, como não tem tempo. E, quando não há tempo, o Logos (a forma ordenadora por detrás da evolução da Terra) faz emergir uma geração que não lida com a idéia de ‘para amanhã’, que não dissocia. E, se não dissocia, as coisas estão para acontecer AGORA. Os índigo trazem como impulso atuar JÁ. Eles são a geração de emergência".


Características dos Índigo


Atuar JÁ.
E, no entanto, para que possam atuar JÁ, os índigo precisam de ser reconhecidos. Pelos pais, pelos educadores, pelos professores, pela sociedade em geral. Não, não são pequenos extraterrestres azul-índigo que devemos procurar. Para quem é capaz de ver auras, bastará um olhar de fora. Todos os outros, no entanto, terão de os olhar por dentro. Isabel Leal, terapeuta de Reiki e com um livro sobre estes meninos na forja, alerta:

"Eles estão a nascer em todas as casas e vão provocar uma inversão total de valores. Só entendem a linguagem do amor, não se deixam enganar nem se desviam do seu caminho. Resistem aos padrões de educação tradicional e dão nas vistas pelo seu comportamento".

Mas qual é, afinal, o comportamento de uma criança índigo? Lee Carroll e Jan Tobber, autores de um livro que já vendeu milhares de exemplares em todo o mundo apresentaram, nesse mesmo livro, as dez características mais comuns da Criança Índigo. São elas:

1. Vêm ao mundo com um sentimento de realeza (e, freqüentemente, comportam-se como tal);
2. Têm a sensação de que merecem estar aqui e surpreendem-se quando os outros não sentem o mesmo;
3. A auto-estima não é alvo de grandes preocupações e, muitas vezes, estas crianças sabem dizer exatamente quem são;
4. Têm grandes dificuldades em aceitar a autoridade absoluta, sobretudo aquela que não dá explicações nem alternativas;
5. Há coisas que elas, pura e simplesmente, não são capazes de fazer, como esperar quietas numa fila;

6. Sentem-se frustradas com sistemas repetitivos, que não requerem criatividade;
7. Têm, muitas vezes, melhores formas de fazer as coisas, tanto em casa como na escola, o que as torna rebeldes e desintegradas, aos olhos dos outros;
8. Se não houver outros com o mesmo nível de consciência, podem sentir que não há ninguém que os entenda e tornar-se anti-sociais;
9. Não respondem à disciplina da culpa (‘Espera que o teu pai chegue a casa para ver o que fizeste’ é uma fórmula ineficaz);

10. São, por vezes, tímidos a expressar aquilo de que necessitam.

Tipos de Crianças Índigo Existem quatro tipos diferentes de Índigos e cada um tem uma proposta:

* Humanista:
Primeiro, existe o Índigo Humanista que vai trabalhar com as massas. Eles serão os futuros doutores, advogados, professores, vendedores, executivos e políticos. Vão servir as massas e são hiperativos. São extremamente sociais. Conversam com todo mundo e fazem amizade facilmente. São desastrados do ponto de vista motor e hiperativo, como dito anteriormente, e de vez em quando, eles vão dar com a cara nos muros, pois esquecem de pisar no freio. Eles não sabem brincar com apenas um brinquedo. Ao invés disso, trazem todos para fora e os espalham. Às vezes, não tocam na maioria destes. São do tipo que têm que ser permanentemente lembrados pois freqüentemente se esquecem das ordens simples e se distraem. Por exemplo, você pede para eles arrumarem o quarto. Eles começam a arrumar e de repente encontram um livro e começam a ler porque são leitores ferozes. Certa vez, eu estava em um vôo onde estava uma criança de cerca de 3 anos que estava aprontando. Sua mãe deu-lhe o panfleto de segurança do avião e ele o abriu todo com todas as figuras. Ele permaneceu sentado, muito sério como se estivesse lendo, muito sério e intenso na concentração. Ele estudou o folheto por uns cinco minutos e eu sabia que ele não poderia ler mas ele pensava que ele estava. Este é o típico Índigo Humanista.

* Conceitual:
Os Índigos Conceituais estão mais para projetos do que para pessoas. Serão os futuros engenheiros, arquitetos, projetistas, astronautas, pilotos e oficiais militares. Eles não são desajeitados, ao contrário, são bem atléticos como crianças. Eles têm um ar de controle e a pessoa que eles tentam controlar na maioria das vezes é a mãe se são meninos. As meninas tentam controlar os pais. Se eles são impedidos de fazer isso, existe um grande problema. Este tipo de Índigo tem tendência para outras inclinações, especialmente as drogas na puberdade. Os pais precisam observar bem o padrão de comportamento dessas crianças quando elas começarem a esconder ou a dizer coisas tais como, "Não chegue perto do meu quarto": é exatamente quando os pais precisam se aproximar mais.

* Artista: Este tipo de Índigo é muito mais sensível e freqüentemente menor em tamanho, embora isso não seja uma regra geral. Eles são mais fortemente ligados às artes. Eles são criativos e serão os futuros professores e artistas. Em qualquer campo que eles se dediquem será sempre pelo lado criativo. Se eles entrarem na medicina, eles se tornarão cirurgiões ou pesquisadores. Quando eles entrarem nas artes, eles serão o ator dos atores. Entre 4 a 10 anos eles podem pegar até 15 diferentes artes criativas - fazer uma por cinco minutos e encostar. Portanto, se diz às mães de artistas e músicos, "Não compre instrumentos, mas alugue". O Índigo Artista pode trabalhar com até 5 instrumentos diferentes e então, quando eles entrarem na puberdade, escolherão um campo e se empenharão para se tornarem artistas nessa especialização.

* Interdimensional:
O Índigo Interdimensional é muito maior do que os demais Índigos, do ponto de vista de estatura. Entre 1 e 2 anos de idade você não pode dizer nada para eles. Eles dizem: "Eu já sei. Eu posso fazer isso. Deixe-me sozinho". Eles serão os que trarão novas filosofias e espiritualidade para o mundo. Podem ser mais valentões porque são muito maiores e também porque não se encaixam no padrão dos outros três tipos.

Embora Lee Carroll e Jan Tober sejam uma referência incontornável quando se fala de crianças índigo (há ainda poucos livros publicados sobre este tema), é importante não ser redutor na análise das características que ambos apontam. Ou seja, há seguramente alguma verdade nestas suas afirmações, mas a nossa procura – enquanto pais, professores, educadores – não deverá resumir-se a marcar cruzinhas na lista acima descrita. Os meninos índigo entendem, essencialmente, a linguagem do amor. E é com o coração que os devemos procurar.

A importância dos pais e dos professores


Se procurá-los com o coração é o primeiro passo, muitos outros se têm de dar a seguir. Dentro de casa e na escola, os dois universos de referência nos primeiros anos de vida, pais e professores precisam de perceber que os velhos modelos não servem para estes meninos. "Os pais têm de tomar consciência que há conhecimentos novos que não são do seu tempo", alerta Nelson Lima.

"Numa sociedade em que a competitividade, o sucesso e a fama já não são apenas aspirações, mas valores, os pais querem a todo o custo que os filhos se tornem acadêmicos, técnicos, cientistas... Isto é, pessoas evoluídas culturalmente. Pouco lhes importa a filosofia ou a espiritualidade. E acabam por ser castradores. Porque canalizam os filhos no sentido de cumprirem o que eles não foram capazes". Daí ser tão importante, na opinião deste neuropsicólogo, «dar a palavra às crianças.» E acrescenta: "Saibamos nós, adultos, não reduzir tudo isto a nada, fazendo com que os nossos filhos recuem e dando assim continuidade aos nossos disparates".

Quanto à escola, Nelson Lima é radical: "É urgente destruir a escola atual e edificar uma nova". Por quê? "Porque, tal como existe, a escola é um entrave à evolução destas crianças. Costumo dizer aos professores, a quem dou formação, que temos uma escola neurótica, uma escola obsessivo-compulsiva. Neurótica, porque anda à deriva, sem rumo.

E obsessivo-compulsiva porque tem como objetivo ensinar, no mais curto espaço de tempo, saberes que são considerados essenciais, mas que servem para muito pouco.» Não há dúvida, são precisos novos caminhos. André Louro de Almeida deixa uma dica: "Quem é que chegou à escola e teve um educador que olhou para ele e disse": ‘Olha um dom! Vamos abrir a prenda e descobrir qual é'.

Quem encontrou uma postura toda receptiva, que constrói uma atmosfera de segurança e autoconfiança na qual o dom possa começar a vir ao de cima? (...) Temos de ter a inteligência emocional de acolher um ser destes [índigo] como um dom que chegou".

Principezinhos no meio do deserto


O dom, o dom de ser índigo, embora só agora comece a «dar nas vistas», existiu desde sempre nos seres humanos. São muitos os exemplos ao longo dos séculos, apesar de muito espaçados, era um aqui, outro ali, não se tratava ainda de uma geração inteira. Peguemos num que se manteve eternamente criança. Ao criar o Principezinho, Saint-Exupéry presenteou-nos, de certa forma, com a essência dos índigo.

É de meninos com essas características que devemos ir à procura. Meninos sensíveis, intuitivos, um pouco solitários, por vezes, sobretudo quando não encontram eco nos outros. Meninos que resistem aos velhos padrões de energia e não respondem nem se enquadram em estruturas rígidas ou pré-estabelecidas. Que são incapazes de dissociar, isto é, que não conseguem, ao invés de tantos adultos, pensar e /ou sentir uma coisa e depois fazer outra, totalmente diferente.

Que não pactuam com a mentira. Que não têm medo. Que não aceitam argumentos vazios de significado - «porque sim», «porque não» - nem explicações prepotentes - "porque eu estou a mandar" - nem padrões de resposta instituídos - "porque foi sempre assim". Meninos diferentes que serão cada vez mais, pois os Principezinhos de hoje já não vagueiam (apenas) por desertos longínquos à espera que um aviador lhes desenhe uma ovelha.

"Grandes homens têm defendido uma nova humanidade», diz Nelson Lima. "E os índigo trazem, de fato, o germe dessa nova humanidade. Não podemos correr o risco de desaproveitar esta fase extraordinária da nossa história humana para darmos o grande salto em frente. Estamos de tal forma prisioneiros de sistemas que nós próprios criamos que, se não formos capazes de sair dessas jaulas, o fenômeno índigo será um fenômeno meramente passageiro".

Ainda que o risco (teoricamente) possa existir, há uma evidência que já ninguém pode negar. Como diz Isabel Leal "eles estão a nascer em todas as casas". Existem, de carne e osso, em muitas famílias. Existem e vão pedir-lhe desenhos de ovelhas (não, não é um elefante dentro de uma jibóia que eles querem!), vão contar-lhe as conversas que têm com os anjos, vão questionar tudo o que não faz sentido, vão descobrir quando lhes estiver a mentir, vão exigir a mudança, vão alterar profundamente os padrões de comportamento da sociedade em que vivem. Por favor, dê-lhes ouvidos.



O “Anjo Humano” Índigo e Cristal Por: Celia Fenn - Tradução Espanhola

As crianças Índigo e Cristal não apenas se comportam e pensam de forma diferente que seus predecessores, como são diferentes espiritualmente. Seus corpos subtis estão mais desenvolvidos e elas estão “conectadas” de forma diferente. Por representarem o próximo passo na evolução humana, carregam dentro de suas auras a semente de uma nova e importante energia que está nascendo em nosso planeta.

É bem conhecido pela ciência que cada ser humano possui muito mais capacidade cerebral e de ADN, que não é usado, e para o qual não consegue encontrar utilidade. Este ADN “extra” é chamado até de “lixo” ADN. No entanto, não é “lixo” ou capacidade “desperdiçada”, é um potencial inato do ser humano esperando ser ativado.

Cada ser humano no planeta tem a capacidade inata de acordar para o seu pleno potencial. Em metafísica descrevemos esta capacidade como o Padrão (Modelo) do Anjo Humano. Os humanos foram programados originalmente para ter percepção total de sua essência divina e de suas origens angélicas. Contudo, como parte da exploração da densidade 3D, os humanos concordaram em ser “desconectados” desta consciência superior, por algum tempo. Isto resultou em parte do padrão ter sido “desligado” para permitir esta fase da evolução dentro da densidade.

Agora, contudo, a humanidade está pronta para se reconectar, havendo explorado a experiência completa dentro da densidade tri-dimensional. Estamos prontos para voltarmos “ao lar”, levando esta experiência ao nosso ser angelical. Estamos prontos para nos reconectarmos. As crianças Índigo e Cristal são a geração que vai estabelecer a ligação. Elas são a Ponte arco-íris. Elas nascem com seus padrões angelicais completamente “conectados” e prontos para serem usados!


Os Antigos e os Novos Padrões

O “antigo” padrão humano foi baseado no Sistema de 7 Chakras do Corpo Subtil Energético. Os Chakras levavam as cores como segue:

Chakra da Coroa: Branco
• Chakra Frontal /Terceiro Olho: Índigo /Violeta
• Chakra Laríngeo: Azul
• Chakra Cardíaco: Verde / Rosa
• Chakra do Plexo Solar: Amarelo
• Chakra Esplênico ou Umbilical: Laranja
• Chakra Básico / Raiz: Vermelho

O novo padrão ou Padrão do Anjo Humano possui Treze Chakras e leva as ondas de cor do seguinte modo:



• Coroa e Cabeça: Ouro e Prata
• Peito Superior Direito: Vermelho
• Peito Superior Esquerdo: Azul
• Coração e Abdômen: Violeta
• Braço e Mão Direita: Vermelho – Violeta
• Braço e Mão Esquerda: Azul – Violeta
• Órgãos Sexuais e Raiz: Vermelho – Laranja
• Quadril e Coxa Direita: Laranja : Orange
• Quadril e Coxa Esquerda: Verde
• Joelhos e Panturrilhas: Amarelo
• Pé e Tornozelo Direito: Laranja – Amarelo
• Pé e Tornozelo Esquerdo: Amarelo – Verde
• Estrela Terrestre: Azul - Verde


Assim é, pois! É por isto que eles são diferentes!

No novo padrão, a energia flui diretamente pela espinha abaixo e depois acima e à volta, formando “asas” de energia, como um anjo. Isto significa que o novo “anjo humano” é auto-sustentável energeticamente, e carrega energia em uma vibração e velocidade superior. Por isso as crianças Índigo e Cristal tem mais energia e procuram expressá-la em diferentes maneiras.

Crianças Índigo anseiam vivenciar suas energias com movimento e criatividade, levando-as freqüentemente a hiperatividade e a diagnósticos de TDA (Transtorno do Déficit de Atenção). Não há nada errado com estas crianças, estão simplesmente expressando a energia que flui através delas nestes níveis (de velocidade).

Crianças Cristal, por outro lado, expressam a energia abrandando o físico e concentram-se nos aspectos espirituais e multidimensionais.

A Experiência do “Anjo Humano” Índigo

As crianças Índigo nasceram com seu padrão de 13 Chakras ativado. Sua missão é serem destruidores de sistemas, assim sendo, sua energia está focada no mundo exterior. Elas usam seu fluxo kundalini intensificado para sentir o mundo e mudar energias densas e cristalizadas. Estes anjos humanos precisam de sua hiper-energia para quebrar e mudar os velhos padrões e a densidade da experiência tridimensional humana.

A “raiva” típica do Índigo é uma expressão desta energia estando focada para quebrar velhos sistemas e eliminar velhas energias. Crianças Índigo precisam de ser ajudadas a entender e equilibrar seus fluxos energéticos, e não a serem medicadas para a “normalidade” com drogas como Ritalin e Prozac. Este tipo de medicamento apenas “desassocia” os Índigos de seu padrão de “anjo humano” e os confina na velha experiência tridimensional


A Experiência do “Anjo Humano” Cristal

Muitos Índigos estão agora mudando para o estado Cristal, já que o trabalho dos Índigos está amplamente completo. Eles estão-se a juntar aos Índigos. O “Anjo Humano” Cristal está aqui para trazer a experiência do amor, da paz e da harmonia ao planeta e assim sendo, estes seres não necessitam do intenso foco externo do Índigo. Eles agora buscam equilibrar as energias superiores e inferiores do padrão.

A lentidão do desenvolvimento de muitas crianças Cristais é meramente uma expressão da necessidade de focar o seu kundalini de Anjo Humano entre a percepção humana de 3ª e 4ª dimensão, e os estados multidimensionais angelicais de percepção.

Os adultos que estão passando pelos programas de ativação e ascensão estão aprendendo também a trabalhar com um tipo diferente de fluxo da kundalini que é muito mais poderoso e intenso, e a equilibrar suas energias entre os treze chakras. Todos os humanos têm agora a escolha de ativar os treze chakras do padrão de anjo humano. Esta é a dádiva dada pelas Crianças Índigo e Cristal às pessoas mais velhas.

Entendendo as Nossas Crianças

Ao ler este texto, entenda que as Novas Crianças são diferentes. Sua energia é mais refinada e mais intensa. Elas são mais sensíveis e sentem mais profundamente. Elas entendem quem são e possuem consciência e percepção multidimensionais. Devemos honrá-las por quem são e o que são, e parar de tentar forçá-las a conformarem-se a paradigmas obsoletos da vida tridimensional.



Despertar das Crianças Cristal: Tornando-se Cristalino Por: Steve Rother e o Grupo.

O Grupo foi pioneiro na identificação e designação das Crianças de Vibração cristal numa canalização ocorrida em Maio de 1997. Foram apresentados os seus atributos e foi dito: “se vocês conseguirem tornar o planeta num local seguro para os acolher, eles virão” Em Novembro de 1998, o Grupo desenvolveu o tema das Crianças Cristal numa canalização ao vivo em Sudbury, Ontário. Esta informação surgiu, posteriormente, num capítulo sob o título:

“As Crianças de Vibração Cristal”, no nosso primeiro livro: “Re-member- a handbook for human evolution”, publicado em Outubro de 2000. Nessa ocasião, o Grupo forneceu mais alguns pormenores sobre estas crianças, afirmando que elas entrariam no planeta muito em breve. Devo dizer que quando o Grupo se referiu pela primeira vez às Crianças Cristal, eu interpretei como se fossem as Crianças Índigo.

Todavia, fui rapidamente elucidado, ao dizerem-me que estas crianças teriam novos atributos e constituíram um grupo de identificação diferente. Acrescentaram que as Crianças Cristal só seriam designadas como tal no início. A partir do momento em que a maioria das crianças apresentassem tais características, simplesmente chamar-lhes-emos “crianças”.

Lee Carol e Jan Tober são os autores dos livros sobre Crianças Índigo, para além de serem pessoas maravilhosas e meus amigos pessoais. Por isso, pude trocar impressões com eles sobre este aspecto – tanto ele como Jan disseram que as Crianças Cristal são um subgrupo das Crianças Índigo, ao passo que o Grupo diz que são nitidamente diferentes. A palavra “Índigo” surgiu através de Nancy Tappe que vê, de uma forma muito peculiar, campos de energia.


Esta palavra foi, então, usada para designar todas as novas crianças que estão a encarnar na Terra, incluindo as Cristal, as Psíquicas, etc. Esta aparente discrepância causou alguma confusão nas pessoas, como comprovam os inúmeros e-mails que recebemos regularmente.

Num acontecimento desta natureza, há um ponto crucial: os rótulos não são, de facto, importantes, pois a questão de fundo não é um problema de designação ou de semântica, mas sim as crianças e a forma como podemos tornar este planeta um local mais seguro para o desenvolvimento gradual da raça humana. Portanto, entendam: se nos depararmos com pontos de vista aparentemente opostos ou diferentes definições nos anos subseqüentes, isso não é, de todo, um facto pertinente.

Muitos autores chegarão com mais informações sobre estas novas crianças, por isso não nos deixemos enlear na rede de competição espiritual. Principalmente, não nos esqueçamos que existem muitas crianças no Planeta que não são nem Índigo, nem Cristal, donde que orientarmo-nos por rótulos, só poderá desencadear injustiças várias. Esperemos que a informação fornecida em seguida ajude a perceber que aquilo o que Grupo disse está muito à frente na evolução da humanidade – oferecemo-la com amor.


Do Grupo Saudações de Casa

Muitos de vocês sentiram a recente mudança de energia. Tal como uma lufada de ar fresco, a energia foi restabelecida recentemente. Podem, agora, sentir um alívio no ar, quando se preparam para avançar na vossa caminhada. Esta mudança energética continuará e estará concluída no início do ano vindouro. Trata-se de um passo evolucional para a integração da energia Cristal.

Será que alguma vez se interrogaram sobre o vosso interesse por cristais? Não é por acaso que eles têm vindo a comunicar energeticamente convosco há centenas de anos. Mais: a vossa própria evolução está a transformar a vossa biologia em algo cristalino. É por essa razão que os cristais exercem uma atração sobre vós De fato, deixem que vos digamos que tudo aquilo que designam por natureza, bem como todas as coisas sobre a Terra, se encontram no processo de transmutação cristalina.

Vocês começam a dar-se conta dessas mudanças, ao descobrir que a maior parte da Terra é de natureza cristalina. Vocês são, praticamente, seres de base carbônica. Contudo, dir-lhe-emos que a base dos átomos de carbono são apenas uma pequena mutação de um átomo de sílica, que é o elemento do cristal. Inclusivamente, as vossas tabelas periódicas mostram que a diferença entre os dois é mínima.

O efeito da pressão terrestre sobre o carbono está na base da evolução do elemento dos cristais que conhecem como diamantes. Da nossa perspectiva, estamos observando como vocês e tudo o que vos rodeia se vai transformando em belos diamantes. Sentimo-nos honrados por sermos uma pequena parte desse processo.



História da Informação

Em breve, verão os efeitos da Vibração das Crianças Cristal, como emissários que trazem consigo novos atributos: os mesmos que os destacam agora. O processo de Iluminação permitir-vos-á elevar os vossos corpos vibracionais até aos mais altos atributos das Crianças Cristal. Este processo estender-se-á pelos próximos 50 anos, ou mais, e ajudar-vos-á a transportar mais matéria cristalina para a vossa biologia.

A luz interage com os cristais de uma forma peculiar, por isso, vocês adoram observar a dança da luz que perpassa as faces de um diamante. É precisamente essa interação com a luz na vossa forma cristalina que elevará os atributos da humanidade na terra. Vocês estão expectantes face a este desenvolvimento.

Há vários anos que vos presenteamos com informação sobre o regresso da Vibração das Crianças Cristal. Aí a humanidade estava só no início do seu movimento em direção à elevação das suas capacidades. Na mensagem inicial, falamos do retorno das Crianças Cristal, trazendo consigo uma nova vibração que se assemelharia a capacidades mágicas, comparadas com os actuais atributos dos humanos.

Nessa altura, descrevemos estas crianças como sendo o próximo degrau na evolução humana, a qual incluiria uma importante ligação entre as bolhas físicas da biologia em que os vossos corpos habitam e o derradeiro retorno ao que vocês designam por “corpo de luz”. As Crianças Cristal têm dois atributos básicos.

O primeiro é que são altamente poderosas, com capacidades que vocês reconhecerão como sendo mágicas. A segunda é que são extremamente vulneráveis (frágeis), apresentando uma sensibilidade excepcional a energias de baixa vibração.


Para desânimo daqueles de entre vocês que buscam pormenores, descrevemos os seus atributos de forma vaga. Este laconismo foi intencional, uma vez que antevimos um potencial problema associado à introdução desta informação. Uma das características humanas de baixa vibração com a qual vocês freqüentemente se debatem é a da competição espiritual.

E, dado que, a competição espiritual é um conceito de baixa vibração baseado na ilusão da polaridade, pode tornar-se num desafio para a Vibração das Crianças Cristal, no momento em que entrarem no planeta. Portanto, limitamo-nos, no início, a lançar sementes.

Agora, no entanto, a necessidade de informação acerca da vossa própria evolução sobrepõe-se a qualquer potencial desafio. Os últimos meses trouxeram uma nova transformação energética a toda a humanidade e os atributos das Crianças Cristal necessitam, agora, de uma redefinição. Atributos Cristalinos.


Capacidades Psicocinéticas

As Crianças de Vibração Cristal têm capacidades de comunicação a vários níveis. Não só sabem ler os vossos pensamentos, como ainda, e mais importante, conseguem ver dentro dos vossos corações. Quando elas aumentarem em número no planeta, vocês verão uma comunicação imediata entre elas.

O seu próprio entendimento da energia e a forma como refletem a luz do seu ser interior dar-lhes-á capacidades psicocinéticas. Conseguirão mover objetos através da mente. Mais, terão a capacidade de reestruturar a matéria através do pensamento em pouco ou nenhum dispêndio de tempo.

Para nós, isto é bastante divertido, dado que há bem pouco tempo vocês inventaram histórias para o vosso entretenimento sobre seres do espaço dotados de poderes mentais que tomariam conta do vosso planeta. Agora aperceber-se-ão de que isso é realmente verdade, só que, afinal, eles serão as vossas crianças…


Potenciais Desafios

Tal como mencionamos, as Crianças de Vibração Cristal têm uma estrutura cristalina que lhes permite transportar mais luz no interior do seu ser físico. É esta estrutura cristalina que os leva a refletir aquelas coisas para as quais não têm referência. Sendo tão poderosas como são, não só refletem as energias para as quais não possuem referência, como também, durante esse processo, amplificam essa mesma energia. Dentro de pouco mais de 150 anos, estes atributos serão considerados lugares-comuns, contudo os primeiros a trazê-los na sua forma física podem experiênciar desafios consideráveis.

Autismo ou Cristal?

Deixem-nos apresentar alguns dos desafios imediatos com os quais estes seres de alta vibração se poderão confrontar. Tendo por base um sistema cristal, os seus corpos serão soltos e etéricos. Isto é o que vocês reconhecerão como hipersensibilidade, ou seja, o segundo atributo que anteriormente descrevemos como de extrema vulnerabilidade (ou fragilidade). Uma vez dominada essa vulnerabilidade, ela permitir-lhes-á viajar entre dimensões.

Em última instância, alcançarão a capacidade de se moverem interdimensionalmente, aquilo que habitualmente designam por viagens no tempo. Todavia, aqueles que atualmente entram no planeta ainda com pequenas quantidades de energia cristal poderão encontrar-se na circunstância de, inconscientemente, serem empurrados para outras dimensões.

Estas são, na verdade, Crianças Cristal que foram empurradas para outras dimensões e não foram capazes de recuperar. Estes seres gentis são extremamente sensíveis ao ambiente que os rodeia e aos estímulos exteriores que não estejam de acordo ou em harmonia com a elevada vibração que eles sustentam.

Isto confere-lhes uma aparência frágil, quando, na realidade, são seres humanos poderosos e evoluídos. Pedimos-lhes que comecem a observar e a questionar todos os estímulos exteriores, inclusive aqueles que têm vindo a ser usados para promover a saúde.



Hipersensibilidade Vibracional

Vocês também vão descobrir que as Crianças de Vibração Cristal são sensíveis a todos os estímulos vibracionais. A vibração a todos os níveis, quer seja a do som, da cor, do campo eletromagnético do meio envolvente, da poluição do ambiente pode ter efeitos perturbadores nas Crianças Cristal. A sua hipersensibilidade à vibração pode ser sentida a vários níveis, incluindo o magnético, eletromagnético, ambiental, aromático, sonoro, cromático e muitas outras formas de energia vibracional.

Estas crianças são hipersensíveis ao ambiente que as rodeia e são particularmente vulneráveis a todo tipo de poluição. Hoje, mesmo, vocês estão a descobrir que certas combinações de cores têm um estranho efeito sobre as Crianças Cristal. Dizemos-lhes que mesmo aquilo que vocês referiram como “cores múltiplas” foi uma tentativa inconsciente de controlar estes estímulos a fim de baixar os níveis vibracionais. As Crianças Cristal são precisamente ultra sensíveis a estes níveis inferiores de vibração.

Uma das formas de vibração energética com a qual as Crianças Cristal estão a ter dificuldades é a eletricidade. A Eletricidade é uma forma de energia que ocorre naturalmente na natureza, contudo a vossa adaptação à mesma, particularmente ao uso que fazem da corrente alterna, levará algum tempo de reajuste por parte das Crianças Cristal.

É engraçado como este tipo de eletricidade foi na realidade desenvolvida por alguém que transportava consigo uma enorme quantidade de energia Cristal (Nicolai Tesla). As Crianças Cristal têm de aprender a adaptar-se a esta forma de vibração energética.

Entretanto, se elas contatarem com um aparelho elétrico quando estiverem descentradas, zangadas ou confusas, será altamente provável que não só devolvam essa energia, como também a amplifiquem, ao fazer a ressonância. Isto provocará, efetivamente, a paragem de muitos aparelhos elétricos de uso comum. Com a prática, as Crianças Cristal adaptar-se-ão a estas ondas energéticas produzidas pelo homem. Até lá, a vidinha caseira pode parecer bastante interessante.


A Ligação Cristalina à Terra

A terra, como ente sensível, também está a passar por uma transformação rumo à forma cristalina. Vocês descobriram recentemente a natureza cristalina da água. O que partilhamos convosco, agora, é que essa não é tão só uma descoberta recente: é, antes, um passo adiante na evolução. Os reajustes na rede magnética do planeta estão quase completos.

O trabalho de Kryon na preparação da rede magnética do planeta estará completo dentro de alguns meses. Isto facilitará à Terra ressoar numa freqüência mais alta, bem como ajudará os humanos a suster o seu poder nas suas formas físicas. Além disso, permitirá às Crianças Cristal tomar os seus lugares. Este evento cósmico, por si só, ancorará a energia e abrirá a porta para que a vibração das Crianças Cristal dê o próximo passo rumo à evolução humana.

Empatia Emocional

A área de maior reajuste das Crianças Cristal é a da sua hipersensibilidade às reações humanas. Um pouco à semelhança da ausência de referencia para a emoção da culpa nas Crianças Índigo, vocês verão que a vibração das Crianças Cristal não tem qualquer referencia para a emoção humana do medo. O medo foi uma emoção muito importante para os humanos nos primórdios da sua evolução.

Juntamente com o ego, ela ajudou a assegurar a vossa sobrevivência. O medo serviu-vos bem. Todavia, a sua utilidade chegou ao fim. A emoção do medo é predominante nos corações humanos. Esta é razão por que vocês estão a enfrentar tantos medos coletivos neste momento da vossa história. Até aquilo que vocês vêem como sendo o terrorismo no vosso mundo é uma oportunidade para irem, coletivamente, além do medo.


Alérgicos ao Medo

Aqueles que vibram energia Cristal facilmente sentem o medo dentro dos corações daqueles que os rodeiam. O desafio chega quando eles sentem o medo dos outros e, inconscientemente, projetam-no de volta, na forma de emoções ampliadas. Isto causa estranhas reações nos humanos de baixa vibração. Por esta razão, os de vibração cristal caminham na luz, optando por não invocar o medo.

Quando este medo é projetado de volta, pode causar reações nocivas a toda a humanidade, na medida em que faz emergir o que de pior o ser humano tem. Por este motivo, as primeiras Crianças Cristal vão, normalmente, optar por se esconder.

Elas serão discretas e não irão facilmente mostrar as suas capacidades em público. À primeira vista, parecem meigas, dóceis e brandas, mas não interpretem isso como sendo desprovidas de poder. Os pais das Crianças Cristal procurarão escondê-las e mantê-las a salvo a todo o custo.

Mas isso mudará à medida em que se libertarem da vossa necessidade de medo. Esta foi a mensagem original que vos passamos há muitos anos, quando nós falamos pela primeira vez destas crianças. Dissemos: “se conseguirem tornar esse planeta um local mais seguro, elas virão”. Vocês ouviram… Elas estão a chegar agora.

Cristais Recém-Chegados, Cristais Adultos e Tu

O despertar da Vibração Cristal no interior das vossas bolhas físicas de biologia está a causar alterações em cada um de vós que precisam de alguma atenção. Ainda que as primeiras Crianças Cristal só entrem no vosso mundo dentro de alguns anos, há já algumas atualmente na Terra, contendo diferentes níveis de atributos Cristal.

São almas corajosas que concordaram em ser pioneiras e testar as águas. Muitos de vocês sentir-se-ão imediatamente atraídos para trabalhar com elas, no sentido de descobrir as suas imensas potencialidades. No entanto, ainda há muito para fazer.

Os próximos anos trarão Cristais recém-chegados que irão encarnar tranqüilamente e se tornarão adultos portadores de Vibração Cristal. Enquanto falamos das Crianças Cristal, muitos de vocês estão a reconhecer-se, agora, como sendo Cristais Adultos que têm vindo a manifestar estes atributos desde sempre.

Aqueles que assim o escolherem, sairão dos seus esconderijos e partilharão as suas histórias com os outros. Além do mais, devido às recentes mudanças na energia que vocês sentiram, muitos começaram a desenvolver alguns destes atributos com os quais não estão muito familiarizados.

Nós vemos isso como o despertar da Criança Cristal que existe dentro de cada um de vocês.. À medida em que estes adultos e crianças continuarem a entrar e a usar os seus poderes, irão despertar esses atributos em toda a humanidade. Vocês estão a tornar-se cristalinos...


Os fluxos de energia na Terra, neste momento, estão a preparar-vos para futuras conexões à vibração cristal. Nos dias subseqüentes, muitos de vocês notarão uma espécie de claridade que não esperavam. Haverá mais trações na polaridade que poderão parecer-se com separação, mais do que com unidade. Não temam, pois, e avancem com a certeza de que estão no caminho.

Também terão a sensação de que toda a vossa fisiologia está a mudar rapidamente durante esse tempo, com alterações dos hábitos alimentares, padrões de sono e os gostos em geral. As vossas próprias conexões internas vão fortalecer-se, embora muitos tenham ainda de aprender a confiar nessa intuição.

Os relacionamentos podem ser alargados ou restringidos. Alguns quebrar-se-ão sob a forte tensão, enquanto outros encontrarão novos níveis de comunicação e de amor. Aqueles que carregam raiva reprimida podem vê-la aflorar em momentos pouco apropriados. Durante os próximos meses, por favor, dêem a vocês próprios, e aos que estão em vosso redor, espaço para crescerem.

Haverá momentos em que sentirão que o vosso mundo está virado do avesso, e outros em que sentirão que tudo está bem no mundo. Durante os momentos em que estão mais centrados, assumam, por favor, o papel do Anjo Humano e estendam a vossa mão firme aos outros. Quando se sentirem descentrados, tenham a coragem de aceitar a mão de ajuda que se vos oferece. Vocês estão a tornar-se cristalinos e quando unem as mãos o processo torna-se mágico.

À medida que assistimos ao desabrochar da vossa evolução, a alegria e entusiasmo deste lado do véu é indescritível. Vocês estão a criar um Lar do vosso lado do véu. Não há palavras para descrever o amor que sentimos por vocês. Vocês não entendem a magnificência de quem realmente são...

Pedimos-lhes simplesmente que o sintam dentro de vocês e que detenham essa verdade. Isso levar-vos-á a Casa de novo. É com a maior honra que vos pedimos que se tratem com o maior respeito, promovam-se uns aos outros e joguem limpo entre vocês.


Os fluxos de energia na Terra, neste momento, estão a preparar-vos para futuras conexões à vibração cristal. Nos dias subseqüentes, muitos de vocês notarão uma espécie de claridade que não esperavam. Haverá mais trações na polaridade que poderão parecer-se com separação, mais do que com unidade. Não temam, pois, e avancem com a certeza de que estão no caminho.

Também terão a sensação de que toda a vossa fisiologia está a mudar rapidamente durante esse tempo, com alterações dos hábitos alimentares, padrões de sono e os gostos em geral. As vossas próprias conexões internas vão fortalecer-se, embora muitos tenham ainda de aprender a confiar nessa intuição.

Os relacionamentos podem ser alargados ou restringidos. Alguns quebrar-se-ão sob a forte tensão, enquanto outros encontrarão novos níveis de comunicação e de amor. Aqueles que carregam raiva reprimida podem vê-la aflorar em momentos pouco apropriados. Durante os próximos meses, por favor, dêem a vocês próprios, e aos que estão em vosso redor, espaço para crescerem.

Haverá momentos em que sentirão que o vosso mundo está virado do avesso, e outros em que sentirão que tudo está bem no mundo. Durante os momentos em que estão mais centrados, assumam, por favor, o papel do Anjo Humano e estendam a vossa mão firme aos outros. Quando se sentirem descentrados, tenham a coragem de aceitar a mão de ajuda que se vos oferece. Vocês estão a tornar-se cristalinos e quando unem as mãos o processo torna-se mágico.

À medida que assistimos ao desabrochar da vossa evolução, a alegria e entusiasmo deste lado do véu é indescritível. Vocês estão a criar um Lar do vosso lado do véu. Não há palavras para descrever o amor que sentimos por vocês. Vocês não entendem a magnificência de quem realmente são...

Pedimos-lhes simplesmente que o sintam dentro de vocês e que detenham essa verdade. Isso levar-vos-á a Casa de novo. É com a maior honra que vos pedimos que se tratem com o maior respeito, promovam-se uns aos outros e joguem limpo entre vocês.

www.starchild.com.br



Informação básica para Pais de Crianças Indigo/Cristal

Na interação e no cuidar da sua criança Índigo/Cristal precisam de ter em mente que a sua criança é muito diferente de vocês. O que funcionou com vocês em crianças não irá funcionar para elas. As principais áreas a que terão de ajustarem-se são:
• A criança Índigo /Cristal é um ser com Orientação Cerebral Direita.
• A criança Índigo /Cristal é Super Sensível ao stress ambiental.
• A criança Índigo /Cristal é sensível à comida e irá desenvolver freqüentemente Alergias Alimentares.


O que é que isto significa para vocês?


Orientação Cerebral Direita.

As crianças Índigo e Cristal operam primariamente a partir do Cérebro Direito. Isto significa que são criativos, imaginativos e emocionalmente inteligentes. Contudo, a nossa cultura é primariamente orientada pelo cérebro esquerdo, o que significa que é linear, racional e lógica.

As dificuldades surgem quando a criança entra para o sistema escolar e precisa de adaptar-se ao seu modo de funcionamento. Um “cérebro-à-direita” aprende muito depressa e muitas vezes dá pulos intuitivos que demonstram uma inteligência estonteante. Mas o sistema escolar é conduzido por um funcionamento cerebral esquerdino o qual é repetitivo, rotineiro, organizado e linear /cumulativo.


Esta abordagem “mais lenta” significa que a criança começa a sentir-se aborrecida muito depressa e perde o interesse. Geralmente depois começa a procurar outros meios para estimular o seu interesse. Isto leva a que muitas Crianças Índigo sejam etiquetadas como tendo Transtorno de Défice de Atenção (TDA) ou /e Hiperatividade (TDAH) e são muitas vezes medicadas com Ritalina, quando de fato não existe nada de errado com elas a não ser aborrecimento.

Por causa da sua inteligência intuitiva, elas também podem muitas vezes ir passando os vários anos do sistema escolar sem que se apercebam que não conseguem ler ou escrever “corretamente”. Isto leva a que muitas vezes a criança seja etiquetada como disléxica, outro estigma.

Isto é muito danificante porque a vossa Criança Índigo tem um sentido forte de ser “perfeita”, e está aqui numa “missão”. Se lhe é dito que é disfuncional ou que “há alguma coisa de errado com ela”, vai ficar traumatizada e, ou procurar a cura, ou disfarçar essa mágoa. Isto pode levar, nos anos da adolescência, ao abuso de drogas ou a distúrbios alimentares, como meios de cura ou de esconder o trauma.

É vital e importante que a Criança Índigo ou Cristal seja reconhecida como diferente mas não disfuncional. Se a diferença for honrada e manejada, a criança irá crescer de um modo equilibrado, mas se não, irá levar à disfunção e a problemas.


2. Sensibilidade Ao Stress Ambiental

A sua criança é também muito mais sensível do que o que vocês foram ou são. É a audição, a visão, e os sentidos que são muito mais desenvolvidos que os aurea. Isto faz parte da mudança evolucionária, à medida que os humanos se tornam mais abertos e sensíveis.

O que isto significa é que a sua criança vai ficar stressada e perturbada por sons altos, por multidões, música aos berros e pela televisão. A sua resposta pode tanto ser fechar-se e deprimir-se, como permitir os estímulos e tornar-se hiperativa e destrutiva.

Sendo assim, a Criança Índigo /Cristal, precisa de um ambiente em casa tranqüilo e calmo, com o mínimo de brinquedos, jogos eletrônicos, e engenhocas, e certamente não usar a televisão como babysitter. Existe uma correlação quase direta entre a quantidade e tipo de TV que é absorvida e o comportamento da criança.

O stress ambiental também inclui a relação entre os pais. Se existir abertura ou agressão não expressa, verbal ou não verbal, no lar, a criança irá apanhá-la e desenvolverá mecanismos disfuncionais ou defensivos. Não conseguem esconder nada de uma Criança Índigo /Cristal, ela “lê” o seu campo de energia e percebe exatamente aquilo que pensam e sentem mesmo que permaneça não dito.



Alergias Alimentares

O Corpo físico de uma Criança Indigo/Cristal também é muito sensível. Muitas vezes elas não conseguem tolerar comida processada e os seus aditivos. E também reagem mal ao açúcar e a cafeína. Isto significa que os doces, as bebidas artificialmente coloridas, tartes, hamburguers, e chocolates, irão criar um comportamento hiperativo e disfuncional na criança.

Dar um chocolate, ou uma Coca-Cola, a uma Criança Índigo/Cristal é, literalmente, o equivalente a dar-lhe uma droga. O seu sistema vai reagir tornando-se sobreativo - produzindo um maior comportamento hiperativo seguido por uma queda, quando os efeitos esgotarem-se, e a criança for abaixo e sofrer de uma retirada dos sintomas do açúcar e da cafeína.

Isto pode também, significar que um dieta “normal” não será tolerada por muitos Índigos. A galinha e a carne estão cheias de hormonios, antibióticos, e químicos, e a maior parte da comida embalada e processada, que se compra nos supermercados, também contêem químicos que podem não ser tolerados.

Somando a isto, a criança pode ser intolerante ao trigo e a lactiínios, produzindo sintomas como eczemas, problemas digestivos, sinusite e desordens relacionadas com a garganta, ouvidos e nariz. Linhas de Orientação para Lidar com estes Problemas



Educação

A sua Criança Índigo /Cristal irá reagir bem a um sistema educacional que equilibre o cérebro direito e esquerdo e que inclua criatividade na forma de música, arte, dança, e teatro. Provavelmente o melhor sistema para estas crianças é o Sistema Waldorf que maximiza inicialmente o elemento cerebral direito enquanto desenvolve o esquerdo como suporte. Foca também a integração da criança no seu corpo, uma vez que muitas crianças Índigo lidam com os seus traumas ao se tornar “aluada” ou escapando dos seus corpos.Se a sua criança fizer um teste para identificar TDA ou TDAH, seja cauteloso em medicá-la com Ritalina, que é um medicamento (com efeitos secundários e sintomas de isolamento) usado para ajudar os pais e professores a lidarem em vez de simplesmente a assistirem. Existem alternativas dietéticas e homeopáticas menos prejudiciais e mais efetivas.

Stress Ambiental

Nos primeiros anos de vida da criança tentar minimizar os barulho e o stress. Isto significa diminuir as atividades “violentas”, os jogos eletrônicos, e a televisão. Incentivar a brincadeira, a imaginação, livros e leitura destes, colorir desenhos, e histórias. Basicamente, criar, o mais possível, um ambiente calmo e tranqüilo.

Comida

Esta é a mais difícil de monitorizar, já que o consumo conveniente e a pressão dos colegas significam que a criança vai ser exposta à sedução da “comida de plástico”. Tentem focarem-se em alternativas naturais, orgânicas e saudáveis. Se a criança sofrer de mudanças de humor ou alergias pode haver a necessidade de identificarem o problema alimentar e criar um plano mais equilibrado nutricionalmente.

http://www.starchild.co.za/

Postagens populares

O Blog Filosofia Esotérica Brasil é de mesma autoria do Consciência Estelar, vote para melhor blog!

O QUE PROCURA? ACHE POR AQUI!